sexta-feira, 20 de março de 2015



Ninguém segura Ryan Dungey no Ama Supercross. Neste final de semana foi a vez de Indianápolis receber a categoria e o piloto da KTM cravou mais uma vitória, a quinta dele na temporada e terceira consecutiva. A organização em parceria com o FoxSports aproveitou para fazer um teste de transmissão das corridas, com drones, que promete revolucionar a forma de ver corridas. Saiba mais disto no Velocidade.

Mas como sempre fazemos, antes de falar corrida, vamos explicar como foi que cada um se classificou. Na 'HEAT 1' Jacob Weimer saiu melhor e marcou o 'holeshot'. Quem não se deu nada bem na primeira curva foi Trey Canard, que caiu e ficou pra trás. Na briga pela ponta, Weimer acabou superado tanto por Weston Peick, que partiu pra vitória, quanto por Cole Seely, que terminou em segundo. No fim, Chad Reed e Jacob Weimer ficaram com as duas outras vagas.

Já na 'HEAT 2' Andrew Short ficou com o 'holeshot' e conseguiu manter a liderança na primeira volta. Um pouco mais atrás, na briga pela quarta colocação, David Millsaps superou Ryan Dungey. Mas foi no fim que a disputa esquentou. Eli Tomac passou Short e partiu rumo a vitória. Millsaps foi junto e Short caiu para terceiro. Ryan Dungey conseguiu superar Broc Tickle nos metros finais e ficou com a quarta vaga.

A segunda chance dos não classificados começou na 'SEMI 1' e com uma surpresa, 'holeshot' para Heath Harrison. Mas durou pouco, pois ainda nas primeiras curvas ele foi superado por Blake Baggett, que partiu pra vitória. Já na segunda volta foi a vez de Harrison ser ultrapassado por Kyle Partridge e Phillip Nicoletti. No giro seguinte foi a vez de Kyle Chisholm e Adam Enticknap passarem Harrison que saiu da zona de classificação.

Na 'SEMI 2' Joshua Grant marcou o 'holeshot' e daí para frente não foi mais superado e venceu com tranquilidade seguido de Broc Tickle. Trey Canard, que não largou tão bem, superou Killian Rusk e Alex Ray na terceira volta e subiu para a terceira colocação. A disputa pela última vaga foi dura entre Ray e Jason Anderson. Os dois chegaram a se tocar nas últimas curvas e Anderson se classificou.

Na repescagem, era tudo ou nada para 22 pilotos. Eram apenas mais quatro vagas disponíveis. Nicholas Wey marcou o 'holeshot', mas foi superado por Alex Ray ainda nas primeiras curvas. Wey, no entanto, não desistiu e foi pra cima, reassumindo a ponta. Tony Archer foi junto e daí para frente Ray foi perdendo posição atrás de posição. Ben Lamay e Dustin Pipes ficaram com as duas outras vagas restantes.

Com os 22 pilotos definidos, a corrida principal começou com o 'holeshot' de Andrew Short seguido de perto por Ryan Dungey. Ainda no primeiro giro o piloto da KTM assumiu a ponta seguido de Cole Seely e Short caiu pra terceiro. No quarto giro foi a vez de Weston Peick deixar Short para trás e no oitavo ele também foi superado por Trey Canard. Lá na frente, Seely tentava não deixar Dungey escapar, mas não conseguia atacar. No fim os dois terminaram separados por 3,915 segundos, com Dungey na frente.

Neste próximo final de semana será a vez de Detroit receber o Ama Supercross. No campeonato Dungey foi a 249 pontos contra 204 de Trey Canard e 169 de Eli Tomac. Existe uma expectativa do retorno de Ken Roczen, que se lesionou em Daytona. Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário