sábado, 26 de março de 2016



No último final de semana os pilotos do AMA Supercross foram até Detroit para a 11ª etapa da temporada. Na pista tivemos mais uma vitória de Ryan Dungey (KTM), mas o líder do campeonato acabou sofrendo uma punição de duas posições e caiu para o terceiro posto. Desta forma, Jason Anderson (Husqvarna), que havia assumido a segunda colocação no segundo giro, herdou a vitória com Marvin Musquin (KTM) logo atrás. Mas antes de chegar nos detalhes da corrida, vamos a história das etapa.

Na "heat1" o "holeshot" ficou com Ken Roczen (Suzuki), vencedor de Toronto. Mas ainda no primeiro giro ele foi superado por Trey Canard (Honda). Jason Anderson (Husqvarna) não largou tão bem e completou a primeira volta em sexto. Mas nos giros seguintes ele superou tanto Chad Reed (Yamaha) quanto Joshua Grant (Kawasaki) para chegar a quarta colocação. Além de Roczen, Canard e e Anderson, Justin Brayton (KTM) se classificou em terceiro.

Já na "heat2" o "holeshot" ficou com Ryan Dungey (KTM) que não tomou conhecimento dos rivais, foi-se embora e venceu com tranquilidade. Quem não teve muita sorte na disputa foi Marvin Musquin (KTM), que caiu no fim da primeira volta e desta forma viu as chances de se classificar ir por água abaixo. Os outros classificados foram Eli Tomac (Kawasaki), Cole Seely (Honda) e Justin Bogle (Honda).

Mas nada com uma classificatória após a outra. Na "semi1" Musquin fez uma baita largada, conquistou o "holeshot" e partiu para uma vitória fácil. Quem teve problemas foi Alex Ray (Honda) que caiu na primeira volta e deu adeus as chances de classificação. Além de Musquin se classificaram Blake Baggett (Suzuki), Joshua Grant (Kawasaki), Mike Alessi (Honda) e Nicholas Schmidt (Suzuki).

Vince Friese (Honda) fez o "holeshot" na "semi2", mas não durou muito tempo na frente. Foi logo superado pela dupla da Yamaha, Weston Peick e Phillip Nicoletti. Na briga pela quarta colocação Chad Reed (Yahama) passou Cody Gilmore (Kawasaki) e Jacob Weimer (Suzuki) foi junto. Reed e Weimer também passaram por Friese na sequência. Reed ainda teve forças para passar Nicoletti no fim. Os cinco classificados foram Peick, Reed, Nicoletti, Weimer e Friese.

Na repescagem, a prova mais movimentada, teve Nicholas Wey (Kawasaki) com "holeshot", mas ele foi superado por Cade Clason (Honda) ainda no início. Clason, no entanto, errou um salto no giro seguinte, perdeu o equilíbrio e tomou o troco de Wey. Tony Archer (Kawasaki) foi para cima de Clason na briga pela segunda colocação, mas os dois acabaram se tocando e caíram e perderam as chances de se classificarem. Os outros que conquistaram vaga foram Jeff Alessi (Honda), Cody Gilmore (Kawasaki) e Kyle White (Honda).

Na corrida Dungey começou melhor e fez o "holeshot", mas Musquin tentou evitar que o piloto da KTM vencesse mais uma. Conseguiu passar Dungey ainda no início, mas na segunda volta tomou o troco e não teve mais o que fazer. Ryan Dungey fez uma prova tranquila e conquistou a vitória. Mas no meio da corrida Jacob Weimer caiu e precisou ser socorrido pela equipe médica. Os bandeirinhas sinalizaram com a bandeira médica, mas Dungey provavelmente não viu e não diminuiu a velocidade. Com isto ele sofreu uma punição de duas posições no fim e perder a vitória.

Musquin, apesar de não conseguir acompanhar Dungey, fez uma prova tranquila na segunda colocação até a última volta, quando errou um salto e caiu. Jason Anderson, que havia superado Justin Brayton na quinta volta pelo terceiro posto, se aproveitou e passou Musquin. Com a punição de Dungey, a vitória caiu no colo dele, a segunda da temporada, já que ele havia vencido na abertura do campeonato em Anaheim. A corrida foi marcada por algumas quedas. Além da de Weimer, já citada, também caíram Cole Seely e Trey Canard.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário