sexta-feira, 27 de março de 2015


No último final de semana foi a vez de Detroit receber o AMA Supercross para a 12ª etapa da temporada. A vitória ficou com Eli Tomac (Honda) e desta forma colocou fim a sequência de três vitórias de Ryan Dungey. Mas no campeonato Dungey ficou ainda mais folgado, já que Trey Canard, vice-líder na pontuação, não conseguiu se classificar para a corrida principal em Detroit e passou zerado.

A história do final de semana começou com a "HEAT 1", onde os quatro primeiros classificados foram conhecidos. Justin Brayton conquistou o "holeshot", mas foi superado por Cole Seely ainda nas primeiras curvas. Weston Peick, que não largou tão bem, conseguiu ultrapassar Blake Baggett na segunda volta e Justin Brayton na terceira e chegou ao segundo posto. Trey Canard, que estava na briga pela classificação, caiu no quarto giro e ficou para trás. Nos últimos giros, Jason Anderson também passou Baggett e Brayton e ficou com a terceira vaga. Brayton se salvou no fim e foi o quarto classificado.

Já na "HEAT 2" Andrew Short, o rei dos "holeshot", conquistou mais um, mas ainda na primeira volta ele foi superado por Ryan Dungey que partiu para a vitória. Eli Tomac fez o mesmo, no segundo giro, e pulou para a segunda colocação. A queda livre de Short na prova terminou por aí e ele conseguiu manter o terceiro posto até a bandeirada final. Chad Reed, que passou Phillip Nicoletti no meio da prova, ficou com a quarta vaga.

Veio então a "SEMI 1", a segunda chance para os pilotos que não conseguiram a vaga logo de cara nas "HEAT" 1 e 2. Nicoletti marcou o "holeshot", mas a corrida foi interrompida em bandeira vermelha ainda na primeira volta após o acidente com Jacob Weimer e Trey Canard. Na relargada, Nicoletti ficou novamente com o "holeshot". Ele foi superado por David Millsaps na segunda volta, mas o piloto da Kawasaki acabou caindo e Nicoletti voltou para a liderança. Kyle Chisholm e Nicholas Schmidt ficaram com a segunda e terceira vaga. Millsaps, numa recuperação impressionante, classificou-se em quarto e Heath Harrison em quinto.

Na "SEMI 2" Joshua Grant marcou o "holeshot", mas ficou por muito pouco tempo na primeira colocação. Logo foi superado tanto por Blake Baggett quanto por Broc Tickle e caiu para a terceira colocação. Parou por aí as perdas de posição para o piloto da Kawasaki. Kyle Partridge e Nicholas Wey confirmaram as duas vagas remanescentes e Ben Lamay, que chegou a andar entre os cinco primeiros, acabou sobrando.

Porém, na "LAST CHANCE QUALIFY", Ben Lamay começou com tudo e marcou o "holeshot". Se manteve em primeiro até a última volta, quando cometeu um pequeno erro e foi superado por Killian Rusk que faturou a vitória. Alex Ray se classificou em terceiro e Ronnie Stewart superou Tevin Tapia no fim para ficar com a última vaga.

Na corrida Andrew Short conquistou mais um "holeshot" para a carreira, mas no primeiro giro perdeu a posição pra Ryan Dungey e David Millsaps. Na volta seguinte ele também foi superado por Eli Tomac que passou Millsaps pelo segundo posto. Cole Seely foi junto e Millsaps caiu para quarto. Teve se início a uma bela briga pela liderança da corrida e na sexta volta Tomac superou Dungey, ficando com a posição.

No sexto giro Weston Peick, que estava em quinto, acabou caindo e abandonou a prova. Na volta seguinte foi a vez de Jason Anderson ir ao chão. Lá na frente Chad Reed superou David Millsaps na briga pela quarta colocação na volta 10. Não houve mais disputa pela liderança e Tomac conquistou a vitória. Dungey foi segundo e Seely terminou na terceira colocação. No campeonato Dungey foi a 271 pontos contra 204 de Canard e 194 de Tomac.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário