domingo, 16 de junho de 2013



E deu Luis Salom novamente na Moto3. Ele, que já havia vencido duas semanas atrás em Mugello, voltou a subir no ponto mais alto do pódio em Barcelona. Com o resultado, ele deixou Maverik Viñales para trás no campeonato com 127 contra 122.

Alex Rins largou muito bem e pulou da segunda para a primeira colocação no início. Luis Salom ficou sob o ataque de Alex Marquez na briga pela segunda colocação. Salom conseguiu, no entanto, dar o troco em Rins e voltar para a ponta. Toni Finsterbusch, Niklas Ajo e Jasper Iwema acabaram se envolvendo num acidente e foram todos ao chão.

Na segunda volta, Maverik Viñales deixou os dois pilotos da Estrella Galicia para trás e assumiu a segunda colocação. Logo em seguida, o "V8" também passou Salom para assumir a liderança. Com sete pilotos no primeiro pelotão, as alternâncias na liderança começaram. No fim da segunda volta, Marquez se recuperou e passou a ser ele o piloto a puxar a fila.

Niccolò Antonelli foi outro piloto a cair e sair da corrida, no terceiro giro. Na sexta volta, Efren Vazquez também sentiu o gostinho de liderar a corrida ao superar Marquez. Logo Alex Rins deu o troco e voltou para a ponta e as trocas de posição continuaram curva a curva entre os sete pilotos do pelotão (Rins, Jack Miller, Vazquez, Marquez, Viñales, Salom e Miguel Oliveira).

Lá atrás, Eric Granado, que largou em 25º, ocupava a 18ª colocação. Na metade da corrida, o pelotão da frente acabou sendo reduzido a cinco motos, pois tanto Oliveira quanto Miller perderam o contato. Salom puxava a fila. Faltando oito voltas para o fim, Maverik Viñales voltou para a liderança da corrida seguido de Rins, Marquez, Salom e Vazquez.

Na volta 16, Salom, numa manobra espetácular, pulou da quarta para a primeira colocação. Na briga pela oitava colocação, um pelotão com nove motos numa batalha igualmente sensacional a da ponta. Eram eles: Zulfahmi Khairuddin, Alexix Masbou, Isaac Viñales, Brad Binder, Arthur Sissis, Danny Webb, Alan Techer, e Alessandro Tonucci.

Na abertura da duas voltas finais, o pelotão da vitória ficou reduzido a três motos com Salom na ponta, Rins em segundo e Viñales em terceiro. Na última volta, acabou não tendo batalha, pois Salom imprimiu um ritmo forte na volta final e venceu com 0,211 segundos para Rins. Lá atrás, Granado acabou regredindo e caiu para 23º no fim.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário