domingo, 4 de julho de 2010


Yuki Takahashi conquistou a vitória na etapa de Barcelona da Moto2. Uma prova repleta de acidentes e disputas, acabou vendo o japonês levando a melhor depois de uma punição dada ao piloto que liderava a prova.

Na primeira curva da prova um tombo coletivo tiraram vários pilotos da prova, Enquanto isto o suíçó Thomas Luthi assumiu a ponta da ponta da prova, seguido de Toni Elias. O pole Andrea Iannone caiu para a quinta posição depois da largada, mas se recuperou e na abertura da primeira volta já estava em terceiro. No fim da segunda volta Iannone passou Elias, assumindo a segunda posição.

Foram nove motos envolvidas no acidente na primeira curva: Sergio Gadea, Alex Baldolini Shoya Tomizawa, Dominique Aegerter, Hector Faubel, Robertino Pietri, Roberto Rolfo, Alex Debon e Mike Di Meglio.

Iannone foi então para cima do Luthi, na disputa pela primeira posição. Julian Simon, que estava em quarto, também deixou o Toni Elias para trás, assumindo o terceiro posto. No fim da segunda volta Iannone voltou para a ponta da corrida. Elias seguiu perdendo posições e também foi superado pelo japonês Yuki Takahashi. Simon passou o Luthi, assumindo a segunda posição.

Começou então a formação dos pelotões: Iannone na liderança isolada, daí o primeiro pelotão com três motos (Simon, Luthi e Takahashi) e outro pelotão e mais 4 motos (Corsi, Elias, Morales e Abraham). Na oitava volta Luthi passou o Simon, pela segunda posição e lá atrás Elias tentou passar o Corsi, errou e caio para o fim do peloão, oitava posição.

Iannone que liderava com mais de 1 segundo e meio, recebeu uma punição da organização, por ter feito uma ultrapasasgem com a bandeira amarela do acidente da primeira volta. Faltando sete voltas para o fim, Iannone pagou a punição e a liderança caiu nos colos do Takahashi. Faltando cinco voltas, a briga pela segunda posição começou a pegar fogo entre Simon e Luthi.

No segundo pelotão, na briga pela quarta colocação, o tcheco Karel Abraham ultrapassou o Toni Elias, assumindo a posição. Na abertura da penúltima volta o suíço Thomas Luthi passou o Simon, assumindo a segunda posição. Na abertura da última volta, Simone Corsi também passou o Elias, assumindo o quinto posto.

No fim vitória tranquila do japonês Yuki Takahashi, seguido de Luthi e Elias. O espanhol Carmelo Morales sofreu um acidente muito feio quando ia cruzar a linha de chegada. A moto capotou várias vezes e caiu em cima do piloto (ver vídeo).



Confira abaixo o resultado final da prova:

0 comentários:

Postar um comentário