terça-feira, 26 de maio de 2015


O que o inglês Jonathan Rea vem fazendo na temporada 2015 do Mundial de Superbike é impressionante. Em cinco etapas (10 corridas) até Donington Park ele venceu oito e terminou as outras duas em segundo, sendo que vinha de quatro vitórias consecutivas. A grande pergunta que todos se faziam era se alguém seria capaz de pará-lo na etapa da Superbike em Donington Park.

Coube a Tom Sykes, campeão de 2013, e companheiro de Rea na Kawasaki o trabalho sujo. Ele venceu as duas do final de semana e conseguiu enfim, frear Rea. No entanto, o líder do campeonato manteve a média de vitória ou segundos lugares, pois terminou exatamente atrás de Sykes nas duas baterias. Leon Haslam, da Aprilia, foi foi o único que conseguiu andar no mesmo ritmo da dupla da Kawasaki.

Mas disputa pela vitória a parte, a grande notícia do final de semana foi o retorno do italiano Davide Giugliano as pistas. Ele havia se acidentado nos treinos de pré-temporada e ficou foram em recuperação até a etapa de Donington Park. Ele foi substituído por Troy Bayliss na Austrália e na Tailândia e por Javier Forés em Aragon e Assen. E voltou em grande estilo, marcando a pole, mas não brigou pela vitória.

Apesar de ter passado em branco na etapa, Rea ampliou ainda mais a vantagem na liderança, já que o vice-líder do campeonato é Haslam e não Sykes. Como Rea terminou a frente do piloto da Aprilia nas duas corridas, foi a 280 pontos contra 179 de Haslam, 178 de Sykes e 155 de Chaz Davies, que terminou as duas corridas em Donington na terceira colocação, superando Haslam no fim pelo briga do pódio.

A próxima etapa da temporada será no circuito do Algarve, em Portugal, no dia 7 de Junho, uma pista super desafiadora, com subidas e descidas, curvas cegas e de muita velocidade.

0 comentários:

Postar um comentário