domingo, 25 de março de 2018


Chaz Davies escalou grande parte do grid do mundial de superbike para ficar com a vitória na corrida 2 da Tailândia, sua primeira vitória na temporada. Conquistando posições muito rapidamente e depois conseguindo encaixar voltar rápidas na parte final da corrida, Davies conseguiu ultrapassar os principais concorrentes com facilidade para cruzar a linha de chegada na frente. Aproveitou-se de dificuldades por parte da Kawasaki que viu Tom Sykes, que havia largado da primeira fila, abandonar com problemas na moto ainda na metade da prova e Jonathan Rea, de forma nem um pouco convencional, cometer uma série de erros durante toda a corrida, o que complicou bastante seu ritmo de corrida. Foi a primeira vez desde a estreia o circuito tailandês do calendário, em 2015, que a Ducati venceu em Buriram. 

Para assumir a liderança Davies teve que ultrapassar as duas motos da Yamaha. Andando bem desde a abertura da temporada, a Yamaha alcançou seu melhor desempenho até aqui. No início da prova Alex Lowes e Michael Van der Mark ocupavam as duas primeiras posições, inclusive - como já está virando costume - brigando entre eles. O domínio da Yamaha na frente só foi quebrado na abertura da segunda parte da corrida quando um impressionante Davies conseguia, com sobras, ser o piloto mais rápido da pista. Essa corrida é mais um marco de força dessa YZF-R1 da Yamaha que pela segunda vez desde seu retorno ao mundial consegue ir com duas motos para o pódio, com Van der Mark segundo e Lowes terceiro.

Rea recuperou-se no final da corrida para ultrapassar Xavi Forés pela P4. Em mais uma corrida muito regular, Forés fechou na quinta colocação e continua sua ótima temporada até aqui. Leon Camier e Marco Melandri viveram um replay da corrida de sábado. Camier largando na pole, por conta da regra do grid invertido, até se manteve entre os três primeiros colocados por algumas voltas mas ao decorrer da prova foi perdendo ritmo, conseguindo ainda fechar na P6. Melandri, de novo brigando com a traseira extremamente nervosa de sua Panigale R, fechou a corrida em uma decepcionante sétima colocação que o fez perder a liderança do campeonato.

Outro grande destaque da corrida foi Toprak Razgatlıoglu. O turco conseguiu neste tarde de Buriram seu melhor resultado no mundial até aqui. Na oitava posição, o atual vice campeão da Superstock 1000 conseguiu se colocar a frente da Aprilia de Lorenzo Savadori, mais uma vez apagado, e da Honda privada de P.J. Jacobsen, outro estreante marcando seu melhor resultado na temporada, que fecharam o top10.