quarta-feira, 25 de abril de 2012


Nos últimos anos o multicampeão de MotoGP, o italiano Valentino Rossi, começou a se aventurar em algumas corridas de carro. Além de testar a Ferrari no passado, o piloto da Ducati também competiu em algumas provas de turismo no próprio país. A fixação de alguns pilotos pelos dois tipos de veículos ( carros motos ) não é assim tão novo, já que o campeão da F1 de 1964, John Surtees, também conquistou sete título nas duas rodas, vencendo o campeonato das 350cc de 1958 a 1960 e o campeonato das 500cc em 1956 e 1958 a 1960.

No Brasil também temos dois exemplos. Primeiro, Antônio Jorge Neto, que disputou algumas temporadas na Stock Car, mas antes de se arriscar nas quatro rodas, fez carreira nas motos, conquistando sete vezes o campeonato brasileiro de motociclismo categoria 250 e 350 cilindradas, cinco vezes o paulista categoria motociclismo 250 e 350 cilindradas, duas vezes o sul americano motociclismo 350cilindradas e uma vez as 100 milhas de Daytona motociclismo (1983)250 cilindradas. Alexandre Barros também seguiu o mesmo caminho e depois de brilhar na década de 90 na MogoGP, correu de Porsche Cup no Brasil.

Rubens Barrichello, ex-piloto da F1 e hoje da Fórmula Indy, comentou nestas últimas semanas sobre um teste feito em Interlagos tempos atrás com Alexandre Barros. Eles, praticamente, fizeram uma troca, já que Barrichello arrumou um carro de F3 para Barros andar e o piloto das motos preparou umas máquinas de duas rodas para que Rubinho pudesse acelerar. Como na época Rubinho não podia andar de moto, por contrato, este teste nunca tinha sido divulgado.

0 comentários:

Postar um comentário