domingo, 2 de agosto de 2015


O Mundial de Superbike foi até a Malásia neste final de semana para quarta última etapa da temporada. Como foi um ano extremamente dominante do inglês Jonathan Rea, havia até chances matemáticas de ele já sair de lá como campeão. E isto só não aconteceu por 91 milésimos. Depois de vencer a primeira prova, o piloto da Kawasaki precisava chegar a frente de Chaz Davies na segunda e os dois tocaram carenagem na última curva e Davies levou por apenas 91 milésimos, levando a decisão para Jerez.

A primeira corrida começou com amplo domínio de Tom Sykes, outro postulante ao título, que largou da pole e se mandou na frente enquanto Davies e Rea ficaram brigando pelo segundo posto. Mas com cinco voltas para o fim Sykes começou a perder rendimento. Aparentemente o para-lamas da moto começou a raspar o pneu. Desta forma ele foi superado pelos dois rivais. Na última volta Rea foi com tudo para cima de Davies e na última curva fez a ultrapassagem para vencer. O italiano Max Biaggi também passou por Sykes e foi ao pódio.

A segunda prova começou conturbada. Biaggi pulou melhor que todos e assumiu a liderança, mas na primeira curva foi tocado por Sykes e caiu. O piloto da Kawasaki também perdeu várias posições e teve que partir para a recuperação. Mas como 11 voltas para o fim ele caiu e perdeu tudo o que já havia recuperado. Com Sykes fora da zona de pontuação, bastava a Rea passar Davies para conquistar o título por antecipação. E ele foi pra cima, os dois chegaram a se tocar na última curva e rasgaram a reta lado a lado com Davies levando a vantagem por 91 milésimos.

A categoria entra agora no merecido descanso de verão e retorna as atividades apenas no dia 20 de Setembro em Jerez, na Espanha, e Rea precisa de muito pouco para se sagrar campeão. Ele que nas 20 corridas do ano conseguiu 20 pódios, sendo 12 vitórias, seis segundos lugares e dois terceiros, precisa apenas marcar seis pontinhos, considerando que Davies vença todas.

Confira abaixo como ficou a classificação final do campeonato:


1 Jonathan REA (GBR), 452
2 Chaz DAVIES (GBR), 308
3 Tom SYKES (GBR), 295
4 Leon HASLAM (GBR), 259
5 Jordi TORRES (ESP), 186
6 Sylvain GUINTOLI (FRA), 162
7 Michael VD MARK (NED), 125
8 Davide GIUGLIANO (ITA), 119
9 Alex LOWES (GBR), 112
10 Matteo BAIOCCO (ITA), 107

0 comentários:

Postar um comentário