sexta-feira, 1 de abril de 2016


Depois do Qatar e da Tailândia, no último final de semana foi a vez da Holanda receber os pilotos do Mundial de Motocross (MXGP) para o Grande Prêmio da Europa. E o francês Romain Febvre (Yamaha), atual campeão da categoria, que já havia vencido no overall na Tailândia, repetiu a dose. Depois de ser apenas o terceiro na primeira corrida, ele venceu a segundo e contou com os problemas dos rivais mais próximos para levar a vitória no geral.

O esloveno Tim Gajser (Honda), grande sensação da temporada, voltou a aparecer em grande estilo. Venceu a primeira corrida com grande facilidade, depois de fazer o "holeshot" e levar o carro na ponta até a bandeirada final. Ele venceu com 5,431 segundos de vantagem para Maximilian Nagl (Husqvarna). O francês Gautier Paulin (Honda) não participou da etapa, pois se lesionou durante um treino na semana anterior e ficou de fora.

No início Febvre até tentou passar por Gajser e pressionou o rival por algumas voltas, mas logo não teve ritmo para acompanhar o piloto da Honda. Daí ele ficou sob o ataque de Nagl e na 11ª volta acabou superado pelo alemão e caiu para terceiro. Evgeny Bobryshev (Honda) foi o quarto e Jeremy Van Horebeek (Yamaha) o quito colocado.

Na segunda corrida quem começou na frente, dando as cartas, foi o italiano Antonio Cairoli (KTM). Ainda no primeiro giro ele foi superado por Gajser, mas o esloveno errou no segundo giro, caiu para sexto e cedeu novamente a liderança para Cairoli. Febvre, que estava em segundo, caiu na segunda volta, mas se levantou rapidamente e perdeu apenas uma posição para Van Horebeek.

Gajser estava irreconhecível e na volta quatro cometeu outro erro, perdendo um pouco mais de tempo com relação aos ponteiros e na volta sete repetiu o erro. Só que nesta última vez o motor acabou desligando e o prejuízo foi ainda maior. Lá na frente Febvre esboçava uma recuperação e com duas voltas para o fim passou Van Horebeek pelo segundo posto. Ele não parou por aí, acelerou forte e nas últimas curvas passou Cairoli para vencer a corrida.

O mundial retorna a ação agora no dia 10 de abril na Argentina.

0 comentários:

Postar um comentário