domingo, 11 de outubro de 2009

O grid para a temporada 2010 da MotoGp já está praticamente decidido.


Depois do anúncio da contratação de Ben Spies para a equipe satélite da Yamaha, Tech 3, para ser o companheiro de Colin Edwards, faltam muito poucas definições para que o grid esteja completo.

A Ducati terá 5 motos: as oficiais, com Stoner e Hayden; as duas Pramac(Kallio e Espargaró), e uma da nova equipe de Jorge Martínez Aspar, com Hector Barberá.

A Yamaha seguirá como este ano: 2 oficiais com Jorge Lorenzo e Valentino Rossi e na equipe satélite, a Tech 3, dois pilotos mais.

Suzuki terá, novamente, dois pilotos: Loris Capirossi e Álvaro Bautista.

A Honda ainda não tem muito clara qual será sua participação na MotoGp, no ano que vem. O que sim se sabe e que terá, com certeza, 5 motos: as oficiais com Dani Perdosa e Andrea Dovizioso, Marco Simoncelli e Marco Melandri, com as motos de Fausto Gresini e, Randi de Puniet com a equipe de Lucio Cecchinello.

Quanto a Gabor Talmacsi, que corre em uma Honda satélite, terá que melhorar muito seu rendimento nestas últimas corridas se não quiser voltar a correr em Moto2, já que a Honda não está nada satisfeita com seus resultados. Se Gabor não seguir na equipe Scot, seu lugar poderia ser para De Angelis.

O que tem tudo para acontecer no próximo ano é a entrada da equipe Caffe Latte, apoiada por Honda, que terá como piloto ao japonês Hiroshi Aoyama, atual líder da categoria de 250cc.

Com isso, "fechamos" o grid com 18 pilotos para 2010, faltando apenas a confirmação de mais uma nova equipe, que poderia ter ainda vagas para 2010, porém, de momento, sem muitas notícias.

0 comentários:

Postar um comentário