sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014


Notícia surpreendente nesta sexta-feira pelos lados da moto-velocidade! A Ducati decidiu migrar da classe de equipe de fábrica para classe aberta. O certo é que o time nunca mais conseguiu ser grande, como na era Casey Stoner, mesmo tendo contado com pilotos talentosos, como Valentino Rossi.

Neste ano eles vão com Andrea Dovizioso e Cal Crutchlow e depois dos primeiros treinos livres, decidiram que seria melhor para a equipe fazer a migração. Em termos práticos significa o seguinte! O bônus é ter quatro litros a mais de combustível por corrida, pneus macios e 12 motores durante a temporada, em vez de só cinco. O ônus é ter que usar o sistema eletrônico comum, da Magneti Marelli, em vez de desenvolver o próprio.

0 comentários:

Postar um comentário