terça-feira, 31 de março de 2015


Depois das etapas do Qatar e da Tailândia, o Mundial de Motocross foi até a Argentina no último final de semana para a terceira etapa da temporada. Clement Desalle e Maximilian Nagl foram os grandes vencedores. A pista montada nos nossos vizinhos é espetacular, bem técnica e cheia de dificuldades para os pilotos e a chuva, que se fez presente, aumentou ainda mais a complexidade para os pilotos.

Na primeira prova, numa manobra sensacional, Shaun Simpson conquistou o "holeshot", mas ele pagou caro e acabou espalhando na curva Desalle assumiu a liderança. Ryan Villopoto, que estava na quinta colocação, partiu para cima dos rivais logo de cara. Superou Jeremy Van Horebeek antes do fim da primeira volta e na terceira foi a vez de Simpson ficar para trás. Romain Febvre foi junto com o norte-americano.

Simpson provou nas voltas seguintes que o "holeshot" foi apenas um acidente de percurso. Perdeu a posição para Van Horebeek, Maximilian Nagl e Evgeny Bobryshev. Até na quarta volta, ele caiu e despencou na tabela. No giro seguinte foi a vez de Van Horebeek ir ao chão. Nagl, que também estava numa evolução na prova, deixou Villopoto que estacionou na terceira colocação, para trás na volta sete.

A chuva que caiu na Argentina no domingo deu uma emoção extra a corrida


O campeão Antonio Cairoli, que estava na segunda colocação, foi para cima de Desalle na segunda metade da corrida, chegou a fazer a ultrapassagem, mas o belga deu o troco. Na última volta o italiano foi para o tudo ou nada e acabou no chão. Desalle venceu com tranquilidade e Cairoli, que levantou rapidamente, ainda chegou na segunda colocação e Nagl completou o pódio em terceiro.

A segunda corrida começou com "holeshot" de Nagl, mas Desalle, assim como na primeira, abocanhou a primeira colocação logo em seguida e Cairoli foi junto. Um acidente no primeiro giro acabou levando ao chão Evgeny Bobryshev e Shaun Simpson. Assim como na primeira, Nagl foi para cima e na terceira volta deixou Cairoli para trás na briga pela segunda colocação.

O alemão continuou acelerando e na metade da corrida chegou em Desalle para brigar pela vitória. Depois de algumas tentativas, ele fez a ultrapassagem e foi embora. Cairoli também chegou no belga faltando sete minutos para zerar o cronômetro para brigar pela vice-liderança. O italiano fez a ultrapassagem e terminou em segundo. Sobrou para Desalle a terceira colocação.

Desalle e Nagl empataram na classificação geral da etapa, mas pelo melhor resultado na segunda corrida, Nagl ficou com a vitória. Já na classificação do campeonato, Desalle lidera com 133 pontos contra 123 de Nagl e  Cairoli, 106 de Villopoto e 96 de Gautier Paulin, que fechou o TOP5. Os pilotos retornam a atividade no dia 19 de Abril em  Trentino, na Itália.

0 comentários:

Postar um comentário