domingo, 21 de abril de 2019


Assim como na primeira prova da etapa de abertura da temporada 2019 da Supersport Inglesa disputada no sábado, na segunda a vitória ficou com Jack Kennedy. Com uma ultrapassagem no último giro ele tomou a ponta e partiu para a vitória. Agora ele tem 50 pontos no campeonato contra 40 de Alastair Seeley e 32 de Brad Jones.

Na largada Seeley manteve a ponta seguido de Jones e Kennedy. Ainda no primeiro giro, no entanto, Jones conseguiu superar Seeley para liderar a corrida. Na três Seeley conseguiu dar o troco e recuperar a posição. Kennedy acompanhava tudo de perto. A briga entre eles seguiu dura e Jones passou novamente na cinco, e outro vez tomou o troco na seguinte.

Na oito Kennedy entrou na briga e passou Jones para tomar a segunda colocação. Ele foi para o ataque para cima de Seeley, mas não conseguiu passar. Na nove Jones retornou a vice-liderança. No meio da prova este pelotão dianteiro era composto de seis motos, pois Kyle Ryde, Lee Johnston e Sam Wilford também acompanhava os ponteiros de perto.

Na 13 Ryde foi para cima da dupla da Yamaha, passou tanto por Kennedy quanto por Jones e chegou a segunda colocação. Kennedy conseguiu dar o troco na 14, mas Jones ficou mais para o ataque de Wilford. Porém, na 16, Jones se recuperou e passou por Ryde. Na 18 Kennedy retornou a liderança da corrida.

Seeley não largava o osso e na 19 passou Kennedy de novo. Nos giros seguintes eles seguiram a alternância sempre com Jones, Ryde, Wilford e Johnson colados neles. Na última volta Kennedy forçou e voltou a para primeiro. Seeley acabou errando e perdeu a chance de dar o troco e terminou em segundo com Ryde em terceiro.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

Começou quente a temporada 2019 da Superbike Inglesa. A dupla da Mcams Yamaha tomou conta da corrida. Jason O'halloran passou Tarran Mackenzie no começo e os dois andaram juntos durante todas as 30 voltas. Nas últimas curvas, no entanto, Mackenzie partiu para o ataque, mas eles acabaram se tocando e O'halloran. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada O'Halloran partiu melhor e tomou a ponta de Mackenzie. Dean Harrison caiu na volta um e abandonou. Na quatro o safety-car foi acionado depois de um acidente entre Glenn Irwin e Ben Currie. Bandeira verde novamente na oito e O’Halloran manteve a liderança.

Grande recomeço de Luke Mossey que saltou da sétima para a quinta colocação ao passar por Christian Iddon e Dan Linfoot. Este último também foi superado por Andrew Irwin, Tommy Bridewell e Josh Brookes e caiu para nono. Os três primeiros fazia uma prova a parte, distantes do resto do pelotão.

Na 24 Brookes teve problemas com a moto e teve que abandonar. Na parte final Josh Elliott não conseguiu mais seguir o ritmo dos dois ponteiros e ficou para trás. Mackenzie seguia O’Halloran de perto, mas sem tentar ultrapassar. No último giro ele partiu para o ataque, eles se tocaram e O’Halloran caiu. Mackenzie confirmou assim a vitória.

ATUALIZAÇÃO: Cerca de 30 minutos após o fim da corrida a direção de prova anunciou uma punição de 3 segundos para Mackenzie, suficientes para tirar dele a vitória e desta forma Josh Elliott foi promovido a primeira colocação.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

sábado, 20 de abril de 2019


Silverstone é palco da abertura da temporada 2019 da Supersport Inglesa e neste sábado aconteceu a primeira corrida da rodada dupla. Foi uma prova de tirar o fôlego, com uma disputa dura entre Jack Kennedy e Alastair Seeley pela vitória. Os dois chegaram a tocar ombro com ombro na última volta. Leia abaixo o relato da etapa:

Na largada Kennedy manteve a ponta seguido de Kyle Ryde que passou por Brad Jones pela segunda colocação. No fim do primeiro giro, no entanto, Jones conseguiu dar o troco e recuperou a posição. Os dois pilotos da Yamaha começaram a imprimir um forte ritmo no começo e abriram dos demais.

Seeley passou também por Ryde, na quarta volta, para ficar com a terceira colocação. Seeley, também de Yamaha, começou a se aproximar dos dois ponteiros. Na 10 os três andavam juntos e Seeley conseguiu passar por Jones para tomar a segunda colocação. No giro seguinte ele passou por Kennedy, mas tomou o troco.

Na 12 ele repetiu a manobra e conseguiu manter a posição. Na 14 Jones conseguiu recuperar a ponta, mas abusou da velocidade na manobra e barrigou a curva e foi superado tanto por Seeley quanto por Jones. Mas ele se recuperou rápido e na 15 voltou a liderar. Mas Seeley estava determinado e na 16 passou outra vez por Kennedy.

A última volta foi de tirar o fôlego. Alternaram de posição mais uma duas vezes e chegaram a tocar ombro com ombro e Seeley “pisou” na terra o que o fez perder um pouco de tempo e com isto Kennedy conquistou a vitória por apenas 194 milésimos de vantagem. Jones confirmou a terceira colocação e ficou 440 milésimos atrás de Kennedy.

Segue abaixo o resultado final da corrida:


quinta-feira, 18 de abril de 2019


A quarta etapa do Mundial de Superbike foi disputada em Assen e teve briga e dobradinha dos pilotos da Yamaha, da equipe BARDAHL Evan Bro. Federico Caricasulo largou da primeira fila, mas não partiu bem e perdeu várias posições no começo. Mas partiu para cima dos rivais, recuperou-se rapidamente, entrou pela briga pela vitória e no último giro deu o bote no companheiro de equipe para vencer. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada Raffaele De Rosa partiu melhor e passou por Randy Krummenacher e Caricasulo para assumir a liderança da corrida. No fim do primeiro giro, no entanto, Krummenacher conseguiu dar o troco e voltou para primeiro. Caricasulo não perdeu só a segunda colocação no começo, mas diversas e foi parar em nono. Lá na frente Jules Cluzel também passou por De Rosa e pulou para segundo.

Cluzel seguiu avançando e passou por Krummenacher na três para liderar. Caricasulo se recuperou rapidamente e na três já era o quarto colocado. Krummenacher deu o troco em Cluzel na abertura da volta quatro e retornou ao comando da corrida. Na seis Caricasulo passou também por De Rosa para chegar ao terceiro posto. Na oito foi a vez de Cluzel ser superado por ele.

De Rosa forçou para cima de Cluzel na 13 e o italiano da Yamaha teve que tirar a mão e foi superado também por Thomas Gradinger e Lucas Mahias. Na sequência, no entanto, De Rosa acabou caindo e deu adeus à briga pelo pódio. Gradinger pulou para terceiro. Lá na frente Caricasulo deu o bote em Krummenacher na última volta para vencer a corrida.

Segue abaixo o resultado do final da corrida:


domingo, 14 de abril de 2019


O espanhol Álvaro Bautista segue com a corda toda no Mundial de Superbike. Neste final de semana foi a vez dele varrer a etapa de Assen, na Holanda. A rodada teve uma corrida a menos, pois nevou e a corrida 1 foi transferida para o domingo, mas a Superpole foi cancelada. E Bautista mandou ver e venceu as duas. Segue abaixo o relato das etapas:

Corrida 1

Na largada Álvaro Bautista manteve a ponta seguido de Markus Reiterberger e Michael Van der Mark. No fim da primeira volta Jonathan Rea passou por Leon Haslam para ficar com a quarta colocação. Ainda no mesmo giro o inglês da Kawasaki passou por Van der Mark e pulou para terceiro. Na quatro Alex Lowes passou por Haslam e subiu para quinto.

Na oito Rea conseguiu deixar Reiterberger para trás para ficar com a segunda colocação. Na 11 Van der Mark fez o mesmo e na 12 Alex Lowes e o piloto da BMW caiu para quinta colocação. Na parte final da corrida Haslam começou a pressionar Lowes pela quarta colocação e na 19 fez a ultrapassagem. O piloto da Yamaha, no entanto, conseguiu dar o troco. No fim Bautista venceu mais uma seguido de Rea e Van der Mark.

Corrida 2

Na largada Bautista manteve a ponta seguido de Rea, mas ainda nas primeiras curvas o piloto da Kawasaki passou o da Ducati para liderar. Na volta dois Haslam passo por Van der Mark para ficar com a terceira colocação, mas tomou o troco na volta seguinte. Atrás deles Davies passou por Lowes e Haslam para chegar a quarta colocação.

Na sete foi a vez de Van der Mark perde o terceiro posto para Davies. A frente deles Bautista conseguiu passar por Rea e Davies foi junto colocando a Ducati nas duas primeiras posições. Rea conseguiu dar o troco em Davies na oito, mas Bautista já havia disparado. Lowes foi junto e Davies caiu para quarto. Na 11 o inglês da Ducati perdeu a posição para Van der Mark.

Na briga interna da Yamaha Van der Mark passou por Lowes para ficar com a terceira posição. Com três voltas para o fim ele começou a pressionar Rea pela segunda colocação e tomou a posição. Daí até o fim não houve mais mudanças e Bautista confirmou a vitória e Rea tentou recuperar a segunda colocação, cruzou lado a lado com Van der Mark, mas o piloto da Yamaha ficou com a posição por apenas 259 milésimos.

Segue abaixo como está a classificação do campeonato:

1. Alvaro Bautista - 236 Ducati
2. Jonathan Rea - 183 Kawasaki
3. Alex Lowes - 126 Yamaha
4. Michael Van Der Mark - 115 Yamaha
5. Leon Haslam - 93 Kawasaki
6. Chaz Davies - 76 Ducati
7. Marco Melandri - 69 Yamaha
8. Sandro Cortese - 64 Yamaha
9. Tom Sykes - 54 BMW
10. Jordi Torres - 49 Kawasaki

Acabou o reinado de Marc Marquez nos Estados Unidos. Sempre que correu no país ele venceu, desde as categorias de base, mas neste domingo ele passou dos limites da moto, caiu e abandonou quando liderava com muita tranquilidade. Daí a disputa ficou entre Valentino Rossi e Alex Rins e o espanhol da Suzuki numa bela ultrapassagem no fim partiu para a primeira vitória dele na categoria. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada Marc Marquez manteve a ponta seguido de Valentino Rossi e Cal Crutchlow. Na três Aleix Espargaró caiu e despencou na tabela. Rossi não conseguiu acompanhar o ritmo de Marquez nos primeiros giros e o espanhol da Honda conseguiu abrir uma boa vantagem com apenas quatro voltas. Maverick Viñales e Joan Mir queimaram a largada e tomaram um ride-through cada um.

Crutchlow colou em Rossi na briga pela segunda colocação enquanto Marquez abria mais e mais. Mas na sete o inglês foi ao chão e com isto Valentino pôde respirar um pouco mais. Na 10 Rins passou por Miller pela terceira colocação, mas lá na frente Marquez caiu e abandonou. Com isto Valentino Rossi pulou para a ponta. Na 11 foi a vez de Jorge Lorenzo abandonar, mas por problemas mecânicos.

Rins começou a pressionar Rossi pela primeira colocação. Um pouco mais atrás Andrea Dovizioso passou por Franco Morbidelli pela quarta colocação. Na 18 Rins conseguiu passar por Rossi para liderar. Rossi tentou dar o troco na curva 1, mas levou o “xis”. Daí para o fim não houve mais mudanças e o piloto da Suzuki venceu, a primeira dele na categoria. Rossi e Miller completaram o pódio.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1
42Alex RINSSPATeam SUZUKI ECSTARSuzuki158.441'45.499
2
46Valentino ROSSIITAMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha158.3+0.462
3
43Jack MILLERAUSPramac RacingDucati157.8+8.454
4
4Andrea DOVIZIOSOITAMission Winnow DucatiDucati157.8+9.420
5
21Franco MORBIDELLIITAPetronas Yamaha SRTYamaha157.2+18.021
6
9Danilo PETRUCCIITAMission Winnow DucatiDucati157.0+21.476
7
20Fabio QUARTARAROFRAPetronas Yamaha SRTYamaha156.7+26.111
8
44Pol ESPARGAROSPARed Bull KTM Factory RacingKTM156.5+29.743
9
63Francesco BAGNAIAITAPramac RacingDucati156.5+30.608
10
30Takaaki NAKAGAMIJPNLCR Honda IDEMITSUHonda156.4+31.011
11
12Maverick VIÑALESSPAMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha156.3+34.077
12
29Andrea IANNONEITAAprilia Racing Team GresiniAprilia156.2+34.779
13
5Johann ZARCOFRARed Bull KTM Factory RacingKTM155.7+42.458
14
88Miguel OLIVEIRAPORRed Bull KTM Tech 3KTM155.6+44.272
15
53Tito RABATSPAReale Avintia RacingDucati155.6+44.623
16
17Karel ABRAHAMCZEReale Avintia RacingDucati155.6+44.740
17
36Joan MIRSPATeam SUZUKI ECSTARSuzuki155.4+48.063
18
55Hafizh SYAHRINMALRed Bull KTM Tech 3KTM154.2+1'07.683
Not Classified


99Jorge LORENZOSPARepsol Honda TeamHonda156.310 Laps


93Marc MARQUEZSPARepsol Honda TeamHonda159.312 Laps


35Cal CRUTCHLOWGBRLCR Honda CASTROLHonda158.615 Laps


41Aleix ESPARGAROSPAAprilia Racing Team GresiniAprilia143.315 Laps



O suíço Thomas Luthi chegou a segunda vitória na temporada 2019 da Moto2 em três corridas já disputadas. O piloto da equipe Dynavolt Intact Gp travou uma bela briga contra Alex Marquez na primeira metade da corrida, mas depois que passou foi embora e venceu com tranquilidade. A disputa pela última posição no pódio marcou as últimas voltas da corrida. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada Marcel Schrotter manteve a ponta, mas errou na curva 1 e foi superado por Alex Marquez. Fabio Di Giannantonio, Xavi Vierge e Joe Roberts caíram na mesma curva. Lorenzo Baldassarri, que liderava o campeonato, também caiu na volta 1 e deu adeus a corrida. Na três Brad Binder abandonou com problemas. Lá na frente Thomas Luthi passou por Marquez na briga pela ponta, mas tomou o troco na sequência.

Na oito Luthi tentou novamente, mas Marquez outra vez conseguiu recuperar a posição. Schrotter acompanhava os dois de perto e os três abriram uma distância gigantesca para Sam Lowes, o quarto colocado. Na nove o suíço foi com mais ímpeto e daí sim conquistou a liderança. Na 10 Schrotter também deixou o espanhol para trás para assumir a segunda colocação. Marquez seguiu perdendo posições e com três para o fim perdeu para Jorge Navarro e Mattia Pasini. Lá na frente Luthi confirmou a vitória.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1
12Thomas LUTHISWIDynavolt Intact GPKalex151.939'11.508
2
23Marcel SCHROTTERGERDynavolt Intact GPKalex151.7+2.532
3
9Jorge NAVARROSPABeta Tools Speed UpSpeed Up151.6+3.836
4
54Mattia PASINIITAFlexbox HP 40Kalex151.6+4.757
5
73Alex MARQUEZSPAEG 0,0 Marc VDSKalex151.4+7.741
6
10Luca MARINIITASKY Racing Team VR46Kalex151.4+8.031
7
22Sam LOWESGBRFederal Oil Gresini Moto2Kalex151.3+8.282
8
24Simone CORSIITATasca Racing Scuderia Moto2Kalex151.3+8.953
9
33Enea BASTIANINIITAItaltrans Racing TeamKalex151.2+10.706
10
5Andrea LOCATELLIITAItaltrans Racing TeamKalex150.8+16.868
11
87Remy GARDNERAUSONEXOX TKKR SAG TeamKalex150.2+25.633
12
45Tetsuta NAGASHIMAJPNONEXOX TKKR SAG TeamKalex150.2+25.948
13
64Bo BENDSNEYDERNEDNTS RW Racing GPNTS150.1+26.997
14
77Dominique AEGERTERSWIMV Agusta Idealavoro ForwardMV Agusta150.1+27.462
15
88Jorge MARTINSPARed Bull KTM AjoKTM150.1+27.482
16
2Jesko RAFFINSWINTS RW Racing GPNTS149.4+39.435
17
89Khairul Idham PAWIMALPetronas Sprinta RacingKalex148.7+49.582
18
65Philipp OETTLGERRed Bull KTM Tech 3KTM148.6+51.247
19
3Lukas TULOVICGERKiefer RacingKTM148.6+51.380
20
35Somkiat CHANTRATHAIDEMITSU Honda Team AsiaKalex148.5+53.778
21
6Gabriele RUIUITAMV Agusta Idealavoro ForwardMV Agusta146.9+1'19.156
22
20Dimas EKKY PRATAMAINAIDEMITSU Honda Team AsiaKalex146.9+1'19.286
Not Classified


27Iker LECUONASPAAmerican Racing KTMKTM151.05 Laps


72Marco BEZZECCHIITARed Bull KTM Tech 3KTM143.06 Laps


18Xavi CARDELUSANDSama Qatar Angel Nieto TeamKTM142.412 Laps


41Brad BINDERRSARed Bull KTM AjoKTM131.516 Laps
Not Finished 1st Lap


21Fabio DI GIANNANTONIOITABeta Tools Speed UpSpeed Up
0 Lap


7Lorenzo BALDASSARRIITAFlexbox HP 40Kalex
0 Lap


97Xavi VIERGESPAEG 0,0 Marc VDSKalex
0 Lap


16Joe ROBERTSUSAAmerican Racing KTMKTM
0 Lap

Os Estados Unidos são o palco da terceira etapa do Mundial de Motovelocidade. E na Moto3 a vitória ficou com Aron Canet, que largou em sexto, foi escalando o pelotão pouco a pouco até que nos últimos giros chegou a ponta para confirmar a vitória. A briga pelas demais posições do pódio foi dura até a linha de chegada. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada Raul Fernandez tracionou melhor e passou Niccolò Antonelli pela liderança da corrida, mas no meio da volta tomou o troco. No fim da volta foi a vez de Gabriel Rodrigo deixar Fernandez para trás e assumir a segunda colocação. Na dois Can Oncu caiu e abandonou a prova. Lá na frente Rodrigo passou por Antonelli na disputa pela ponta, mas tomou o troco na sequência. Darryn Binder foi junto e o argentino caiu para terceiro.

Como as mudanças seguiam frenéticas, Rodrigo recuperou a vice-liderança na volta quatro. Daí Antonelli perdeu terreno e foi superado por Tatsuki Suzuki, Binder e Alonso Lopez e caiu para quarto. Suzuki conseguiu desgarrar do pelotão na sete seguido de Aron Canet. No meio da corrida Antonelli já havia despencado para 10º. Na 11 Romano Fenati e Jakub Kornfeil se acidentaram e abandonaram.

 No giro seguinte foi a vez de Kaito Toba, que liderava o campeonato, cair e abandonar. Na 12 Andrea Migno deixou Canet para trás para assumir a segunda colocação e foi a caça de Suzuki. O japonês parece ter sentido o golpe e caiu no giro seguinte, deixando a liderança de bandeja para Migno. Com duas para o fim Canet passou por Migno na curva 1 para liderar e Gabriel Rodrigo fez o mesmo. Na última volta a disputa entre eles pegou fogo, mas Canet conseguiu segurar a posição e venceu.

1
44Aron CANETSPASterilgarda Max Racing TeamKTM
39'06.761
2
5Jaume MASIASPABester Capital DubaiKTM
+0.909
3
16Andrea MIGNOITABester Capital DubaiKTM
+1.077
4
19Gabriel RODRIGOARGKömmerling Gresini Moto3Honda
+1.104
5
23Niccolò ANTONELLIITASIC58 Squadra CorseHonda
+1.187
6
14Tony ARBOLINOITAVNE SnipersHonda
+1.322
7
25Raul FERNANDEZSPASama Qatar Angel Nieto TeamKTM
+1.418
8
21Alonso LOPEZSPAEstrella Galicia 0,0Honda
+1.596
9
13Celestino VIETTIITASKY Racing Team VR46KTM
+1.735
10
7Dennis FOGGIAITASKY Racing Team VR46KTM
+7.876
11
79Ai OGURAJPNHonda Team AsiaHonda
+8.020
12
42Marcos RAMIREZSPALeopard RacingHonda
+8.644
13
48Lorenzo DALLA PORTAITALeopard RacingHonda
+8.779
14
17John MCPHEEGBRPetronas Sprinta RacingHonda
+8.780
15
40Darryn BINDERRSACIP Green PowerKTM
+9.369
16
22Kazuki MASAKIJPNBOE Skull Rider Mugen RaceKTM
+25.290
17
77Vicente PEREZ SPAReale Avintia Arizona 77KTM
+33.964
18
76Makar YURCHENKOKAZBOE Skull Rider Mugen RaceKTM
+34.165
19
11Sergio GARCIASPAEstrella Galicia 0,0Honda
+34.462
20
12Filip SALACCZERedox PruestelGPKTM
+34.590
21
54Riccardo ROSSIITAKömmerling Gresini Moto3Honda
+50.739
Not Classified


71Ayumu SASAKIJPNPetronas Sprinta RacingHonda
2 Laps


81Aleix VIUSPASama Qatar Angel Nieto TeamKTM
4 Laps


24Tatsuki SUZUKIJPNSIC58 Squadra CorseHonda
5 Laps


69Tom BOOTH-AMOSGBRCIP Green PowerKTM
7 Laps


55Romano FENATIITAVNE SnipersHonda
8 Laps


84Jakub KORNFEILCZERedox PruestelGPKTM
8 Laps


27Kaito TOBAJPNHonda Team AsiaHonda
8 Laps


61Can ONCUTURRed Bull KTM AjoKTM
15 Laps

sábado, 13 de abril de 2019


A temporada do espanhol Alvaro Bautista da Ducati segue sensacional. No último final de semana correndo em casa, em Aragón, ele voltou a vencer a três provas do final de semana e desta forma chegou a espetacular marca de nove vitória em nove corridas. Segue abaixo o relato das provas:

Corrida 1

Na largada Alvaro Bautista manteve a ponta seguido de Tom Sykes e Alex Lowes. Markus Reiterberger tomou um tombo perigoso na largada, mas nada sofreu. No fim do primeiro giro Lowes superou Sykes para ficar com a segunda posição. Alessandro Delbianco e Leandro Mercado caíram no primeiro giro. Jonathan Rea, que largou em 10°, passou por Davies na três para assumir a quarta colocação.

Na cinco a sorte de campeão sorriu para Rea. Ele foi para cima de Sykes para assumir a terceira colocação e ao mesmo tempo Lowes escapou da pista. Com isto o piloto da Kawasaki ganhou duas posições e foi para segundo. Davies foi junto e pulou para terceiro. Os dois começaram então a brigar e alternaram de posição algumas vezes. Com isto Bautista abria mais e mais.

Alex Lowes acabou se juntando a Rea e Davis pela briga pela segunda colocação. Na 12 ele passou pelos dois e voltou a vice-liderança da corrida. A briga entre os três seguiu dura nos giros seguintes. Lowes acabou ficando para trás novamente e na 16 foi superado por Eugene Laverty e caiu para quinto. Laverty foi para cima de Davies, mas tocou na Ducati do rival e caiu. Lá na frente Bautista confirmou a vitória seguido de Rea e Davies.

Superpole

Na largada Alvaro Bautista manteve a ponta seguido de Sandro Cortese. Rinaldi e Van der Mark se envolveram num acidente na primeira curva. Na segunda volta Alex Lowes superou Cortese pela segunda colocação, mas tomou o troco curvas depois. Mas na três Jonathan Rea chegou na disputa, passou pelos dois e ficou ele com a vice-liderança. Na sequência da disputa, Cortese acabou engolido pelo pelotão, mas Lowes seguiu pressionando Rea pela posição.

Na seis ele conseguiu a ultrapassagem sobre o piloto da Kawasaki. Rea tentou voltar, mas errou e ficou sob o ataque de Chaz Davies. Mas os dois foram para cima de Lowes e na penúltima volta Rea conseguiu voltar para a segunda colocação. Daí até o fim não houve mais mudanças e Bautista confirmou mais uma vitória com Rea em segundo e Lowes em terceiro.

Corrida 2

Bautista, pela terceira vez no final de semana, manteve a ponta na largada seguido de Jonathan Rea e Chaz Davies. No fim do primeiro giro Davies deixou Rea para trás para ficar com a segunda colocação. Na cinco foi a vez de Alex Lowes passar por Rea e assumir o terceiro posto.

Na parte final da corrida Rea passou a ser pressionado por Leon Haslam e na 13 perdeu a posição para ele. Mas Rea conseguiu dar o troco duas voltas depois e foi para cima de Lowes e ganhou também a terceira colocação. Haslam foi junto e o piloto da Yamaha caiu para quinto. Daí para frente não houve mais mudanças e Bautista confirmou a vitória.

domingo, 7 de abril de 2019


Randy Krummenacher foi o grande nome da prova de Aragón. Depois de vencer na abertura da temporada na Austrália e lutar pela vitória até o final na Tailândia, o suíço chegou a segunda vitória no ano. A briga foi dura, como geralmente acontece na categoria, e a prova só foi decidida no fim por milésimos. Segue abaixo o relato da corrida:

Na largada Federico Caricasulo tracionou melhor que Thomas Gradinger e tomou a ponta. Jules Cluzel também passou por Randy Krummenacher para ficar com a terceira colocação. Na três, no entanto, Krummenacher conseguiu dar o troco. No giro seguinte Raffaele De Rosa também deixou Cluzel para trás.

Na volta 10 Gradinger surpreendeu Caricasulo e o superou para assumir a liderança da corrida. Com cinco para o fim virou um pelotão só de quatro motos brigando pela vitória e De Rosa passou por todos para liderar, mas tomou o troco de Caricasulo na sequência.

Com duas para o fim tudo mudou novamente e foi Krummenacher que pulou para o comando da corrida. No meio do giro De Rosa voltou a colocar a MV AGUSTA #3 na ponta. No último giro Krummenacher conseguiu superá-lo e venceu com 64 milésimos de vantagem. Caricasulo foi o terceiro, 158 milésimos atrás.

Segue abaixo o resultado final da corrida: