segunda-feira, 27 de julho de 2015


Depois de Curitiba, Cascavel e Goiânia, no último final de semana foi a vez de Campo Grande receber os pilotos do Moto1000GP para mais uma etapa do campeonato. E o francês Matthieu Lussiana, que venceu as duas primeiras, mas viu o argentino Diego Pierluigi levar no circuito goiano, voltou ao ponto mais alto do pódio. Mas foi por muito pouco! Lussiana cruzou a linha de chegada apenas 37 milésimos a frente de Pierluigi.

Pelo início da prova, tudo indicava que Lussiana teria um domingo perfeito, sem sustos e sem dificuldade. Depois de largar da pole, o piloto da BMW Motorrad Petronas Racing se mandou na frente e deixou os rivais brigando pela segunda colocação. Mas daí ele começou a enfrentar problemas com os pneus na parte final e permitiu a aproximação do rival. Chegou a perder a liderança, mas numa manobra sensacional na penúltima volta, retomou a ponta e venceu.

Quem também começou muito bem, mas ficou pelo caminho na segunda metade foi o brasileiro Wesley Gutierrez. Ele largou apenas na quinta colocação, mas fechou a primeira volta na segunda colocação. Mas depois perdeu terreno e acabou terminando de onde largou, a sexta colocação. Como o argentino Sebastian Porto não se recuperou do acidente de Goiânia, ele foi substituído na etapa sul-mato-grossense por Luciano Ribodino.

Com os resultados da última etapa Matthieu Lussiana chegou aos 101 pontos no campeonato seguido de Diego Pierluigi com 73, Miguel Praia com 60 e Wesley Gutierrez com 51. A categoria volta a ação no final de semana do dia 30 de agosto em Curitiba. Confira abaixo o resultado final da etapa de Campo Grande.

1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, 23min10s806
2º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, a 0s037
3º) Luciano Ribodino (ARG/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, a 2s686
4º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, a 5s254
5º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 14s097
6º) Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, a 42s109
7º) Philippe Thiriet (MG/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 52s429
8º) Diego Pretel (SP/Ducati), classe Evo, DRT, a 55s731
9º) Nick Iatauro (SP/Suzuki), classe Evo, Team Suzuki-PRT, a 58s963
10º) Victor Moura (PR/BMW), classe Evo, M2B Racing, a 1 volta
11º) Marcos Salles (PR/Honda), classe Evo, MS Racing Team, a 1 volta

domingo, 26 de julho de 2015


Londrina foi palco da terceira etapa da temporada do Superbike Brasil e pela segunda vez seguida a vitória ficou com Diego Faustino. Depois de terminar em segundo na abertura da temporada em Goiânia, o piloto da Honda venceu no Velopark e agora no autódromo paranaense. "Na primeira curva já lembrei da minha infância. Queria muito correr aqui, pois vinha muito com meu pai quando era criança", comentou o piloto.

Havia uma expectativa de uma briga dura entre Faustino e Maico Teixeira, já que Maico largava da pole e depois de vencer em Goiás e abandonar no Rio Grande do Sul, corria atrás de uma recuperação no campeonato. Mas já na largada Diego passou e foi embora, vencendo com muita tranquilidade. Teixeira também fez uma corrida sossegada na segunda colocação, posição em que terminou no fim.

Mas na terceira colocação a briga foi dura. Luiz “Cachorrão” largou na posição, mas no início foi superado por Gustavo Herrera. Mas Danilo Lewis, que largou em nono, mas fez uma grande prova de recuperação, superou Herrera na volta cinco para terminar na posição. Mauro Thomassini e Luiz “Cachorrão”, que largaram entre os 10 primeiros, abandonaram a prova depois de uma queda.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


domingo, 12 de julho de 2015



Depois de seis vitórias seguidas da Yamaha na MotoGP, com Valentino Rossi e Jorge Lorenzo, enfim a Honda voltou ao ponto mais alto do pódio. E foi um retorno em grande estilo, com dobradinha. Marc Marquez, que havia vencido na segunda etapa da temporada nos Estados Unidos, voltou a vencer e Dani Pedrosa terminou na segunda colocação, o melhor resultado dele desde a vitória na República Tcheca, em agosto do ano passado.

Lorenzo até tentou evitar a festa dos rivais e na largada pulou muito bem da terceira para a primeira colocação. Mas ele conseguiu manter a posição só até a quarta volta, quando foi superado por Marquez. O piloto da Yamaha entrou então em queda livre. Perdeu a posição para Rossi na volta 7 e para Pedrosa na 10. A segunda metade da corrida foi marcada pela briga entre Pedrosa e Rossi, mas a Honda estava mais bem acertada e o espanhol ficou com a posição.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
93Marc MARQUEZSPA
Honda161.041'01.087
2
26Dani PEDROSASPA
Honda160.9+2.226
3
46Valentino ROSSIITA
Yamaha160.7+5.608
4
99Jorge LORENZOSPA
Yamaha160.4+9.928
5
29Andrea IANNONEITA
Ducati159.7+20.785
6
38Bradley SMITHGBR
Yamaha159.5+23.215
7
35Cal CRUTCHLOWGBR
Honda159.1+29.881
8
44Pol ESPARGAROSPA
Yamaha158.8+34.953
9
9Danilo PETRUCCIITA
Ducati158.7+35.875
10
41Aleix ESPARGAROSPA
Suzuki158.6+37.253
11
25Maverick VIÑALESSPA
Suzuki158.6+37.274
12
68Yonny HERNANDEZCOL
Ducati158.3+42.081
13
8Hector BARBERASPA
Ducati157.9+48.611
14
19Alvaro BAUTISTASPA
Aprilia157.8+50.687
15
43Jack MILLERAUS
Honda157.6+53.769
16
69Nicky HAYDENUSA
Honda157.3+58.921
17
50Eugene LAVERTYIRL
Honda157.0+1'02.738
18
15Alex DE ANGELISRSM
ART157.0+1'03.122
19
76Loris BAZFRA
Yamaha Forward156.5+1'11.162
20
70Michael LAVERTYGBR
Aprilia156.2+1'15.910
Not Classified


71Claudio CORTIITA
Yamaha Forward131.48 Laps


4Andrea DOVIZIOSOITA
Ducati159.316 Laps


7Hiroshi AOYAMAJPN
Honda155.526 Laps


63Mike DI MEGLIOFRA
Ducati132.227 Laps
Not Finished 1st Lap


45Scott REDDINGGBR
Honda
0 Lap


Sachsenring marcou a estreia de um piloto no alto do pódio. Em sua sexta temporada na categoria o belga Xavier Siméon enfim pôde sentir o gosto da vitória. Depois de um belo duelo contra o líder do campeonato, o francês Johann Zarco, Siméon assumiu a ponta com quatro voltas para o fim para não mais perder. O rival até tentou dar o troco nos giros finais, mas o belga defendeu bem a posição.

Quem começou muito bem a corrida foi o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, que largou em terceiro e assumiu a ponta já na primeira curva. Mas logo foi superado por Siméon e Zarco e caiu para terceiro. Na parte final da corrida Esteve Rabat e Álex Rins, que não estavam muito bem, começaram a evoluir. Chegaram em Morbidelli no último giro. Rabat fez a ultrapassagem e ao tentar dar o troco, Morbidelli caiu e levou o rival. Com isto, Rins foi ao pódio.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

12519Xavier SIMEONBEL
Kalex155.241'09.295
2205Johann ZARCOFRA
Kalex155.2+0.083
31640Alex RINSSPA
Kalex155.1+1.646
4133Simone CORSIITA
Kalex154.8+6.386
51122Sam LOWESGBR
Speed Up154.6+9.284
61012Thomas LUTHISWI
Kalex154.5+10.432
7930Takaaki NAKAGAMIJPN
Kalex154.5+10.592
887Lorenzo BALDASSARRIITA
Kalex154.4+12.518
9760Julian SIMONSPA
Speed Up154.2+14.862
10677Dominique AEGERTERSWI
Kalex154.2+14.953
11511Sandro CORTESEGER
Kalex154.1+17.529
12436Mika KALLIOFIN
Kalex154.0+18.820
1334Randy KRUMMENACHERSWI
Kalex153.8+21.849
14294Jonas FOLGERGER
Kalex153.8+22.362
15149Axel PONSSPA
Kalex153.7+23.275
16
55Hafizh SYAHRINMAL
Kalex153.7+23.429
17
39Luis SALOMSPA
Kalex153.4+28.507
18
73Alex MARQUEZSPA
Kalex153.1+32.740
19
88Ricard CARDUSSPA
Tech 3153.1+33.465
20
70Robin MULHAUSERSWI
Kalex153.1+33.508
21
2Jesko RAFFINSWI
Kalex151.8+55.191
22
10Thitipong WAROKORNTHA
Kalex151.6+57.449
23
15Ratthapark WILAIROTTHA
Suter151.6+57.776
Not Classified


21Franco MORBIDELLIITA
Kalex155.11 Lap


1Tito RABATSPA
Kalex155.11 Lap


96Louis ROSSIFRA
Tech 3150.44 Laps


23Marcel SCHROTTERGER
Tech 3152.324 Laps


25Azlan SHAHMAL
Kalex152.324 Laps


95Anthony WESTAUS
Speed Up152.025 Laps

O Mundial de Motovelocidade foi até a Alemanha neste final de semana, na pista de Sachsenring, e na Moto3 o inglês Danny Kent deu novamente um passeio nos rivais. O piloto da Leopard Racing largou da pole, mas perdeu a posição no início. Porém, não demorou muito a recuperação e depois que reassumiu a ponta, foi embora e não deu mais chances aos rivais. Foi a quinta vitória dele na temporada em nove corridas no ano.

Junto com Kent, o espanhol Efrén Vázquez, também da Leopard Racing, se livrou dos rivais e fez uma corrida tranquila para terminar em segundo. Ficou 7,554 atrás de Kent e cerca de dois segundos a frente dos demais rivais. Por outro lado, o japonês Hiroki Ono, terceiro piloto da equipe, foi o primeiro a abandonar a corrida ao cair na primeira volta.

Briga mesmo aconteceu pela terceira colocação. Enea Bastianini, Romano Fenati, Niccolò Antonelli, Jorge Navarro e Brad Binder brigaram duro durante toda a prova. Alternaram várias vezes de posição, mas no fim Bastianini levou a melhor e por apenas 26 milésimos superou Fenati nos metros finais. O francês Fabio Quartararo caiu novamente e não pontuou no campeonato.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

12552Danny KENTGBR
Honda150.539'29.359
2207Efren VAZQUEZSPA
Honda150.1+7.554
31633Enea BASTIANINIITA
Honda149.9+9.603
4135Romano FENATIITA
KTM149.9+9.629
51123Niccolò ANTONELLIITA
Honda149.9+9.664
6109Jorge NAVARROSPA
Honda149.9+9.807
7941Brad BINDERRSA
KTM149.9+9.837
8810Alexis MASBOUFRA
Honda149.9+10.266
9755Andrea LOCATELLIITA
Honda149.9+10.352
10631Niklas AJOFIN
KTM149.8+11.558
11565Philipp OETTLGER
KTM149.8+11.777
12488Jorge MARTINSPA
Mahindra149.4+18.416
13398Karel HANIKACZE
KTM149.4+18.426
14284Jakub KORNFEILCZE
KTM148.7+28.782
15195Jules DANILOFRA
Honda148.7+28.892
16
11Livio LOIBEL
Honda148.7+28.958
17
17John MCPHEEGBR
Honda148.7+29.218
18
32Isaac VIÑALESSPA
Husqvarna148.7+29.478
19
63Zulfahmi KHAIRUDDINMAL
KTM148.7+29.750
20
40Darryn BINDERRSA
Mahindra147.7+45.844
21
16Andrea MIGNOITA
KTM147.6+46.658
22
29Stefano MANZIITA
Mahindra147.6+46.780
23
2Remy GARDNERAUS
Mahindra147.6+46.840
24
19Alessandro TONUCCIITA
Mahindra147.6+46.965
25
12Matteo FERRARIITA
Mahindra147.6+47.339
26
91Gabriel RODRIGOARG
KTM146.5+1'06.125
27
45Jonas GEITNERGER
KTM145.4+1'24.437
Not Classified


22Ana CARRASCOSPA
KTM147.64 Laps


6Maria HERRERASPA
Husqvarna147.64 Laps


24Tatsuki SUZUKIJPN
Mahindra148.77 Laps


97Maximilian KAPPLERGER
FTR Honda147.715 Laps


20Fabio QUARTARAROFRA
Honda149.722 Laps


21Francesco BAGNAIAITA
Mahindra147.722 Laps


76Hiroki ONOJPN
Honda102.126 Laps

segunda-feira, 29 de junho de 2015



Misano foi palco da última etapa do Mundial de Superbike e o que se viu foi mais um passeio do inglês Jonathan Rea. O que o piloto da Kawasaki vem fazendo neste ano é impressionante. O pior resultado dele nas 16 corridas já disputadas no ano é o segundo lugar. São 100% de pódios e ele não sabe o que chegar em terceiro. Deste total foram 11 vitórias e cinco segundo lugares.

E ao contrário do que possa parecer, não são corridas monótonas e sem disputas. Rea precisa suar para chegar aos bons resultados. Tom Sykes, Davide Giugliano e Chaz Davies são os principais nomes que deixam a vida dele mais difícil. E na última etapa a categoria contou com o retorno do bicampeão Max Biaggi, convocado pela Aprilia para ver se consegue levar o time a melhores resultados.

Na primeira prova Tom Sykes, companheiro de Rea na Kawasaki, dominou do início ao fim. Já Rea teve que "remar" pra manter o retrospecto no campeonato. Largou em quarto e por lá ficou no início. Na sexta volta ele superou Leon Haslam na briga pelo terceiro posto. Chaz Davies pegou "carona" e Haslam caiu para quinto. Com seis voltas para o fim Davies passou Rea, que voltou ao quarto posto, mas levou o troco três voltas depois. Giugliano, que estava em segundo, perdeu o ritmo na parte final e na penúltima volta perdeu a vice-liderança para Rea.

Na segunda corrida ele começou melhor e já na largada pulou para terceiro depois de uma péssima largada de Haslam. A frente dele, na briga pela ponta, Giugliano superou Sykes na quinta volta. Rea começou a pressionar o companheiro e quatro voltas depois conseguiu a ultrapassagem. Ele apertou o ritmo, tentando chegar em Giugliano e com seis voltas para o fim ele fez a ultrapassagem e partiu para a vitória. Sykes, vice-líder do campeonato, perdeu terreno no fim, foi superado por Haslam e Davies e caiu para quinto, permitindo a Rea disparar ainda mais na classificação.

sábado, 27 de junho de 2015


A "Catedral" recebeu neste sábado os pilotos da MotoGP e a corrida fez jús a fama da pista e foi sensacional. Valentino Rossi e Marc Marquez travaram mais uma bela briga de gerações e por mais uma vez Rossi levou a vantagem. Logo no início os dois se desgarraram do resto do pelotão e nem mesmo Jorge Lorenzo, que vinha de quatro vitórias, não foi páreo para a dupla.

Rossi estava com compostos macios na dianteira e na traseira e Marquez foi de macio apenas na traseira e optou pelos médios na dianteira, o que lhe garantiria melhor desempenho no fim da corrida. Das 27 voltas da corrida, o espanhol não descolou nenhum pouco do italiano e com sete voltas para o fim efetuou a ultrapassagem.

Rossi não largou o osso e numa manobra espetacular, pegou Marquez de surpresa no meio do circuito e recuperou a ponta. O piloto da Honda até tentou dar o "xis", mas o italiano da Yamaha segurou a posição, mesmo por fora. Na última curva, como é típico de Marquez, ele partiu para o tudo ou nada. Tentou na última curva a manobra, os dois se tocaram, mas por sorte ninguém caiu. Rossi, que teve que cortar pela brita, garantiu a vitória.

Atrás deles, Lorenzo garantiu a terceira posição. No pelotão intermediário também teve boas brigas. Os irmãos Aleix e Pol Espargaró dividiram várias curvas. Se juntaram a eles Dani Pedrosa, Cal Crutchlow e a dupla da Ducati, Andrea Iannone e Andrea Dovizioso. Foram trocas de posições constantes entre eles e no fim Iannone levou a melhor, terminando na quarta colocação.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
46Valentino ROSSIITA
Yamaha173.240'54.037
2
93Marc MARQUEZSPA
Honda173.1+1.242
3
99Jorge LORENZOSPA
Yamaha172.2+14.576
4
29Andrea IANNONEITA
Ducati171.8+19.109
5
44Pol ESPARGAROSPA
Yamaha171.5+24.268
6
35Cal CRUTCHLOWGBR
Honda171.5+24.373
7
38Bradley SMITHGBR
Yamaha171.5+24.442
8
26Dani PEDROSASPA
Honda171.5+24.656
9
41Aleix ESPARGAROSPA
Suzuki171.3+26.725
10
25Maverick VIÑALESSPA
Suzuki171.3+27.238
11
9Danilo PETRUCCIITA
Ducati171.2+29.038
12
4Andrea DOVIZIOSOITA
Ducati171.1+29.418
13
45Scott REDDINGGBR
Honda170.0+46.663
14
68Yonny HERNANDEZCOL
Ducati169.8+49.305
15
76Loris BAZFRA
Yamaha Forward169.6+52.396
16
69Nicky HAYDENUSA
Honda169.3+56.005
17
19Alvaro BAUTISTASPA
Aprilia169.1+59.857
18
63Mike DI MEGLIOFRA
Ducati168.1+1'14.513
19
33Marco MELANDRIITA
Aprilia165.81 Lap
Not Classified


15Alex DE ANGELISRSM
ART168.23 Laps


50Eugene LAVERTYIRL
Honda169.211 Laps


6Stefan BRADLGER
Yamaha Forward168.721 Laps
Not Finished 1st Lap


8Hector BARBERASPA
Ducati
0 Lap


43Jack MILLERAUS
Honda
0 Lap


Assen foi palco de mais um duelo entre os dois pilotos que estão rivalizando na briga pelo títutlo da temporada 2015 da Moto2, Johann Zarco e Tito Rabat. Os dois partiram para o embate direto, chegaram a tocar carenagem durante a disputa e no fim, pela terceira vez no ano, Zarco levou a melhor e venceu. Ele, que já tinha 40 pontos de vantagem para o rival na classificação, aumento em mais cinco pontos com o resultado.

A prova teve duas largadas, já que Luis Salom caiu na primeira curva e lavou a pista de óleo. Como consequência, o número de voltas foi encurtado. Na primeira largada Tito largou melhor seguido de Jonas Folger. Já na segunda Folger se deu bem e assumiu a ponta com Tito em segundo e Zarco em terceiro. Já no segundo giro Tito e Rabat começaram a se estranhar. O francês passou o espanhol, levou o troco e os dois acabaram se tocando.

Na sexta volta Folger começou a perder rendimento. Foi superado tanto por Tito quanto por Zarco e Sam Lowes. Zarco partiu para mais uma aproximação para cima de Rabat e com três voltas para o fim fez a ultrapassagem, assumindo a ponta. Daí para frente não houve mais mudança entre eles e Zarco comemorou a terceira vitória na temporada. Lowes completou o pódio na terceira colocação.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
5Johann ZARCOFRA
Kalex166.226'13.410
2
1Tito RABATSPA
Kalex166.1+0.757
3
22Sam LOWESGBR
Speed Up166.0+2.080
4
40Alex RINSSPA
Kalex165.8+3.738
5
12Thomas LUTHISWI
Kalex165.7+4.530
6
19Xavier SIMEONBEL
Kalex165.7+5.045
7
94Jonas FOLGERGER
Kalex165.6+6.140
8
36Mika KALLIOFIN
Kalex165.4+8.105
9
73Alex MARQUEZSPA
Kalex165.3+8.376
10
3Simone CORSIITA
Kalex165.2+9.670
11
60Julian SIMONSPA
Speed Up165.0+11.749
12
77Dominique AEGERTERSWI
Kalex164.4+17.537
13
30Takaaki NAKAGAMIJPN
Kalex164.3+18.104
14
4Randy KRUMMENACHERSWI
Kalex164.1+20.468
15
55Hafizh SYAHRINMAL
Kalex164.0+20.894
16
25Azlan SHAHMAL
Kalex163.9+22.405
17
11Sandro CORTESEGER
Kalex163.8+22.930
18
23Marcel SCHROTTERGER
Tech 3163.6+25.663
19
21Franco MORBIDELLIITA
Kalex163.0+30.931
20
70Robin MULHAUSERSWI
Kalex162.6+35.014
21
2Jesko RAFFINSWI
Kalex162.6+35.289
22
49Axel PONSSPA
Kalex161.6+44.794
23
10Thitipong WAROKORNTHA
Kalex161.3+47.633
24
15Ratthapark WILAIROTTHA
Suter160.7+54.049
25
13Jasper IWEMANED
Speed Up159.1+1'10.079
Not Classified


7Lorenzo BALDASSARRIITA
Kalex164.45 Laps


95Anthony WESTAUS
Speed Up164.35 Laps


96Louis ROSSIFRA
Tech 3162.37 Laps


88Ricard CARDUSSPA
Tech 3162.211 Laps
Not Finished 1st Lap


66Florian ALTGER
Suter
0 Lap
Not Starting


39Luis SALOMSPA
Kalex
0 Lap

O português Miguel Oliveira, que até dias atrás nunca havia vencido na Moto3, venceu na Itália e já repetiu o feito neste sábado (27) na Holanda. Com isto ele colou em Enea Bastianini na briga pela segunda colocação no campeonato. Os dois estão separados apenas por seus pontos e seguem muito longe de Danny Kent, que lidera com 57 pontos de vantagem para Bastianini.

Foi a típica corrida de Moto3, com um pelotão gigantesco andando junto, com mudanças de posições a cada curva e com várias motos diferentes ocupando a liderança. Na segunda metade da corrida este pelotão na briga pela vitória fico reduzida a sete pilotos: Miguel Oliveira, Enea Bastianini, Danny Kent, Jorge Navarro, Romano Fenati, Fabio Quartararo e Brad Binder.

Na abertura da última volta Oliveira liderava, mas perseguido muito de perto pela dupla da Estrella Galicia, Quartararo e Navarro. No meio da volta o português foi superado por Quartararo, mas conseguiu dar o troco nos metros finais para ficar com a vitória. Quartararo ainda conseguiu manter o segundo posto e Danny Kent completou o pódio na terceira colocação.

A diferença de tempo entre Oliveira, o vencedor, e Binder, sétimo colocado, foi de apenas 540 milésimos. Já o segundo pelotão, puxado por Karel Hanika, chegou a mais de 21 segundos atrás de Oliveira. A prova foi marcada por algumas quedas como a de Zulfahmi Khairuddin, Isaac Viñales, Juanfran Guevara e Maria Herrera. A categoria retorna a ação agora no dia 12 de Julho na Alemanha.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

1
44Miguel OLIVEIRAPOR
KTM158.137'54.427
2
20Fabio QUARTARAROFRA
Honda158.1+0.066
3
52Danny KENTGBR
Honda158.1+0.117
4
9Jorge NAVARROSPA
Honda158.1+0.179
5
5Romano FENATIITA
KTM158.1+0.252
6
33Enea BASTIANINIITA
Honda158.1+0.526
7
41Brad BINDERRSA
KTM158.1+0.540
8
98Karel HANIKACZE
KTM156.6+21.406
9
23Niccolò ANTONELLIITA
Honda156.6+21.472
10
17John MCPHEEGBR
Honda156.6+21.663
11
21Francesco BAGNAIAITA
Mahindra156.6+21.693
12
16Andrea MIGNOITA
KTM156.6+21.723
13
11Livio LOIBEL
Honda156.6+22.024
14
76Hiroki ONOJPN
Honda156.6+22.204
15
65Philipp OETTLGER
KTM156.6+22.596
16
95Jules DANILOFRA
Honda156.6+22.666
17
31Niklas AJOFIN
KTM156.4+25.494
18
88Jorge MARTINSPA
Mahindra156.2+27.271
19
40Darryn BINDERRSA
Mahindra156.2+27.386
20
84Jakub KORNFEILCZE
KTM155.8+33.963
21
19Alessandro TONUCCIITA
Mahindra155.7+34.768
22
29Stefano MANZIITA
Mahindra155.5+38.741
23
22Ana CARRASCOSPA
KTM154.6+51.803
24
12Matteo FERRARIITA
Mahindra154.6+52.214
25
91Gabriel RODRIGOARG
KTM154.5+53.616
26
2Remy GARDNERAUS
Mahindra151.5+1'38.917
27
25Jorel BOERBOOMNED
Kalex KTM149.71 Lap
28
86Kevin HANUSGER
Honda149.71 Lap
Not Classified


55Andrea LOCATELLIITA
Honda156.61 Lap


6Maria HERRERASPA
Husqvarna156.710 Laps


58Juanfran GUEVARASPA
Mahindra150.110 Laps


32Isaac VIÑALESSPA
Husqvarna156.611 Laps


63Zulfahmi KHAIRUDDINMAL
KTM153.117 Laps


10Alexis MASBOUFRA
Honda149.917 Laps


7Efren VAZQUEZSPA
Honda153.320 Laps


24Tatsuki SUZUKIJPN
Mahindra
0 Lap

quarta-feira, 24 de junho de 2015


O espanhol Marc Marquez chegou a MotoGP em 2013 e encantou o mundo dos aficionados por duas rodas. Passou "por cima" do companheiro de equipe Dani Pedrosa, superou Jorge Lorenzo e Valentino Rossi e conquistou o título já no primeira ano na categoria. Em 2014 o resultado foi ainda mais impactante, pois ele venceu as 10 primeiras corridas da temporada, em sequência, e foi bicampeão.

Mas parece que o tempo das "vacas gordas" foi-se embora e Marquez vive um pesadelo em 2015. Ele é apenas o quinto colocado do campeonato, estando atrás da dupla da Yamaha (Lorenzo e Rossi) e da dupla da Ducati (Andrea Dovizioso e Andrea Iannone). Ele tem apenas 69 pontos contra 138 de Rossi e 137 de Lorenzo, que vem de quatro vitórias consecutivas.

Marc Marquez ao contrário, vem de duas quedas seguidas, na Itália e na Espanha e na Argentina também caiu durante uma disputa contra Rossi. No próximo final de semana a categoria retorna a ação na Holanda, e você pode conferir a transmissões do esporte ao vivo na bet365, e as duas perguntas que ficam é: Será que Marquez caiu novamente? Será que Lorenzo vence mais uma?

A situação de Marquez no campeonato já não é tranquila, mesmo faltando 11 corridas para o fim da temporada. Ele não depende apenas das próprias forças e precisa contar com uns tropeços dos rivais. Mesmo que ele vença todas as corridas, se Rossi (ou Lorenzo) terminar todas em segundo, o espanhol da Honda perde o título.

A sorte dele é que a dupla da Yamaha deve dividir pontos no decorrer da temporada e os pilotos da Ducati também devem beliscar pontos em algumas etapas. Mas a recuperação de Marquez precisa ser para "ontem", ou então, o sonho do terceiro título vai virar pesadelo. Para piorar a situação, ele não pode contar muito com a ajuda de Pedrosa, que vive mais uma ano apagado e não parece ter braço para roubar pontos dos pilotos da Yamaha.

O cenário deste próximo capitulo não poderia ser melhor, Assen, conhecida com a "catedral do motociclismo". Circuito bem sinuoso, com curvas de alta e curvas de baixa, ligadas por pequena retas. Marquez venceu lá em 2014, mas em 2013 foi Valentino Rossi que levou, a primeira vitória dele no retorno a Yamaha. A prova tem o diferencial de ser disputada no sábado e não no domingo.

"Obviamente estou desapontado por ter caído correndo em casa, na Catalunha, mas isto já é passado e agora a cabeça está em Assen. É uma pista que gosto muito, mesmo que não sendo boa para as características de nossa moto. Como sempre vamos ter de trabalhar duro desde sexta de manhã e espero fazer bom acerto da moto. O clima é sempre imprevisível e isso geralmente faz parte no fim de semana na Holanda, por isso vamos ter de manter um olho na pista e outro na nuvens", comentou Marquez após a queda na etapa da Espanha.