quarta-feira, 2 de julho de 2014


A Superbike Inglesa foi a Knockhill no último final de semana para a quarta etapa da temporada. E Shane Byrne, líder do campeonato, venceu mais uma, a sexta vitória dele em oito corridas. Mas na primeira prova da etapa quem deus as cartas foi o japonês Ryuichi Kiyonari. Largando da pole, ele venceu de ponta a ponta, sem dar chances aos rivais. No campeonato, Byrne tem 190 pontos contra 111 de Josh Brookes e 108 de James Ellison. Confira abaixo o relato das corridas:

Corrida 1

Na largada, Ryuichi Kiyonari manteve a ponta seguido de Josh Brookes. Na segunda volta, James Ellison pressionava Stuart Easton pela terceira colocação, mas eles acabaram se tocando e Ellison caiu, dando adeus a corrida. Shane Byrne pulou para quarto e na quinta volta passou Easton pelo terceiro posto. Kiyonari se mandou na ponta e a briga pela segunda colocação pegava fogo na décima volta. Byrne e Easton deixaram Brookes para trás, sob o ataque de Chris Walker.

No giro seguinte, Walker também passo por ele, que caiu para quinta colocação. Josh Waters, que estava na nona colocação, caiu na 14 e abandonou a prova. No giro seguinte foi a vez de John Ingram ir ao chão. Não parou por aí e na 17 foi Aaron Zanotti que "surfou" pelo chão. Na parte final da corrida, Brookes conseguiu recuperar a posição para cima de Walker. No fim, Kiyonarin confirmou a vitória com 4,861 segundos de vantagem para Byrne. Easton completo o pódio.

Corrida 2

Na largada, Shane Byrne manteve a ponta seguido de Ryuichi Kiyonari e Josh Brookes. James Westmoreland e Barry Burrell se tocaram na primeira volta, caíram e abandonaram a corrida. Brookes acabou superado por Stuart Easton e Chris Walker nas voltas seguintes e caiu para quinta colocação. Ele conseguiu dar o troco em Walker nos giros seguintes, minimizando o prejuízo. Lá na frente, na briga pela vitória, Kiyonari não deixava Byrne abrir.

Na volta 20, Kiyonari conseguiu a ultrapassagem e assumiu a liderança da corrida. Na volta seguinte, no entanto, a moto dele deu uma balançada na saída de curva e Byrne recuperou a ponta e conseguiu abrir 1,315 segundos de vantagem. Mas o japonês não desistiu e acelerou forte, chegando em Byrne na última volta. Ele tentou a ultrapassagem, mas o inglês manteve a posição e venceu por apenas 0,176 segundos. Chris Walker completou o pódio.

0 comentários:

Postar um comentário