terça-feira, 27 de fevereiro de 2018



Davide Brivio, chefe de equipe da Suzuki, disse estar otimista quanto às possibilidades de a marca japonesa possuir uma equipe satélite já em 2019.

Vindo de uma temporada de claro passo para trás, sem conseguir nenhum pódio no ano e com os dois pilotos sofrendo demasiadamente para conseguir domar a GSX-RR, Brivio afirmou, ainda no fim da temporada passada, que a equipe sofria por não ter uma equipe satélite que a ajudasse a melhorar seu equipamento, dividindo o processo de desenvolvimento.

Todas as montadoras estabelecidas na MotoGP atualmente possuem equipes satélite que ajudam as respectivas equipes de fábrica em diversos aspectos, dentre eles, no desenvolvimento de pilotos e equipamentos. É o caso da Pramac com relação à Ducati, da LCR com a Honda e da Tech 3 com a Yamaha.

Ainda que não exista confirmação, é dado como certo nos ambientes internos do certame que a Suzuki negocia com a Marc VDS, que passaria a usar já a partir da próxima temporada um par de GSX-RR.

0 comentários:

Postar um comentário