quarta-feira, 29 de abril de 2015


Depois de garantir o título na etapa de Houston, Ryan Dungey foi para San Francisco mais livre, leve e solto e nestas circunstâncias, não tem pra ninguém. Foi a sétima vitória dele em quinze etapas na temporada. Eli Tomac até tentou chegar em Dungey na segunda metade da corrida, mas o piloto da KTM não deu chances ao rival e não permitiu a aproximação. Confira abaixo a história da etapa.

Tudo começou com a disputa da "HEAT1", onde foram conhecidos os primeiros quatro nomes para a corrida final. Dungey já saiu marcando o "holeshot" de cara, mas foi surpreendido por Weston Peick no fim da primeira volta e caiu para segundo. O campeão, no entanto, não desistiu e continuou no encalço do rival e no último giro deu o troco pra ficar com a vitória. Jason Anderson ficou com a terceira vaga e Joshua Grant, que passou Kyle Partridge na última volta, com a quarta.

Na "HEAT2" ele, sempre ele, Andrew Short ficou com o "holeshot". Mas como sempre acontece, ele ficou por pouco tempo na ponto. Ainda na primeira volta ele foi superado por Cole Seely que disparou na ponta. Chad Reed também passou por Short, que caiu  para terceiro. Na briga pela quarta colocação Broc Tickle passou Justin Barcia e parecia que tudo estava decidido. Mas na última volta Teddy Parks e quando retiravam a moto dele do caminho, Seely, o líder, vinha e acabou batendo na moto de Parks que estava sendo retirada pela equipe de apoio. Ele caiu e Reed venceu seguido de Short, Tickle e Blake Baggett.

Aos que não conseguiram a vaga na primeira chance, ainda tinha as semifinais. Na "SEMI1" Nicholas Wey marcou o "holeshot" e disparou na ponta, vencendo com tranquilidade. A briga pelas demais vagas, no entanto, esquentou. Nicholas Schmidt estava na segunda posição, mas ele fez uma "salseira". Entrou rápido demais numa curva e acabou saindo da pista e voltou um pouco mais a frente. Tentando recuperar o tempo perdido, ele acelerou forte e caiu. Conseguiu levantar e voltou brigando com Dustin Pipes pelo quinto posto, mas caiu novamente e deu adeus a classificação. As demais vagas ficaram com Justin Barcia, Kyle Chisholm, Ben Lamay e Dustin Pipes.

Na "SEMI2" Joshua Grant ficou com o "holeshot", mas ainda na primeira volta ele perdeu a posição para Cole Seely que partiu pra vitória. Eli Tomac que caiu para quarto na largada, passou Kyle Partridge na volta dois pela terceira colocação e Joshua Grant na terceira pela vice-liderança. Grant e Partridge também garantiram a presença na corrida final e a última vaga ficou com Alex Ray.

Na repescagem as últimas quatro vagas para 22 pilotos ainda não classificados. O "holeshot" ficou com Thomas Ramette, mas ele foi superado por Ronnie Stewart ainda no primeiro giro. No giro seguinte foi a vez de Nicholas Schmidt deixar Ramette para trás. No último giro Schmidt passou Stewart e ficou com a vitória, mas ambos se classificaram. Killian Rusk também passou Ramette na última volta, mas os dois também se classificaram para a grande final.

E na grande corrida o "holeshot" ficou com Justin Barcia e atrás dele Ryan Dungey e Chad Reed se pegavam pela segunda colocação. Mas Reed errou uma aterrizagem e caiu, deixando  caminho livre para Dungey. Na quarta volta ele passou Barcia e assumiu a liderança. Começou então a escalada de Eli Tomac que passou Barcia na volta oito pela terceira colocação e Weston Peick na 10 pelo segundo posto. Mas Dungey já estava longe e Tomac não conseguiu alcançá-lo. Com duas voltas para o fim Broc Tickle caiu, mas conseguiu levantar e continuar na prova.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário