segunda-feira, 25 de abril de 2016



A temporada 2016 da MotoGP caminha para ficar novamente polarizada no trio Jorge Lorenzo, Valentino Rossi e Marc Marquez. E dos três, somente o italiano não havia vencido em 2016, mas isto acabou. Neste último domingo ele dominou a etapa de Jerez, na casa dos rivais, e se recuperou no campeonato após o tombo nos Estados Unidos. Ele dominou todo o final de semana, fazendo a pole e vencendo de ponta a ponta.

Na largada Rossi manteve a ponta seguido de Jorge Lorenzo e Marc Marquez. Ainda no primeiro giro Dani Pedrosa passou Marquez pela terceira colocação, mas levou o troco no giro seguinte. Lorenzo também tentou passar Rossi na volta dois, mas levou o xiz. No giros seguintes Rossi conseguiu abrir e Lorenzo ficou sendo pressionado por Marquez.

Andrea Dovizioso, com problemas na moto, ficou lento na pista e teve que abandonar (mais uma vez). Como lá na frente nada acontecia, lá atrás, na briga pela sétima colocação, Andrea Iannone passou Pol Espargaró com cinco voltas para o fim numa bela disputa. Lá na frente, com muita tranquilidade, Rossi confirmou a vitória com Lorenzo em segundo e Marquez em terceiro.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

12546Valentino ROSSIITA
Yamaha
45'28.834
22099Jorge LORENZOSPA
Yamaha
+2.386
31693Marc MARQUEZSPA
Honda
+7.087
41326Dani PEDROSASPA
Honda
+10.351
51141Aleix ESPARGAROSPA
Suzuki
+14.143
61025Maverick VIÑALESSPA
Suzuki
+16.772
7929Andrea IANNONEITA
Ducati
+26.277
8844Pol ESPARGAROSPA
Yamaha
+30.750
9750Eugene LAVERTYIRL
Ducati
+32.325
1068Hector BARBERASPA
Ducati
+32.624
11535Cal CRUTCHLOWGBR
Honda
+38.497
12438Bradley SMITHGBR
Yamaha
+39.669
13376Loris BAZFRA
Ducati
+45.227
1426Stefan BRADLGER
Aprilia
+47.886
15168Yonny HERNANDEZCOL
Ducati
+47.988
16
51Michele PIRROITA
Ducati
+49.414
17
43Jack MILLERAUS
Honda
+49.513
18
53Tito RABATSPA
Honda
+53.334
19
45Scott REDDINGGBR
Ducati
+1'05.555
Not Classified


4Andrea DOVIZIOSOITA
Ducati
18 Laps


19Alvaro BAUTISTASPA
Aprilia
22 Laps



domingo, 24 de abril de 2016



O inglês Sam Lowes chegou na Moto2 em 2014 com o status de campeão do Mundial de Supersport. Acumulou muitas quedas e foi apenas o 13º do campeonato. Em 2015 melhorou sensivelmente o desempenho, apesar de ainda se envolver muito em acidentes. Chegou a vencer uma corrida e foi o quarto no final do ano. Em 2016, correndo de Kalex, ele lidera o campeonato e neste domingo em Jerez conquistou a segunda vitória dele na categoria.

Na largada Jonas Folger assumiu a ponta seguido de Sam Lowes. Ratthapark Wilairot e Xavi Vierge caíram na curva cinco e abandonaram logo de cara. No giro seguinte foi a vez de Simone Corsi ir ao chão, mas ele conseguiu voltar a prova. E os tombos continuaram na voltas subsequentes e na terceira foi Alex Marquez que "surfou" no asfalto. Enquanto isto, na briga pela ponta, Lowes passou Folger e retomou a ponta.

Luca Marini e Sandro Cortese também caíram na volta quatro e na cinco foi Danny Kent, mas ele conseguiu voltar. Marcel Schrotter, que andava entre os dez primeiros, também caiu na volta 10. Com cinco voltas para o fim foi Miguel Oliveira, que fazia uma bela corrida, que foi ao chão. Com tantas quedas e com o distanciamento entre os líderes, a corrida acabou ficando chata e Lowes venceu no fim com tranquilidade.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

12522Sam LOWESGBR
Kalex
44'58.624
22094Jonas FOLGERGER
Kalex
+2.480
31640Alex RINSSPA
Kalex
+8.113
41321Franco MORBIDELLIITA
Kalex
+10.659
5115Johann ZARCOFRA
Kalex
+14.594
61012Thomas LUTHISWI
Kalex
+16.019
7930Takaaki NAKAGAMIJPN
Kalex
+16.352
8877Dominique AEGERTERSWI
Kalex
+18.433
9739Luis SALOMSPA
Kalex
+21.502
10619Xavier SIMEONBEL
Speed Up
+31.300
11555Hafizh SYAHRINMAL
Kalex
+35.980
12454Mattia PASINIITA
Kalex
+37.348
13332Isaac VIÑALESSPA
Tech 3
+37.454
1422Jesko RAFFINSWI
Kalex
+48.923
15170Robin MULHAUSERSWI
Kalex
+55.832
16
10Luca MARINIITA
Kalex
+1'01.795
17
7Lorenzo BALDASSARRIITA
Kalex
+1'09.465
18
42Federico FULIGNIITA
Kalex
+1'10.201
19
33Alessandro TONUCCIITA
Kalex
+1'10.642
Not Classified


44Miguel OLIVEIRAPOR
Kalex
6 Laps


23Marcel SCHROTTERGER
Kalex
15 Laps


52Danny KENTGBR
Kalex
21 Laps


49Axel PONSSPA
Kalex
21 Laps


11Sandro CORTESEGER
Kalex
22 Laps


73Alex MARQUEZSPA
Kalex
24 Laps


24Simone CORSIITA
Speed Up
25 Laps


Depois de passar por Qatar, Argentina e Estados Unidos, a Moto3 chegou a Europa. Jerez foi palco da primeira prova no velho mundo neste final de semana e a corrida teve um personagem principal. O sul-africano Brad Binder, que teve que largar da última colocação devido a uma irregularidade com o software da moto após a classificação, passou os 35 concorrentes a frente dele e venceu a prova. Segue abaixo um relato da etapa:

A moto de Niccolò Antonelli apagou no grid e ele teve que ser puxado para os pits. Na largada Francesco Bagnaia saltou melhor e assumiu a ponta seguido de Jorge Navarro e Joan Mir. Fabio Quartararo e Jorge Martin caíram no primeiro giro. Navarro superou Bagnaia no segundo giro na briga pela ponta. Nicolo Bulega, que largou da pole, também passou por Bagnaia no giro seguinte pelo segundo posto. Na sequência Bulega passou Navarro e voltou a liderança.

Os três lá na frente faziam uma prova a parte. Abriram mais de três segundos de vantagem para Brad Binder, que andava sozinho em quarto, que por sua vez tinha outros dois segundos de vantagem para o pelotão seguinte que tinha Joan Mir puxando a fila. Antonelli, que fazia uma corrida alucinada, tentando se recuperar do problema no início, caiu na volta 12 e deu adeus a prova.

Na 14 Binder chegou no pelotão dianteiro, passou Bulega logo de cara e pulou para terceiro. Na sequência ele passou Bagnaia e foi para cima de Navarro e com cinco voltas para o fim conseguiu a ultrapassagem pela liderança da corrida. Ele foi embora, venceu a corrida, e deixou os três brigando pela segunda colocação. Eles fizeram uma última volta insana e Bulega cruzou em segundo, 105 milésimos a frente de Bagnaia e 177 de Navarro.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
41Brad BINDERRSA
KTM
41'29.882
2
8Nicolo BULEGAITA
KTM
+3.336
3
21Francesco BAGNAIAITA
Mahindra
+3.441
4
9Jorge NAVARROSPA
Honda
+3.513
5
84Jakub KORNFEILCZE
Honda
+13.728
6
36Joan MIRSPA
KTM
+13.933
7
5Romano FENATIITA
KTM
+13.993
8
33Enea BASTIANINIITA
Honda
+14.052
9
95Jules DANILOFRA
Honda
+14.409
10
65Philipp OETTLGER
KTM
+14.588
11
16Andrea MIGNOITA
KTM
+14.874
12
58Juanfran GUEVARASPA
KTM
+30.317
13
19Gabriel RODRIGOARG
KTM
+30.668
14
89Khairul Idham PAWIMAL
Honda
+35.746
15
24Tatsuki SUZUKIJPN
Mahindra
+35.783
16
7Adam NORRODINMAL
Honda
+35.907
17
11Livio LOIBEL
Honda
+36.085
18
12Albert ARENASSPA
Mahindra
+36.307
19
6Maria HERRERASPA
KTM
+45.591
20
37Davide PIZZOLIITA
KTM
+50.768
21
64Bo BENDSNEYDERNED
KTM
+53.795
22
99Enzo BOULOMFRA
KTM
+53.985
23
3Fabio SPIRANELLIITA
Mahindra
+1'22.026
Not Classified


4Fabio DI GIANNANTONIOITA
Honda
1 Lap


40Darryn BINDERRSA
Mahindra
7 Laps


10Alexis MASBOUFRA
Peugeot
7 Laps


23Niccolò ANTONELLIITA
Honda
12 Laps


17John MCPHEEGBR
Peugeot
15 Laps


20Fabio QUARTARAROFRA
KTM
17 Laps


44Aron CANETSPA
Honda
18 Laps


98Karel HANIKACZE
Mahindra
21 Laps


76Hiroki ONOJPN
Honda
21 Laps


55Andrea LOCATELLIITA
KTM
21 Laps


77Lorenzo PETRARCAITA
Mahindra
21 Laps


88Jorge MARTINSPA
Mahindra
0 Lap

segunda-feira, 18 de abril de 2016


A segunda corrida do final de semana do Mundial de Superbike em Assen, na Holanda, foi bem conturbada. Isto porque a prova começou com o asfalto úmido e os pilotos tiveram que largar com pneus de chuva. Mas já não caia água do céu e com as motos rodando, formou-se rapidamente um trilho. Os pilotos tiveram que parar nos pits para trocar os pneus e todo este processo causou várias mudanças na tabela.

O pole Tom Sykes manteve a ponta no início e Jonathan Rea pulou bem da quarta para a segunda colocação. Mas no segundo giro o atual campeão perdeu momentaneamente o rendimento e caiu para sexto. Os pilotos que começaram a se destacar neste cenário foram Javier Forés, Josh Brookes e Nicky Hayden. Brookes, aliás, chegou a liderar e por algumas voltas pensou em ir até o fim sem colocar pneus slicks.

Perto da metade da corrida alguns pilotos começaram a parar nos boxes a ao contrário da MotoGP, em que os pilotos apenas trocam de moto, na Superbike precisa trocar mesmo o pneu, o que demora bastante tempo. Estes que pararam começaram a voar na pista e aqueles que insistiam no pneus de chuva perceberam que seria inútil continuar com a decisão. Depois que todos pararam, Rea assumiu a ponta de onde não mais saiu até a bandeirada.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1. Jonathan Rea GBR Kawasaki Racing ZX-10R 21 laps
2. Tom Sykes GBR Kawasaki Racing ZX-10R +2.442s
3. Michael van der Mark NED Honda Racing CBR1000RR +15.189s
4. Lorenzo Savadori ITA IodaRacing Aprilia RSV4 +25.507s
5. Chaz Davies GBR Aruba.it Racing Ducati 1199R +30.853s
6. Nicky Hayden USA Honda Racing CBR1000RR +36.458s
7. Alex Lowes GBR PATA Crescent Yamaha R1 +39.263s
8. Davide Giugliano ITA Aruba.it Racing Ducati 1199R +46.789s
9. Leon Camier GBR MV Agusta RC F4 RR +65.023s
10. Xavi Fores ESP Barni Ducati 1199R +65.468s
11. Sylvain Guintoli FRA PATA Crescent Yamaha R1 +84.948s
12. Roman Ramos ESP GO Eleven Kawasaki ZX-10R +95.035s
13. Lucas Mahias FRA Pedercini Kawasaki ZX-10R +1 lap
14. Karel Abraham CZE Milwaukee BMW S1000RR +1 lap
15. Jordi Torres ESP Althea BMW S1000RR +1 lap
16. Markus Reiterberger GER Althea BMW S1000RR +1 lap
17. Matthieu Lussiana FRA Team ASPI BMW S1000RR +1 lap
18. Pawel Szkopek POL Team Toth Yamaha R1 +1 lap
19. Peter Sebesteyen HUN Team Toth Yamaha R1 +2 laps
20. Dominic Schmitter SUI Grillini Kawasaki ZX-10R +2 laps
Not classified
Josh Brookes AUS Milwaukee BMW S1000RR 13 laps completed
Matteo Baiocco ITA VFT Ducati 1199R 11 laps completed

sábado, 16 de abril de 2016


Depois de ver um passeio da Ducati na Espanha, o inglês Jonathan Rea (Kawasaki) retornou ao ponto mais alto do pódio neste sábado em Assen, na Holanda. Ele não se classificou muito bem e teve que largar apenas da quinta colocação, mas partiu muito bem no apagar das luzes vermelhas e assumiu de cara a segunda colocação. Daí para frente a briga foi dura contra Tom Sykes (Kawasaki), Chaz Davies (Ducati) e Mark Van der Mark (Honda). Mas no fim o atual campeão levou a melhor e venceu.

Tom Sykes, que saiu da pole, conseguiu manter a posição no início, mas na segunda volta foi superado por Rea. Davies também passou por Sykes que ficou sob o ataque de Michael Van der Mark. Na oitava volta, no entanto, Sykes passou um pouco dos limites e caiu, dando adeus a briga pela vitória. Rea, Davies e Van der Mark continuaram a briga insana pela vitória e com duas voltas para o fim foi a vez do holandês ir ao chão. Davies forçou no último giro, mas Rea estava num dia inspirado e cruzou a linha de chegada na primeira colocação.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1. Jonathan Rea GBR Kawasaki Racing ZX-10R 21 laps
2. Chaz Davies GBR Aruba.it Racing Ducati 1199R +36.662s
3. Nicky Hayden USA Honda Racing CBR1000RR +37.365s
4. Leon Camier GBR MV Agusta RC F4 RR +38.542s
5. Jordi Torres ESP Althea BMW S1000RR +37.922s
6. Lorenzo Savadori ITA IodaRacing Aprilia RSV4 +37.460s
7. Markus Reiterberger GER Althea BMW S1000RR +37.909s
8. Alex Lowes GBR PATA Crescent Yamaha R1 +38.893s
9. Roman Ramos ESP GO Eleven Kawasaki ZX-10R +41.910s
10. Lucas Mahias FRA Pedercini Kawasaki ZX-10R +39.323s
11. Josh Brookes AUS Milwaukee BMW S1000RR +38.638s
12. Alex de Angelis RSM IodaRacing Aprilia RSV4 +39.322s
13. Xavi Fores ESP Barni Ducati 1199R +37.741s
14. Matteo Baiocco ITA VFT Ducati 1199R +39.792s
15. Matthieu Lussiana FRA Team ASPI BMW S1000RR +41.485s
16. Josh Hook AUS Grillini Kawasaki ZX-10R +1 lap
17. Pawel Szkopek POL Team Toth Yamaha R1 +1 lap
Not classified
Michael van der Mark NED Honda Racing CBR1000RR 19 laps completed
Karel Abraham CZE Milwaukee BMW S1000RR 13 laps completed
Davide Giugliano ITA Aruba.it Racing Ducati 1199R 12 laps completed
Tom Sykes GBR Kawasaki Racing ZX-10R 9 laps completed
Sylvain Guintoli FRA PATA Crescent Yamaha R1 5 laps completed 

quinta-feira, 14 de abril de 2016


No último final de semana foi a vez de Indianapolis receber os pilotos do AMA Supercross para mais uma etapa da temporada e a corrida foi sem dúvida umas das melhores do campeonato. A briga pela vitória movimentou praticamente todas as 20 voltas da corrida e no fim Ryan Dungey (KTM) venceu mais uma, a sétima dele no ano. Desta forma ele ficou muito próximo de garantir o título já na próxima etapa em St. Louis. Basta que ele faça mais que cinco pontos com relação a Ken Roczen (Suzuki). Vamos a história do final de semana.

Na "Heat1" o "holeshot" ficou com Justin Brayton (KTM) seguido de Jason Anderson (Husqvarna). Atrás deles, na briga pela terceira colocação, Ryan Dungey (KTM) superou Mike Alessi (Honda) pelo terceiro posto no fim da primeira volta. Eli Tomac (Kawasaki) acabou também superando Alessi pra ficar com a última vaga. Lá na frente Brayton não suportou a pressão dos rivais e acabou perdendo a posição tanto para Anderson quanto para Dungey, mas mesmo assim, se classificou em terceiro.

Já na "Heat2" foi Justin Bogle (Honda) que fez o "holeshot", mas ele foi superado por Ken Roczen (Suzuki) ainda no primeiro giro. Daí Christophe Pourcel (Husqvarna), que estava em quarto, levou um tombo muito feio, mas por sorte, o piloto nada sofreu. Bogle passou então a ser pressionado por Trey Canard (Honda) e na penúltima volta acabou perdendo a posição. No entanto, ele garantiu a classificação com a terceira posição. A última vaga ficou com Joshua Grant (Kawasaki) que herdou a vaga depois da queda de Pourcel.

Mike Alessi fez o "holeshot" na "Semi1" e atrás dele, na briga pela vice-liderança, Weston Peick pressionava Christophe Pourcel até que conseguiu a ultrapassagem. Porém, Peick caiu no giro seguinte e deu adeus as chances de classificação. Broc Tickle (Suzuki) e Nicholas Schmidt (Suzuki) também se classificaram com tranquilidade. A última vaga, no entanto, foi definida só no fim. Cade Clason (Honda) herdou a vaga depois que Jeff Alessi (Honda) escapou da pista no último giro e perdeu a posição.

Na "Semi2" Blake Baggett (Suzuki) fez o "holeshot" e venceu de ponta a ponta com certa tranquilidade. Chad Reed (Yamaha), que estava em segundo, seguiu mais ou menos o mesmo script e chegou até o fim sem ser incomodado. Daí para trás a história foi diferente. Vince Friese (Honda) que estava em terceiro não conseguiu segurar a classificação. Primeiro perdeu a posição para Justin Barcia (Yamaha), depois para Jacob Weimer (Suzuki) e por fim para Nicholas Wey (Kawasaki) e desta forma teve que ir buscar a vaga na repescagem.

E na "LCQ" lá estava Friese novamente se destacando. Fez o "holeshot", mas ainda na primeira volta foi superado por Jeff Alessi. Friese, no entanto, conseguiu dar o troco e levou junto Weston Peick. Os dois, que já tem histórias de batalhas na temporada, deram início a uma briga pela vitória e Peick passo Friese para levar. O piloto da Honda, no entanto, se classificou em segundo. Alessi ainda perdeu a posição para Tony Archer (Kawasaki), mas se classificou na quarta colocação.

Definidos os 22 pilotos, lá foram eles para a corrida principal. Mike Alessi fez o "holeshot", mas logo foi superado por Ryan Dungey e Ken Roczen. Os dois líderes do campeonato deram então a uma briga feroz pela liderança. Roczen não deixava Roczen escapar e chegou a ultrapassar o rival com quatro voltas para o fim, depois de um erro de Dungey. Mas o piloto da Suzuki também errou em seguida e Dungey recuperou a ponta e venceu a corrida. Jason Anderson terminou em terceiro depois de uma bela prova de recuperação.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


terça-feira, 12 de abril de 2016


Os nossos vizinhos argentinos seguem fazendo bonito no esporte a motor. No último final de semana, dentre tantos eventos de alto padrão que eles recebem, foi a vez do Mundial de Motocross, o MXGP. Com certeza foi uma das melhores pistas já montadas para o campeonato. Desafiado, cheia de aclives e declives, proporcionava imagens lindas. Maximilian Nagl (Husqvarna) e Tim Gajser (Honda) foram os grandes vencedores.

Na primeira corrida o "holeshot" ficou com Antonio Cairoli (KTM), mas ainda no primeiro giro ele foi superado por Nagl. O atual campeão Romain Febvre (Yamaha) caiu no início e teve que partir para uma corrida de recuperação. Na quarta volta Cairoli perdeu mais uma posição, para o russo Evgeny Bobryshev (Honda), mas conseguiu dar o troco em seguida. Os dois seguiram alternando posição.

Enquanto isto Febvre vinha passando os rivais um a um, alucinadamente. Outro que começou a se destacar foi Tim Gajser. Na volta 10 ele passou Cairoli pelo terceiro posto e duas voltas depois foi a vez de Bobryshev perder a posição para ele. Cairoli foi junto e o russo caiu para quarta colocação. No fim, Cairoli passou Gajser e terminou a corrida em segundo. Lá na frente, com muita folga, Nagl confirmou a vitória.

Na segunda corrida Tim Gajser pulou na ponta e marcou o "holeshot" seguido de Antonio Cairoli. Romain Febvre, assim como na primeira corrida, caiu novamente no início e teve que batalhar por posições. Outro que foi ao chão foi o russo Evgeny Bobryshev. A briga pela terceira colocação foi um dos destaques da corrida entre Nagl e Jeremy Van Horebeek (Yamaha). Mas no fim Febvre chegou nos dois e os deixaram para trás.

Confira abaixo como ficou o resultado do overall na Argentina:

1243Gajser, TimSLO
HON202545
2222Cairoli, AntonioITA
KTM222244
312Nagl, MaximilianGER
HUS251641
4461Febvre, RomainFRA
YAM152035
589Van Horebeek, JeremyBEL
YAM161834
6259Coldenhoff, GlennNED
KTM121527
7777Bobryshev, EvgenyRUS
HON18927
824Simpson, ShaunGBR
KTM131225
922Strijbos, KevinBEL
SUZ101424
1025Desalle, ClementBEL
KAW141024

Um dos mais emocionantes campeonatos de Superbike do mundo, o inglês, abriu as atividades no último final de semana em Silverstone. Foram duas corridas repletas de disputas do início ao fim em todos os pelotões. Michael Laverty (BWM) venceu a primeira depois de largar da sexta colocação e na segunda foi Peter Hickman (Kawasaki) que levou após sair da pole-position. O multicampeão Shane Byrne (Ducati) chegou em segundo nas duas e saiu na liderança do campeonato.

Um dos destaques da temporada, sem dúvida, é a presença de Leon Haslam (Kawasaki), depois de tantos anos correndo no campeonato mundial. E ele começou muito bem, marcando a pole position. Ele chegou a perder a ponta para Jason O'Halloran (Honda) no início, mas deu o troco na segunda volta. Laverty foi junto e O'Halloran caiu para terceiro. No fim da primeira volta Laverty assumiu a liderança. Haslam perdeu então o rendimento da moto e começou a perder posições e teve que abandonar.

Outro que estava bem, mas que deu adeus prematuramente foi Peter Hickman, que estava na quarta colocação. Na 11 Byrne passou por Dan Linfoot (Honda) para assumir a segunda colocação e foi atrás de Laverty para brigar pela vitória. Na última volta ele intensificou o ataque, mas Laverty não estava afim de perder e manteve a posição, cruzando a linha de chegada 550 milésimos a frente de Byrne.

Na segunda corrida Peter Hickman começou na frente, mas na terceira volta ele foi superado por Laverty. Os dois conseguiram se desgarrar do resto do pelotão. Atrás deles, na briga pelo terceiro posto, Dan Linfoot e Shane Byrne também estavam sós na pista. Na volta seis Hickman conseguiu dar o troco em Laverty e voltou a liderança. A briga entre os dois continuou dura nos giros seguintes, com várias alternâncias de posições.

Com isto o pelotão conseguiu chegar neles e numa desta ultrapassagens de Hickman para cima de Laverty, Shane Byrne foi junto e o piloto da BMW caiu para terceiro. Na última volta lá foi Byrne para cima de Hickman brigar pela vitória. Ele conseguiu a ultrapassagem na última curva e os dois receberam a bandeirada lado a lado, com Hickman 99 milésimos a frente de Byrne.

Confira abaixo como ficou a classificação do campeonato após as duas corridas:

1 67 Shane Byrne Be Wiser Ducati 40
2 7 Michael Laverty Tyco BMW 35
3 24 Christian Iddon Tyco BMW 32
4 60 Peter Hickman JG Speedfit Kawasaki 25
5 22 Jason O'Halloran Honda Racing 23
6 12 Luke Mossey Quattro Plant Kawasaki 19
7 4 Dan Linfoot Honda Racing 18
8 14 Lee Jackson Buildbase BMW 17
9 91 Leon Haslam JG Speedfit Kawasaki 11
10 77 James Ellison JG Speedfit Kawasaki 11

segunda-feira, 11 de abril de 2016



Chegou ao fim a excursão da MotoGP pelo mundo (pelo menos neste início de campeonato) e depois de passar por Qatar, Argentina e Estados Unidos, a categoria está de malas prontas para a Europa, onde concentra-se a maioria das etapas. Saldo positivo para a Honda e para Marc Marquez. O espanhol conquistou três pódios, sendo duas vitórias e saiu na liderança do campeonato. De quebra viu os dois maiores rivais caindo cada um em uma corrida.

O início da prova em Austin foi alucinante e parecia que teríamos uma prova disputada. Da partida do grid até a primeira curva Jorge Lorenzo pulou na ponta, mas o piloto espalhou na curva e foi superado tanto por Marquez quanto por Valentino Rossi. Nas curvas seguintes o espanhol da Yamaha conseguiu passar pelo companheiro de equipe e voltou para segundo. No giro seguinte Lorenzo mais uma vez passou Marquez, mas de novo passou dos limites na primeira curva.

Começou-se então um festival de quedas. Primeiro foi Loris Baz, na volta dois. No giro seguinte Valentino Rossi caiu sozinho na curva. O italiano até tentou voltar, mas a moto não tinha mais condições. Na sete Dani Pedrosa, que fez um belo início de corrida, também foi ao chão e levou junto Andrea Dovizioso. Logo na sequência caíram Cal Crutchlow e Bradley Smith. Com tantos pilotos fora de combate (alguns conseguiram voltar lá atrás) a prova perdeu em emoção.

Marquez corrida tranquilo em primeiro, Lorenzo estava sozinho em segundo e Andrea Iannone estava com tudo tranquilo e favorável para subir ao pódio. Por sorte as Suzuki se encontraram pelo caminho no fim e tivemos uma disputa para animar o fim da etapa. Maverick Viñales, que não largou bem, se recuperou e foi para cima de Aleix Espargaró para brigar pela quarta colocação. Depois de algumas tentativas, conseguiu a ultrapassagem.

Com o resultado Marc Marquez foi aos 66 pontos no campeonato contra apenas 45 de Jorge Lorenzo, que caiu na Argentina e não marcou pontos, e 33 de Valentino Rossi, que passou zerado nos Estados Unidos. Pol Espargaró, da equipe satélite da Yamaha, ocupa uma surpreendente quarta colocação com 28 pontos, já que os pilotos da Ducati marcaram pontos apenas em uma etapa cada um deles e Pedrosa também não anda tão bem.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
93Marc MARQUEZSPA
Honda157.943'57.945
2
99Jorge LORENZOSPA
Yamaha157.6+6.107
3
29Andrea IANNONEITA
Ducati157.3+10.947
4
25Maverick VIÑALESSPA
Suzuki156.8+18.422
5
41Aleix ESPARGAROSPA
Suzuki156.7+20.711
6
45Scott REDDINGGBR
Ducati156.2+28.961
7
44Pol ESPARGAROSPA
Yamaha156.0+32.112
8
51Michele PIRROITA
Ducati156.0+32.757
9
8Hector BARBERASPA
Ducati155.9+34.592
10
6Stefan BRADLGER
Aprilia155.6+40.211
11
19Alvaro BAUTISTASPA
Aprilia155.3+45.423
12
50Eugene LAVERTYIRL
Ducati155.2+47.127
13
53Tito RABATSPA
Honda155.2+47.426
14
68Yonny HERNANDEZCOL
Ducati154.9+51.190
15
76Loris BAZFRA
Ducati153.7+1'12.929
16
35Cal CRUTCHLOWGBR
Honda153.3+1'19.252
17
38Bradley SMITHGBR
Yamaha152.8+1'28.036
Not Classified


26Dani PEDROSASPA
Honda148.010 Laps


4Andrea DOVIZIOSOITA
Ducati157.815 Laps


46Valentino ROSSIITA
Yamaha156.219 Laps

domingo, 10 de abril de 2016



Terceira etapa da temporada 2016 da Moto2 neste domingo em Austin e terceiro vencedor diferente. Incrível como o nível da competição subiu neste ano. Desta vez foi o espanhol Alex Rins que levou. Ele venceu e convenceu, pois marcou a pole no sábado, manteve a ponta na largada e não foi mais superado. Sam Lowes até chegou a ameaçar em determinado a posição de Rins, mas não conseguiu a ultrapassagem.

O atual campeão Johann Zarco teve algumas dificuldades durante a prova. Até começou forte, brigando com Rins e Lowes, mas logo caiu para terceiro e teve que enfrentar uma dura batalha contra Dominique Aegerter, Jonas Folger, Simone Corsi, Thomas Luthi e Takaaki Nakagami. As mudanças de posições neste pelotão foram constantes e no fim Zarco terminou em terceiro e Nakagami caiu após um toque de Corsi.

Franco Morbidelli fez uma corrida muito apagada nos Estados Unidos e terminou apenas na 14ª colocação. A equipe Leopard Racing também foi mal. Tanto Miguel Oliveira quando Danny Kent abandonaram a prova nos pits com problemas na moto. O único acidente aconteceu ainda nos primeiros giros envolvendo Robin Mulhauser e Luca Marini (irmão de Valentino Rossi).

Confira abaixo o resultado final da corrida:

12540Alex RINSSPA
Kalex151.941'22.174
22022Sam LOWESGBR
Kalex151.7+2.091
3165Johann ZARCOFRA
Kalex151.4+7.737
41377Dominique AEGERTERSWI
Kalex151.3+8.646
51194Jonas FOLGERGER
Kalex151.3+8.791
61024Simone CORSIITA
Speed Up151.2+11.083
7912Thomas LUTHISWI
Kalex151.2+11.278
8819Xavier SIMEONBEL
Speed Up150.8+17.933
9760Julian SIMONSPA
Speed Up150.7+18.718
10623Marcel SCHROTTERGER
Kalex150.7+19.408
11573Alex MARQUEZSPA
Kalex150.5+22.173
12411Sandro CORTESEGER
Kalex150.4+23.898
13339Luis SALOMSPA
Kalex150.3+25.395
14221Franco MORBIDELLIITA
Kalex150.2+26.883
15130Takaaki NAKAGAMIJPN
Kalex150.2+27.598
16
55Hafizh SYAHRINMAL
Kalex150.1+29.341
17
54Mattia PASINIITA
Kalex150.0+30.197
18
32Isaac VIÑALESSPA
Tech 3149.6+36.863
19
14Ratthapark WILAIROTTHA
Kalex149.6+38.383
20
97Xavi VIERGESPA
Tech 3149.6+38.437
21
2Jesko RAFFINSWI
Kalex149.2+45.206
22
49Axel PONSSPA
Kalex149.0+47.688
23
7Lorenzo BALDASSARRIITA
Kalex148.6+53.873
24
33Alessandro TONUCCIITA
Kalex147.6+1'11.159
Not Classified


44Miguel OLIVEIRAPOR
Kalex144.68 Laps


52Danny KENTGBR
Kalex146.814 Laps


70Robin MULHAUSERSWI
Kalex148.016 Laps


10Luca MARINIITA
Kalex147.916 Laps