quarta-feira, 1 de julho de 2009

Moto2 é o nome da categoria que substituirá a atual 250cc, a partir de 2010.


A Moto2 surge com força total com o intuito de relançar a categoria de acesso à MotoGP, porém de forma mais econômica. A nova categoria contará com motores Honda, de 600cc e 4 tempos. O chassis será fabricado pela "Aspar Team".

Com relação ao regulamento, os motores da Moto2 terão uma velocidade máxima de 16.000rpm.

Os sistemas eletrônicos serão limitados: as motos terão ECU, transponders e um registrador de dados. Nao será permitido nenhum outro tipo de ajuda eletrônica ou recepção de dados.

Já o chassis, não terá limitações; tudo dependerá da vontade dos engenheiros e desenhadores.

Cada competidor contará com 2 motores durante o ano e, um fator interessante em 2010 será a possibilidade de compra dos motores por rivais, logo após as corridas, fomentando o baixo orçamento na categoria.

A princípios do mês de Junho, a FIM - Federação Internacional de Motociclismo- anunciou que para o ano que vem estão inscritas 27 equipes, com 41 pilotos. A categoria ainda conta com 10 equipes reservas e se "deu o luxo" de descartar outras 10 mais.

As equipes terão até Outubro para confirmar sua participação.

No circuito de Assen, na Holanda, Alex Crivillé, espanhol, Campeão de 1999, na antiga 500cc, provou a 1º moto da Moto2 e deu uma breve opinião.

Confira!



Fontes: www.motogp.es
www.elpais.com
www.rtve.es

2 comentários: