quarta-feira, 6 de abril de 2016


Depois de vencer, mas não levar em Detroit, depois de uma punição, Ryan Dungey acumulou três corridas longe do ponto mais alto do pódio. Mas no último final de semana o piloto da KTM colocou fim a espera e venceu em Santa Clara no melhor estilo Dungey. Assumiu a ponta ainda no início e foi embora, detonando com a concorrência. No fim ele terminou 1,374 segundos a frente de Ken Roczen. Jason Anderson completou o pódio na terceira colocação, mas mais de 15 segundos atrás Dungey. Mas vamos contar a história da etapa.

Na "Heat1" o "holeshot" ficou com Mike Alessi, mas ele foi superado por Jason Anderson ainda na primeira volta. Quem não começou nada bem foi Trey Canard, que caiu logo no início. Ken Roczen, que também passou Alessi, começou a pressionar Anderson na parte final e conseguiu a ultrapassagem na penúltima volta e venceu a corrida. Chad Reed, que havia caindo para quinto no início, conseguiu superar Justin Barcia e Alessi e terminou em quarto. As perdas de posições do piloto da Honda parou por aí e ele conseguiu a classificação com a quarta colocação.

Já na "Heat2" o "holeshot" ficou com Marvin Musquin, mas ele também não conseguiu ficar na posição por muito tempo. Ryan Dungey e James Stewart logo passaram por ele. Os três ficaram estáveis nas posições até o fim e se classificaram. Mas a briga pela última vaga esquentou. Joshua Hansen era o quarto nos giros iniciais, mas perdeu a posição para Justin Brayton na volta quatro. Justin Bogle também passou por Hansen e partiu para cima de Brayton nas ultimas curvas. Conseguiu a ultrapassagem e conseguiu a classificação.

Nicholas Wey fez o "holeshot" na "Semi1" e conseguiu ficar na ponta até a segunda volta. Daí, no entanto, foi superado por Eli Tomac. Também no segundo giro Vince Friese e Jacob Weimer, que brigavam pela quarta colocação, acabaram se chocando e caíram. Nicholas seguiu perdendo posições e no giro seguinte perdeu a posição para Trey Canard e Weston Peick. Tomac tentou passar Canard no fim, mas não conseguiu e terminou em segundo. Além dos dois se classificaram Peick, Wey e Jacob Weimer, que se recuperou do acidente no início e terminou em quinto.

Na "Semi2" Joshua Grant ficou com o "holeshot" seguido de Justin Brayton. Os dois foram assim até o fim e confirmaram a classificação. Mas na briga pela terceira colocação, Blake Baggett passou Joshua Hansen nos metros finais pra ficar com a posição. A disputa pela última colocação também foi quente. Nicholas Schmidt ocupava a posição, mas foi superado por Justin Barcia na última volta e teve que ir para repescagem buscar a classificação. A "LCQ" teve muito pouca briga. Cade Clason fez o "holeshot", mas perdeu a posição para Schmidt na volta três, que venceu. Clason se classificou em segundo, Alex Ray em terceiro e Vince Friese em quarto.

A corrida principal começou conturbada. Jason Anderson fez o "holeshot", mas acabou se chocando com Justin Brayton que caiu na primeira curva. Nicholas Schmidt, que estava logo atrás, também caiu. Daí Ryan Dungey aproveitou para tomar a ponta seguido de Justin Bogle. Os dois brigaram entre si, chegaram a inverter posição, mas Bogle levou o troco. Em seguida ele perdeu a posição para Ken Roczen, que também tentou superar Dungey, mas não conseguiu. Bogle seguiu perdendo posições nos giros seguintes para Anderson, Chad Reed e Trey Canard. Daí para frente quase não teve mais mudanças, a não ser a queda de James Stewart, e Dungey venceu mais uma.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário