quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016


Ninguém mais segura Ryan Dungey (KTM) no AMA Supercross. O piloto venceu pela terceira vez seguida na quarta etapa da temporada em Oakland. E desta vez foi com mais facilidade ainda. Ele fez o holeshot, disparou na ponta e mesmo aliviando no fim, venceu com mais de três segundos de vantagem para o segundo colocado. Mas antes de falar especificamente da corrida principal, vamos a história do fim de semana.

Na “Heat 1” James Stewart (Suzuki) saiu na frente. Ken Roczen (Suzuki), um dos favoritos da bateria, cruzou a primeira volta na sexta colocação, mas reagiu rápido. Passou Alex Ray (Honda) e Lawson Bopping (Yamaha) ainda na primeira volta e subiu pra quarto. A frente dele, Mike Alessi (Honda) pressionava Stewart pela ponta. Chegou a fazer a ultrapassagem, mas levou o troco. Daí Alessi perdeu o ritmo e foi superado por Eli Tomac (Kawasaki) e Roczen. A última volta foi eletrizante entre os três líderes. Tomac passou Stewart e Roczen tentou ir junto, mas Stewart cruzou a frente separados apenas por 12 milésimos. Cole Seely (Honda) ficou com a quarta vaga.

Na "Heat 2" Ryan Dungey já começou dominante, fazendo o "holeshot". Blake Baggett (Suzuki), que estava em terceiro, caiu na segunda volta e abandonou a corrida. Justin Brayton (KTM), que estava na quarta colocação, acabou superado no meio da corrida por Weston Peick (Yamaha) e Chad Reed (Yamaha). Vince Friese (Honda), que estava na segunda colocação, caiu na penúltima volta e deu adeus a classificação para a corrida principal. Além de Dungey, passaram Marvin Musquin (KTM), Peick e Reed.

Na "Semi 1" Mike Alessi fez o "holeshot", mas perdeu a liderança ainda nas primeiras curvas para Justin Brayton. Na segunda volta foi a vez de William Hahn (Kawasaki) também deixar Alessi para trás e assumir a vice-liderança. Daí para frente não houve mais mudança entre os três primeiros colocados. Blake Baggett e Cade Clason (Honda) ficaram com as outras duas vagas remanescentes.

Na "Semi 2" foi Jacob Weimer (Suzuki) que começou na frente, mas muito pressionado por Jason Anderson (Husqvarna). Na terceira volta o vencedor da primeira etapa do ano, enfim, conseguiu a ultrapassagem para cima do rival. David Millsaps (KTM) foi junto e Weimer caiu para a terceira colocação. Phillip Nicoletti (Yamaha) estava tranquilo em quarto, mas a briga pela última vaga foi bem disputada no fim. Vince Friese passou Thomas Hahn e Nicholas Schmidt e conseguiu a classificação.

Na repescagem Nicholas Schmidt cravou o "holeshot" e fez uma corrida tranquila, vencendo de ponta a ponta. Atrás dele, no entanto, aconteceram algumas movimentações. Deven Raper, que estava em terceiro, perdeu duas posições ainda nos primeiros giros para Lawson Bopping e Christophe Pourcel e caiu para quinto. Na segunda metade foi a vez de Adam Enticknap ser superado por Bopping e Pourcel, mas mesmo assim conseguiu a classificação com a quarta colocação.

Na corrida principal Ryan Dungey começou com tudo. Ficou com o "holeshot" e disparou sem dar chances aos rivais. Ken Roczen, que não largou tão bem, começou a escalar o pelotão logo cedo. Na quinta volta já estava em segundo depois de superar Marvin Musquin. A corrida passou um bom tempo sem nada te muito relevante acontecer até que no fim Jason Anderson travou um belo duelo contra Chad Reed e Cole Seely pela quarta colocação e levou a melhor. Desta forma ele empatou com Seely no campeonato com 75 pontos contra 97 de Dyngey.

A próxima etapa do AMA Supercross acontece já neste final de semana em Glendale. Confira abaixo o resultado final de Oakland.


0 comentários:

Postar um comentário