quarta-feira, 11 de março de 2015


O AMA Supercross foi até Daytona no último final de semana para a 10ª etapa da temporada. E Ryan Dungey venceu mais uma, a quarta dele na temporada e com isto abriu 40 pontos de vantagem para Trey Canard no campeonato. A surpresa da etapa foi a ausência de Ken Roczen. Ele já vinha de algumas quedas e caiu novamente nos treinos livres para Daytona e se lesionou.

A etapa começou a se desenhar com a "HEAT 1", onde os quatro primeiros nomes para a corrida principal foi conhecidos. Andrew Short conquistou o "holeshot" na largada e se manteve na ponta até a última volta, quando foi superado por Chad Reed que venceu a corrida. Mas com o segundo posto Short também estava classificados. Jason Anderson e David Millsaps foram os outros dois classificados.

Na "HEAT 2" o "holeshot" ficou com Joshua Grant, mas ele foi rapidamente superado por Ryan Dungey. No giro seguinte ele também foi superado por Trey Canard e Phillip Nicoletti. Na parte final ele ainda perdeu a posição para Eli Tomac e caiu para quinta colocação e não conseguiu a classificação. Na última volta Tomac ainda deixou Nicoletti para trás para terminar em terceiro.

Na "SEMI 1" Broc Tickle começou com tudo e marcou o "holeshot". Mas não permaneceu por muito tempo na frente. Logo foi superado por Blake Baggett que no segundo giro perdeu a posição para Weston Peick que partiu pra vitória. Baggett terminou em segundo e Tickle em terceiro. Kyle Chisholm e Nicholas Wey ficaram com as outras duas vagas.

Por outro lado, na "SEMI 2", Mike Alessi venceu com autoridade. Ficou com o "holeshot" e não foi mais incomodado durante a corrida. A briga pelo segundo lugar só foi decidida na penúltima volta, com a ultrapassagem de Cole Seely para cima de Jacob Weimer. Quem fez grande prova de recuperação foi Joshua Grant, que não começou bem, mas conseguiu terminar em quarto. Killian Rusk ficou com a última vaga.

Para os desesperados que não conseguiram vaga na grande corrida, ainda havia a repescagem e mais quatro vagas. Nicholas Schmidt foi o grande nome a garantiu a vaga com tranquilidade, de ponta a ponta. Apesar de ser a última chance de participar da prova principal, foi uma corrida sem grandes movimentações. Kyle Partridge, Jimmy Albertson e Ben Lamay ficaram com as outras três vagas.

O "holeshot" na corrida ficou com Mike Alessi, mas ainda nas primeiras curvas ele foi superado por Andrew Short. Ryan Dungey, que caiu para terceiro, superou Alessi na segunda volta. E ele seguiu perdendo posições e no giro seguinte foi Cole Seely e Blake Baggett que o deixaram para trás. Seely foi então pra cima de Dungey. A briga foi dura, os dois se tocaram e Seely acabou caindo e perdeu várias posições.

Na volta sete foi a vez de Alessi cair e deu adeus a corrida. No giro seguinte Dungey superou Short e assumiu a liderança. Outro que foi ao chão foi Chad Reed, na volta 10, mas conseguiu levantar rapidamente e continuou. Short também perdeu a posição para Eli Tomac, Blake Baggett e Cole Seely. Lá na frente, com mais de quatro segundos de vantagem, Dungey confirmou a vitória.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

0 comentários:

Postar um comentário