sábado, 25 de abril de 2015



Com o domínio esmagador mostrado durante a temporada, Ryan Dungey confirmou o título na etapa de Houston disputada no final de semana do dia 11 de abril. Ainda restavam quatro provas para o fim do campeonato e o piloto da KTM já comemorava o bicampeonato. Mas ao contrário do que era esperado, ele não venceu para coroar as comemorações na etapa. Mas antes de falar da corrida principal, vamos ao relato do final de semana.

Na "HEAT 1", onde são conhecidos os primeiros classificados para a corrida principal, Joshua Grant (Kawasaki) ficou com o "holeshot" seguido de Dungey. No terceiro giro o postulante ao título passou Grant e assumiu a ponta. Daí para frente ele não foi mais incomodado e venceu. Grant se classificou em segundo e as outras duas vagas ficaram com Justin Barcia (Yamaha) e Chad Reed (Kawasaki).

A "HEAT 2" foi um pouco mais movimentada. Andrew Short (KTM), pela "milésima" vez no ano, ficou com o "holeshot". Na terceira volta, no entanto, ele foi superado por Cole Seely (Honda) que venceu seguido de Short. As outras duas vagas foram bem disputadas. Primeiro David Millsaps (Kawasaki) e Justin Brayton (KTM) brigavam pela posição. Os dois, no entanto, foram superados por Weston Peick (Yamaha) que terminou em terceiro. Millsaps se salvou no fim, muito pressionado por Eli Tomac (Honda).

Os que não conseguiram se classificar nas duas primeiras eliminatórias, partiram para a segunda chance. Na "SEMI 1" Justin Brayton (KTM) ficou com o "holeshot" e partiu para a vitória com certa tranquilidade. Atrás dele, na briga pelo vice, Broc Tickle (Suzuki) passou Kyle Partridge (Honda) para terminar em segundo contra a terceira colocação do rival. As outras duas vagas ficaram com Ben Lamay (Husqvarna) e Nicholas Schmidt (Suzuki).

Na "SEMI 2" Blake Baggett (Suzuki) ficou com o "holeshot", mas já na primeira volta foi superado por Jason Anderson (Husqvarna) que partiu pra vitória. Eli Tomac (Honda) também passou por Baggett e terminou em segundo e sobrou ao piloto da Suzuki a terceira colocação. As outras duas vagas ficaram com Kyle Chisholm (Kawasaki) e Nicholas Wey (Kawasaki). Na repescagem classificaram Killian Rusk e Mitchell Oldenburg da Yamaha e Tevin Tapia e Dustin Pipes da Suzuki.

Com os 22 pilotos definidos, teve início a corrida. Andrew Short, pela "milésima primeira" vez no ano, ficou com o "holeshot". Impressionante como ele larga bem. Porém, já no primeiro giro perdeu a posição para Cole Seely, que se mandou na ponta e não foi mais alcançado por ninguém, conquistando a vitória. Entretanto, atrás dele teve uma corrida muito disputada e emocionante.

Na quarta volta foi a vez de Chad Reed deixar Short para trás na briga pela segunda colocação. Na disputa pela quarta, Jason Anderson atacou Weston Peick na volta seis e Peick acabou caindo depois que os dois tocaram. Dungey, que não largou bem, começou a reação. Na volta sete ele assumiu a sexta colocação. Na nove Reed e Anderson brigavam pelo terceiro e caíram e Dungey subiu para quarto. Na sequência ele passou Grant e Short chegando a segunda colocação, o que o deu o título por antecedência.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário