domingo, 18 de fevereiro de 2018

A sétima etapa da temporada do Monster Supercross foi disputada neste sábado em Arlington e Eli Tomac voltou a vencer no campeonato. Foi a terceira vitória do piloto da Kawasaki no ano, que poderia esta melhor posicionado na tabela de classificação se não fossem os problemas enfrentados nas demais corridas.

Mas foi uma corrida muito das sem graças. Tomac fez o “holeshot” e disparou na frente, não foi mais incomodado. Talvez o grande momento da corrida principal foi a queda de Jason Anderson (Husqvarna) quando ocupava a segunda colocação. Ele foi para sétimo, mas conseguiu se recuperar nos giros seguintes e terminou em quarto.

Outro momento bem tenso aconteceu na “Heat 1” quando Justin Barcia (Yamaha) errou um salto quando liderava ainda no primeiro giro. Como vinha um pelotão inteiro atrás dele e os pilotos não erraram a manobra, começou a chover motos ao redor dele até que Tyler Bowers (Kawasaki) caiu raspando a mão de Barcia que foi ao chão e abandonou com uma fratura.

Segue abaixo o resultado final da corrida:
1 3 Eli Tomac Kawasaki 25 voltas
2 25 Marvin Musquin KTM 5.695
3 4 Blake Baggett KTM 9.798
4 21 Jason Anderson Husqvarna 14.457
5 14 Cole Seely Honda 16.469
6 2 Cooper Webb Yamaha 16.834
7 34 Weston Peick Suzuki 29.367
8 15 Dean Wilson Husqvarna 39.857
9 20 Broc Tickle KTM 51.5
10 10 Justin Brayton Honda 24 voltas
11 27 Malcolm Stewart Suzuki 1.936
12 55 Vince Friese Honda 3.12
13 11 Kyle Chisholm Yamaha 8.406
14 60 Benny Bloss KTM 11.183
15 22 Chad Reed Husqvarna 15.291
16 69 Tyler Bowers Kawasaki 32.236
17 907 Ben Lamay Honda 37.743
18 59 Cole Martinez Husqvarna 56.932
19 39 Kyle Cunningham Suzuki 23 voltas
20 981 Austin Politelli Honda 11.482
21 80 Aj Catanzaro Kawasaki 32.843
22 48 Henry Miller Suzuki 14 voltas

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Chegou ao fim a primeira fase da 250sx Monster Supercross West no último final de semana em San Diego. Foram seis provas ao todo e agora que a categoria principal ruma para o leste, eles entram de férias enquanto inicia a 250sx East. Justin Hill (Suzuki) foi o vencedor da etapa, a primeira vitória dele na temporada. O campeonato deu uma embolada já que Aaron Plessinger não terminou bem a etapa e permitiu a aproximação dos rivais.

A etapa começou com domínio dos pilotos da Kawasaki com Joey Savatgy em primeiro seguido de Adam Cianciarulo em segundo. Plessinger não largou bem e completou o primeiro giro em 10°. Savatgy não conseguiu manter o ritmo e ainda nas primeiras voltas foi superado por Cianciarulo, Hill, Chase Sexton (Honda) e Shane Mcelrath (KTM). Plessinger começou a se recuperar e rapidamente chegou a quinta colocação.

Lá na frente Hill começou uma aproximação a Cianciarulo para brigar pela ponta e um pouco mais atrás Plessinger jogou todo o esforço fora numa queda, o que o jogou para a nona colocação. Na volta 12 Hill superou Cianciarulo e partiu para a vitória. Destaque para Sexton que foi ao pódio com a terceira colocação. O brasileiro Jean Ramos teve problemas, completou apenas nove voltas.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 1 Justin Hill Suzuki 18 voltas
2 92 Adam Cianciarulo Kawasaki 4.952
3 40 Chase Sexton Honda 8.605
4 17 Joey Savatgy Kawasaki 11.244
5 28 Shane Mcelrath KTM 13.032
6 32 Christian Craig Honda 18.636
7 11 Kyle Chisholm Yamaha 29.383
8 23 Aaron Plessinger Yamaha 29.383
9 30 Mitchell Harrison Husqvarna 30.74
10 53 Bradley Taft Yamaha 41.743
11 54 Phillip Nicoletti Suzuki 44.073
12 63 Hayden Mellross Yamaha 45.916
13 59 Cole Martinez Husqvarna +1:03.529
14 42 Dakota Alix KTM 17 voltas
15 68 Justin Starling Husqvarna 9.47
16 902 Killian Auberson KTM 18.88
17 321 Bradley Lionnet Kawasaki 28.479
18 170 Michael Leib Yamaha 33.948
19 141 Robbie Wageman Yamaha 46.207
20 217 Ryan Breece Kawasaki 12 voltas
21 992 Jean Ramos Yamaha 9 voltas

domingo, 11 de fevereiro de 2018


Infelizmente a temporada 2018 do Monster Supercross está tomando um rumo que ninguém esperava antes do início da ano. Devido a quedas e acidentes, nomes como Eli Tomac (Kawasaki), Marvin Musquin (KTM) e Ken Roczen (Honda), que eram para estar lá no topo da tabela disputando o título, estão bem atrás e desta forma permitem a Jason Anderson (Husqvarna) reinar sozinho na batalha.

Neste fim de semana os pilotos foram até San Diego para a sexta etapa e logo na largada Tomac e Roczen (juntamente com alguns outros pilotos) se envolvem num acidente, caíram e tiveram as chances de vitória comprometida. O piloto da Honda ainda conseguiu voltar, mas o da Kawasaki foi obrigado a abandonar. Enquanto isto, lá na frente, Cole Seely fez o “holeshot” seguido de Chad Reed (Husqvarna), Musquin e Anderson.

Em busca da recuperação, Roczen começou a acelerar forte junto com Cooper Webb (Yamaha), outro que foi ao chão na primeira curva. Os dois vinham alternando posições quando se tocaram e caíram novamente. Roczen acabou caindo com o braço em cima da corrente da moto de Webb, teve o macacão rasgado e saiu atendido pela equipe médica. Exames preliminares indicaram fratura na mão.

De volta ao pelotão intermediário, Anderson logo se livrou dos rivais a frente dele para assumir a liderança da corrida. Musquin foi junto para terminar em segundo e Blake Baggett (KTM) fechou o pódio em terceiro. Com o resultado Anderson pulou para 141 pontos no campeonato seguido de Justin Barcia com 113, Cole Seely 106, Ken Roczen 102 e Blake Baggett e Justin Brayton ambos com 99.

Segue abaixo o resultado final da corrida:
 
1 21 Jason Anderson Husqvarna 24 voltas
2 25 Marvin Musquin KTM 3.944
3 4 Blake Baggett KTM 10.17
4 14 Cole Seely Honda 12.92
5 20 Broc Tickle KTM 25.528
6 10 Justin Brayton Honda 29.009
7 34 Weston Peick Suzuki 37.594
8 51 Justin Barcia Yamaha 51.922
9 15 Dean Wilson Husqvarna 53.1
10 55 Vince Friese Honda 23 voltas
11 33 Joshua Grant Kawasaki 7.471
12 60 Benny Bloss KTM 8.523
13 22 Chad Reed Husqvarna 12.892
14 69 Tyler Bowers Kawasaki 26.383
15 907 Ben Lamay Honda 48.967
16 722 Adam Enticknap Honda 22 voltas
17 27 Malcolm Stewart Suzuki 44.661
18 39 Kyle Cunningham Suzuki 50.804
19 2 Cooper Webb Yamaha 17 voltas
20 90 Dakota Tedder KTM 14 voltas
21 94 Ken Roczen Honda 2 voltas
22 3 Eli Tomac Kawasaki DNS

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018


O campeonato da 250sx Monster Supercross, que começou super disputado, começou a ser dominado por um piloto apenas. Aaron Plessinger (Yamaha) chegou a terceira vitória em cinco corridas e começou a desgarrar na tabela de classificação. Desta vez ele nem largou tão bem, completou a primeira volta na sexta colocação, mas foi se recuperando e no fim recebeu a quadriculada novamente a frente dos rivais.

Havia, novamente, uma grande expectativa da disputa dele contra Shane Mcelrath (KTM), já que os dois chegaram a Oakland separados por apenas um ponto no campeonato. Mas a largada do piloto da KTM foi ainda pior e ao fim do primeiro giro ele era apenas o 14°. Para complicar ainda mais a vida, ele teve que parar nos boxes para algum ajuste e perdeu mais terreno. No fim foi apenas o 15°.

Alex Martin fez o “holeshot” e se manteve na ponta até a volta três quando foi superado por Christian Craig (Honda). Daí para frente ele perdeu mais posições. Plessinger chegou rápido ao segundo posto e foi atrás de Craig brigar pela vitória. Mas nem precisou atacar muito, pois o rival errou um salto, aterrissou fora da pista e assim perdeu a liderança. Joey Savatgy (Kawasaki) e Justin Hill (Suzuki) também passaram por Craig e protagonizaram a grande disputa do fim da corrida pela segunda colocação com Savatgy levando a melhor. O brasileiro Jeam Ramos foi o 12°.

Segue abaixo o resultado final da corrida:
1 23 Aaron Plessinger Yamaha 19 voltas
2 17 Joey Savatgy Kawasaki 1.867
3 1 Justin Hill Suzuki 2.322
4 32 Christian Craig Honda 16.222
5 26 Alex Martin KTM 18.475
6 40 Chase Sexton Honda 19.846
7 92 Adam Cianciarulo Kawasaki 24.279
8 11 Kyle Chisholm Yamaha 27.387
9 30 Mitchell Harrison Husqvarna 30.708
10 63 Hayden Mellross Yamaha 36.078
11 67 Justin Hoeft Yamaha 18 voltas
12 992 Jean Ramos Yamaha 5.458
13 68 Justin Starling Husqvarna 13.922
14 137 Martin Castelo Yamaha 25.633
15 28 Shane Mcelrath KTM 26.396
16 59 Cole Martinez Husqvarna 54.196
17 217 Ryan Breece Kawasaki 17 voltas
18 117 Julio Zambrano Husqvarna 15 voltas
19 81 Chase Marquier Husqvarna 10 voltas
20 42 Dakota Alix KTM DNF
21 902 Killian Auberson KTM DNS
22 54 Phillip Nicoletti Suzuki DNS

domingo, 4 de fevereiro de 2018

A quinta etapa do Monster Supercross foi de tirar o fôlego. Teve de tudo! Ponteiros caindo, tombos espetaculares e um grande duelo pela vitória no fim, com direito a ultrapassagem, troco e nova ultrapassagem. Só mesmo na última volta Jason Anderson (Husqvarna) conseguiu se livrar de Ken Roczen (Honda) para vencer a corrida. Foi a segunda dele na temporada e desta forma ele disparou na liderança do campeonato.

Eli Tomac (Kawasaki), que vinha de duas vitórias, nunca apareceu bem no final de semana. Na "Heat" dele terminou em segundo, atrás de Cole Seely (Honda), que por outro lado, estava muito bem. Na outra "Heat" tivemos dobradinha da Yamaha com vitória de Justin Barcia seguido de Cooper Webb. Para festa da torcida, na "LCQ" a vitória ficou com Chad Reed (Husqvarna).

A "Main" começou com Seely na ponta seguido de Ken Roczen e Marvin Musquin. Mas daí começou o festival de quedas. Joshua Grant (Kawasaki) caiu, Tomac (Kawasaki) caiu (depois de ser tocado por Barcia), Marvin Musquin (KTM) caiu e Seely, que liderava, também foi ao chão. Com isto Roczen pulou para a ponta seguido de Jason Anderson. Os dois deram início a um duelo impressionante pela vitória com três minutos para o fim. Anderson passou Roczen, que deu o troco, mas no último giro foi novamente superado pelo rival da Husqvarna que venceu a corrida.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 21 Jason Anderson Husqvarna 24 voltas
2 94 Ken Roczen Honda 0.839
3 4 Blake Baggett KTM 8.832
4 25 Marvin Musquin KTM 51.365
5 51 Justin Barcia Yamaha 18.791
6 14 Cole Seely Honda 22.728
7 2 Cooper Webb Yamaha 27.73
8 20 Broc Tickle KTM 43.318
9 10 Justin Brayton Honda 51.991
10 33 Joshua Grant Kawasaki 23 voltas
11 15 Dean Wilson Husqvarna 1.176
12 34 Weston Peick Suzuki 6.271
13 3 Eli Tomac Kawasaki 9.965
14 22 Chad Reed Husqvarna 39.38
15 55 Vince Friese Honda 48.505
16 91 Alex Ray Yamaha 49.658
17 19 Justin Bogle Suzuki 22 voltas 
18 39 Kyle Cunningham Suzuki 1.704
19 907 Ben Lamay Honda 3.026
20 60 Benny Bloss KTM 21 voltas
21 69 Tyler Bowers Kawasaki 20 voltas
22 27 Malcolm Stewart Suzuki 11 voltas



quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Shane Mcelrath (KTM) e Joey Savatgy (Kawasaki) chegaram em Glendale, quarta etapa da temporada, empatados na tabela de classificação. A expectativa pelo duelo dos dois era enorme e a curiosidade gigante para saber quem sairia na frente no campeonato. Mas quem brilhou mesmo foi Aaron Plessinger (Yamaha). Ele, que já havia vencido em Houston, repetiu a dose e saiu ele na frente dos dois rivais na pontuação.

Savatgy teve um dia para esquecer, apesar de no fim ainda ter salvado bons pontos. Ele caiu na "Heat" e teve que ir buscar a classificação na "LCQ". Na corrida principal ele fez o "holeshot", mas logo caiu para terceiro onde ficou por um bom tempo. Mas na volta nove acabou indo ao chão, mas ainda conseguiu terminar em quarto.

Já Mcelrath venceu a "Heat" dele e liderou boa parte da corrida principal, mas na segunda metade não conseguiu segurar o ataque de Plessinger e terminou em segundo. Eles continuam bem próximos na classificação com o piloto da Yamaha agora na frente com 92 pontos seguido de Mcelrath com 91 e Savatgy com 87. O brasileiro Jean Ramos foi o 15°.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 23 Aaron Plessinger Yamaha 17 voltas
2 28 Shane Mcelrath KTM 3.772
3 92 Adam Cianciarulo Kawasaki 7.733
4 17 Joey Savatgy Kawasaki 13.505
5 40 Chase Sexton Honda 18.005
6 53 Bradley Taft Yamaha 29.316
7 1 Justin Hill Suzuki 32.955
8 30 Mitchell Harrison Husqvarna 34.768
9 11 Kyle Chisholm Yamaha 49.971
10 32 Christian Craig Honda 54.075
11 54 Phillip Nicoletti Suzuki +1:02.658
12 59 Cole Martinez Husqvarna 16 voltas
13 68 Justin Starling Husqvarna 6.463
14 63 Hayden Mellross Yamaha 7.607
15 992 Jean Ramos Yamaha 10.629
16 902 Killian Auberson KTM 18.687
17 52 Mitchell Oldenburg Yamaha 21.593
18 137 Martin Castelo Yamaha 22.704
19 388 Brandan Leith Kawasaki 33.313
20 805 Carlen Gardner Honda 34.547

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018


Com a aposentadoria de Ryan Dungey e as incertezas sobre o retorno de Ken Roczen após uma séria contusão, o nome de Eli Tomac (Kawasaki) era o mais cotado para o título da temporada 2018 do Monster Supercross. Porém, ele teve um início de ano para se esquecer. Caiu em Anaheim I, se contundiu e acabou ficando fora de Houston. Voltou apenas em Anaheim II e em grande estilo, vencendo. Neste último sábado, em prova valendo pela quarta etapa do campeonato, Tomac venceu novamente e parece que embalou.

Porém, o piloto da Kawasaki corre o risco de enfrentar o mesmo que enfrentou em 2017, quando foi de longe o maior nome da disputa, mas não levou o caneco. Como o regulamento da pontuação dá muito pouco pontos ao vencedor em comparação ao segundo colocado, por mais que ele vencia, descontava pouco a cada final de semana e o prejuízo de resultados ruins tinham um peso gigantesco no retrato da tabela de classificação. O que ele precisa agora é seguir neste ritmo, mas contar também com tropeços dos rivais.

O domínio dele em Glendale foi fantástico. Fez o "holeshot" e foi embora, sem se preocupar com os oponentes. Justin Barcia (Yamaha), em mais uma grande apresentação, se livrou de Weston Peick (Suzuki) na volta dois e também se garantiu no segundo posto. Já atrás a disputa pela última posição do pódio foi quente envolvendo Ken Roczen (Honda) e Jason Anderson (Husqvarna). Este último não começou bem, mas se recuperou na segunda metade, mas não conseguiu tirar de Roczen a posição no fim.

Segue abaixo o resultado final da corrida:


1 3 Eli Tomac Kawasaki 23 voltas
2 51 Justin Barcia Yamaha 2.127
3 94 Ken Roczen Honda 3.623
4 21 Jason Anderson Husqvarna 15.355
5 25 Marvin Musquin KTM 17.822
6 34 Weston Peick Suzuki 23.822
7 10 Justin Brayton Honda 24.825
8 2 Cooper Webb Yamaha 26.09
9 4 Blake Baggett KTM 27.091
10 33 Joshua Grant Kawasaki 29.455
11 20 Broc Tickle KTM 31.516
12 14 Cole Seely Honda 39.189
13 27 Malcolm Stewart Suzuki 54.609
14 55 Vince Friese Honda +1:03.136
15 15 Dean Wilson Husqvarna 22 voltas
16 69 Tyler Bowers Kawasaki 20.567
17 19 Justin Bogle Suzuki 36.491
18 12 Jacob Weimer Honda 42.009
19 22 Chad Reed Husqvarna 21 voltas
20 60 Benny Bloss KTM 18 voltas
21 58 Matthew Bisceglia Suzuki 10 voltas
22 91 Alex Ray Yamaha 5 voltas


domingo, 21 de janeiro de 2018

A 250sx Monster Supercross voltou a Anaheim, palco da abertura da temporada 2018, para a terceira etapa do campeonato. E a categoria viu um terceiro vencedor diferente neste final de semana. Depois de Shane Mcelrath (KTM) e Aaron Plessinger (Yamaha), agora foi a vez de Joey Savatgy (Kawasaki). O formato deste final de semana foi diferente. Foram três corridas e fim o combinado dos três resultados definiu o grande vencedor.

Na primeira prova Savatgy não deu chances a ninguém. Assumiu a ponta desde o início e de ponta a ponta venceu a corrida. Atrás dele houveram duelos interessantes pelas demais posições do pódio. Christian Craig (Honda) ocupava o segundo posto, mas desde os primeiros giros bastante pressionado por Mcelrath. Na volta sete o vencedor da primeira corrida do ano forçou para cima de Craig, caiu e cedo o terceiro posto para Mitchell Oldenburg (Yamaha).

Disposto a recuperar o terreno perdido, a segunda corrida foi dominada do início ao fim por Mcelrath. O estreante Chase Sexton (Honda) começou muito bem, na segunda colocação, bastante atacado por Savatgy e acabou não suportando a pressão e caiu na terceira volta. Savatgy pulou para segundo, mas não foi capaz de buscar Mcelrath. Christian Craig fez uma prova tranquila no terceiro posto e garantiu mais um pódio no final de semana.

Na última corrida, para surpresa da grande maioria, Chase Sexton fez o “holeshot” e liderou a primeira metade da corrida com tranquilidade. Mas nos últimos giros faltou fôlego para o jovem piloto da Honda e ele acabou superado pela dupla da Kawasaki. Joey Savatgy venceu, e garantiu a vitória no “overall”, e Adam Cianciarulo terminou em segundo. Com o resultado Savatgy assumiu também a liderança do campeonato.

Segue abaixo o resultado final em Anaheim:


Pos Num Piloto Moto R1 R2 R3 Pontos
1 17 Joey Savatgy Kawasaki 1 2 1 26
2 28 Shane Mcelrath KTM 5 1 4 23
3 32 Christian Craig Honda 2 3 5 21
4 92 Adam Cianciarulo Kawasaki 4 5 2 19
5 52 Mitchell Oldenburg Yamaha 3 6 6 18
6 23 Aaron Plessinger Yamaha 6 4 7 17
7 63 Hayden Mellross Yamaha 7 10 8 16
8 40 Chase Sexton Honda 15 8 3 15
9 54 Phillip Nicoletti Suzuki 8 7 11 14
10 1 Justin Hill Suzuki 11 9 9 13
11 11 Kyle Chisholm Yamaha 9 11 10 12
12 59 Cole Martinez Husqvarna 10 14 13 11
13 30 Mitchell Harrison Husqvarna 18 12 12 10
14 217 Ryan Breece Kawasaki 12 17 16 9
15 992 Jean Ramos Yamaha 16 16 14 8
16 53 Bradley Taft Yamaha 13 13 20 7
17 68 Justin Starling Husqvarna 17 15 15 6
18 902 Killian Auberson KTM 19 20 17 5
19 81 Chase Marquier Husqvarna 20 18 18 4
20 42 Dakota Alix KTM 14 21 21 3
21 388 Brandan Leith Kawasaki 21 19 19 2
22 67 Justin Hoeft Yamaha 22 22 22 1
Depois de fica fora da etapa de Houston devido a uma lesão, Eli Tomac (Kawasaki) voltou a ação neste final de semana na segunda corrida de Anaheim, terceira etapa da temporada, e voltou em grande estilo. O piloto ficou com a vitória no geral num dia em que a categoria experimentou outro formato. Foram três corridas e fim o combinado dos três resultados definiu o grande vencedor. Com um quinto lugar, uma vitória e um segundo, Tomac levou o prêmio.

A primeira prova começou bem diferente, com os “grandes” nomes caindo para o pelotão intermediário e na frente nomes menos badalados. Justin Brayton (Honda) fez o “holeshot”, mas foi logo superado por Cole Seely (Honda). Tomac, Jason Anderson (Husqvarna), Mavin Musquin (KTM) e Ken Roczen (Honda) estavam todos lá atrás buscando recuperação. No fim Seely venceu seguido de Brayton e Blake Baggett (KTM).

Vince Friese (Honda) fez o “holeshot”, mas foi logo superado por Tomac. Friese acabou se atrapalhando quando foi ultrapassado que caiu. Blake Baggett (KTM) e Weston Peick (Suzuki) foram outros que foram ao chão. Desta vez Jason Anderson estava um pouco mais a frente e terminou em terceiro, mas Musquin e Roczen continuaram a andar lá atrás. Seely, vencedor da primeira prova, terminou em segundo.

Pra fechar, na terceira prova, Tomac já começou com tudo, mandando ver no “holeshot”. Mas alguns giros depois ele foi superado por Anderson. Mas para sorte do piloto da Kawasaki, Cole Seely não foi nada bem no início e completou a primeira volta apenas na 13ª colocação. Ele ainda esboçou uma recuperação e terminou em sétimo, mas não foi suficiente para tirar a vitória no “overall” de Tomac.

Segue abaixo o resultado final:


Pos  Num Piloto Moto Main1 Main2 Main3 Pontos
1 3 Eli Tomac Kawasaki 5 1 2 26
2 14 Cole Seely Honda 1 2 7 23
3 21 Jason Anderson Husqvarna 7 3 1 21
4 10 Justin Brayton Honda 2 6 3 19
5 34 Weston Peick Suzuki 4 9 5 18
6 33 Joshua Grant Kawasaki 6 4 8 17
7 4 Blake Baggett KTM 3 10 6 16
8 51 Justin Barcia Yamaha 8 5 9 15
9 94 Ken Roczen Honda 11 12 4 14
10 2 Cooper Webb Yamaha 10 7 11 13
11 27 Malcolm Stewart Suzuki 16 8 14 12
13 25 Marvin Musquin KTM 9 11 21 10
14 22 Chad Reed Husqvarna 12 17 16 9
15 69 Tyler Bowers Kawasaki 13 16 17 8
16 20 Broc Tickle KTM 22 13 12 7
17 55 Vince Friese Honda 18 19 13 6
18 15 Dean Wilson Husqvarna 14 14 22 5
19 39 Kyle Cunningham Suzuki 17 20 15 4
20 91 Alex Ray Yamaha 19 18 18 3
21 90 Dakota Tedder KTM 20 21 19 2
22 907 Ben Lamay Honda 21 22 20 1

sábado, 20 de janeiro de 2018

Depois da abertura da temporada da 250sx Monster Supercross em Anaheim, que teve vitória de Shane Mcelrath (KTM), a categoria foi até Houston no sábado (13) para a segunda etapa. A briga pela vitória foi emocionante durante as 18 voltas da corrida. Começou com domínio dos pilotos da Kawasaki, Joey Savatgy e Adam Cianciarulo, mas no fim quem fez a festa foi Aaron Plessinger (Yamaha).

Savatgy fez o "holeshot" e manteve a ponta no início seguido de perto por Mcelrath e Cianciarulo. Logo o piloto da Kawasaki se livrou do da KTM e pulou para o segundo posto. Cianciarulo foi então para cima do companheiro de equipe brigar pela liderança, mas acabou caindo na volta oito e caiu para quinta colocação.

Nisto Plessinger, que havia completado a primeira volta em 10°, vinha escalando o pelotão e com a queda de Cianciarulo, pulou para vice-liderança e foi atrás de Savatgy. Na volta 12 ele conseguiu a ultrapassagem e partiu rumo a vitória. Destaque para o estreante Chase Sexton (Honda), que foi ao pódio numa bela terceira colocação.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 23 Aaron Plessinger Yamaha 18 voltas
2 17 Joey Savatgy Kawasaki 4.638
3 40 Chase Sexton Honda 5.94
4 28 Shane Mcelrath KTM 7.665
5 32 Christian Craig Honda 11.033
6 52 Mitchell Oldenburg Yamaha 14.625
7 92 Adam Cianciarulo Kawasaki 23.582
8 53 Bradley Taft Yamaha 30.497
9 11 Kyle Chisholm Yamaha 34.454
10 1 Justin Hill Suzuki 37.301
11 42 Dakota Alix KTM 41.002
12 54 Phillip Nicoletti Suzuki 46.677
13 30 Mitchell Harrison Husqvarna 49.578
14 67 Justin Hoeft Yamaha 17 voltas
15 63 Hayden Mellross Yamaha 5.19
16 68 Justin Starling Husqvarna 9.158
17 992 Jean Ramos Yamaha 20.703
19 77 Ryan Surratt KTM 41.329
22 117 Julio Zambrano Husqvarna 15 voltas