domingo, 7 de maio de 2017


Las Vegas foi palco nesta noite da decisão do Monster Supercross. De um lado Ryan Dungey (KTM) e do outro Eli Tomac (Kawasaki). Dungey tinha uma vantagem na pontuação que permitia ele chegar até na quarta colocação caso Tomac vencesse. E os dois partiram para o embate direto algumas vezes na corrida. No fim Jason Anderson (Husqvarna) se aproveitou do enrosco entre os dois, tomou a ponta e venceu.

Blake Baggett fez o "holeshot", mas Dungey assumiu a liderança já na segunda curva. Tomac foi junto e os dois postulantes ao título estavam nas duas primeiras posições. Com cerca de quatro minutos de corrida Tomac passou Dungey, mas forçou para cima do rival para tentar desequilibrá-lo e fazê-lo perder mais posições. Deu certo e Anderson foi junto.

Dungey, no entanto, não estava disposto em jogar com o regulamente embaixo do braço e deixou Anderson para trás. Tomac, sabendo que não adiantava nada vencer com o rival atrás dele, segurou o ritmo para forçar outra disputa. Mais uma vez eles se tocaram e Dungey foi pra fora da pista, mas para sorte dele tinha um caminho próximo para voltar e ele não perdeu posições.

No entanto Anderson, Ryan Reed e Joshua Grant, que estavam atrás, colaram neles. Reed e Anderson proporcionaram uma bela briga pelo terceiro posto, até se tocarem e quase caírem. Na última volta Tomac tentou a última cartada, bem controvérsia. Deixou Dungey passar e foi pra cima dele novamente, tentar um toque. Os dois acabaram se atrapalhando e Anderson passou e venceu. Tomac foi segundo, Grante terceiro e Dungey, como quarto posto, campeão.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

0 comentários:

Postar um comentário