quinta-feira, 14 de abril de 2016


No último final de semana foi a vez de Indianapolis receber os pilotos do AMA Supercross para mais uma etapa da temporada e a corrida foi sem dúvida umas das melhores do campeonato. A briga pela vitória movimentou praticamente todas as 20 voltas da corrida e no fim Ryan Dungey (KTM) venceu mais uma, a sétima dele no ano. Desta forma ele ficou muito próximo de garantir o título já na próxima etapa em St. Louis. Basta que ele faça mais que cinco pontos com relação a Ken Roczen (Suzuki). Vamos a história do final de semana.

Na "Heat1" o "holeshot" ficou com Justin Brayton (KTM) seguido de Jason Anderson (Husqvarna). Atrás deles, na briga pela terceira colocação, Ryan Dungey (KTM) superou Mike Alessi (Honda) pelo terceiro posto no fim da primeira volta. Eli Tomac (Kawasaki) acabou também superando Alessi pra ficar com a última vaga. Lá na frente Brayton não suportou a pressão dos rivais e acabou perdendo a posição tanto para Anderson quanto para Dungey, mas mesmo assim, se classificou em terceiro.

Já na "Heat2" foi Justin Bogle (Honda) que fez o "holeshot", mas ele foi superado por Ken Roczen (Suzuki) ainda no primeiro giro. Daí Christophe Pourcel (Husqvarna), que estava em quarto, levou um tombo muito feio, mas por sorte, o piloto nada sofreu. Bogle passou então a ser pressionado por Trey Canard (Honda) e na penúltima volta acabou perdendo a posição. No entanto, ele garantiu a classificação com a terceira posição. A última vaga ficou com Joshua Grant (Kawasaki) que herdou a vaga depois da queda de Pourcel.

Mike Alessi fez o "holeshot" na "Semi1" e atrás dele, na briga pela vice-liderança, Weston Peick pressionava Christophe Pourcel até que conseguiu a ultrapassagem. Porém, Peick caiu no giro seguinte e deu adeus as chances de classificação. Broc Tickle (Suzuki) e Nicholas Schmidt (Suzuki) também se classificaram com tranquilidade. A última vaga, no entanto, foi definida só no fim. Cade Clason (Honda) herdou a vaga depois que Jeff Alessi (Honda) escapou da pista no último giro e perdeu a posição.

Na "Semi2" Blake Baggett (Suzuki) fez o "holeshot" e venceu de ponta a ponta com certa tranquilidade. Chad Reed (Yamaha), que estava em segundo, seguiu mais ou menos o mesmo script e chegou até o fim sem ser incomodado. Daí para trás a história foi diferente. Vince Friese (Honda) que estava em terceiro não conseguiu segurar a classificação. Primeiro perdeu a posição para Justin Barcia (Yamaha), depois para Jacob Weimer (Suzuki) e por fim para Nicholas Wey (Kawasaki) e desta forma teve que ir buscar a vaga na repescagem.

E na "LCQ" lá estava Friese novamente se destacando. Fez o "holeshot", mas ainda na primeira volta foi superado por Jeff Alessi. Friese, no entanto, conseguiu dar o troco e levou junto Weston Peick. Os dois, que já tem histórias de batalhas na temporada, deram início a uma briga pela vitória e Peick passo Friese para levar. O piloto da Honda, no entanto, se classificou em segundo. Alessi ainda perdeu a posição para Tony Archer (Kawasaki), mas se classificou na quarta colocação.

Definidos os 22 pilotos, lá foram eles para a corrida principal. Mike Alessi fez o "holeshot", mas logo foi superado por Ryan Dungey e Ken Roczen. Os dois líderes do campeonato deram então a uma briga feroz pela liderança. Roczen não deixava Roczen escapar e chegou a ultrapassar o rival com quatro voltas para o fim, depois de um erro de Dungey. Mas o piloto da Suzuki também errou em seguida e Dungey recuperou a ponta e venceu a corrida. Jason Anderson terminou em terceiro depois de uma bela prova de recuperação.

Confira abaixo o resultado final da corrida:


0 comentários:

Postar um comentário