sábado, 13 de agosto de 2016


O esloveno Tim Gajser ficou muito próximo do título do MXGP logo em sua primeira temporada após a vitória de uma das corridas na Suíça. Novamente ele e Antonio Cairoli dominaram a cena e protagonizaram um belo show na pista num duelo franco pela vitória. Cairoli levou a melhor na primeira, depois de fazer o "holeshot". Ele contou com uma queda do rival da Honda para vencer.

Mas na segunda corrida Gajser não deu chances ao azar. Fez o "holeshot" e esteve o tempo todo entre os primeiros. Teve que suportar a forte pressão do italiano da KTM, mas conseguiu segurar bem a posição e venceu. Com isto a diferença de Gajser para Cairoli no campeonato subiu para 99 pontos e dependendo dos resultados na próxima etapa na Holanda, ele já saíram como campeão, restando ainda duas provas para o fim da temporada.

Corrida 1

Gautier Paulin fez o "holeshot", mas foi superado por Antonio Cairoli na sequência. Tim Gajser caiu na primeira volta e teve que partir para a recuperação. Clement Desalle, que fechou a primeira volta em sexto, passou por Tommy Searle na abertura do segundo giro e foi para cima de Jeremy Van Horebeek. Era a briga da corrida nos minutos iniciais. Na volta seis, enfim, ele conseguiu passar pelo piloto da Yamaha.

Depois da metade da corrida a briga era pela segunda colocação com Febvre pressionando Paulin. O piloto da Honda acabou cometendo um erro e o da Yamaha assumiu a posição. Mas Febvre caiu na parte final da corrida e perdeu algumas posições. Cairoli seguia supremo na liderança e venceu com com cerca de sete segundos de vantagem para Gautier Paulin. Clement Desalle completou o pódio em terceiro e Gajser foi o nono.

Corrida 2

Tim Gajse fez o "holeshot", mas Antonio Cairoli deu o troco na segunda curva para liderar a corrida. Romain Febvre caiu na primeira volta e perdeu várias posições. Na quinta volta Gajser, que não saiu da cola do italiano na briga pela ponta, o superou e pulo para primeiro. Mas daí foi Cairoli que não desistiu e ficou atacando o jovem piloto da Honda.

Febvre, numa recuperação impressionante, passou por Glenn Coldenhoff na sete pela terceira colocação. Na volta 10 Febvre alcançou Cairoli e passou o italiano para ficar com a segunda colocação. Na parte final ele colou em Gajser e os dois começaram um duelo pela vitória. Gajser conseguiu, no entanto, segurar o avanço do rival e venceu a corrida.

0 comentários:

Postar um comentário