sábado, 24 de março de 2018



Pole position, recorde da pista, volta mais rápida da corrida e vitória, uma apresentação de fato dominante imposta pelo atual tricampeão Jonathan Rea para vencer sua primeira corrida no ano. Liderando desde as primeiras atividades de pista, Rea manteve-se a frente na largada para, ainda que rapidamente ameaçado por Tom Sykes, seu companheiro na Kawasaki, abrir uma boa vantagem já na volta 5 e a partir daí não perder mais, completando a corrida com uma vitória de ponta a ponta. 

Outro grande destaque da corrida foi Xavi Forés ,largando da quinta colocação o espanhol da Barni Ducati fez uma corrida absolutamente impecável, andando sempre no grupo da frente e fazendo uma bela e importante ultrapassagem em cima de Leon Camier para pegar a segunda colocação e não mais perder. Esse foi o melhor resultado da carreira de Forés no mundial de superbike. Escalando o grid, assim como já havia feito na Austrália, Chaz Davies conseguiu se recuperar depois de largar apenas da nona colocação. Davies vem sofrendo bastante desde a pré-temporada para conseguir colocar velocidade na Panigale R em uma única volta rápida, mas no ritmo de corrida a moto realmente vem para frente. Com uma ultrapassagem nas últimas voltas em cima de Camier, Davies conseguiu a terceira colocação.

Apesar de ter perdido posições cruciais no final que lhe custaram um pódio, é necessário destacar e aplaudir o trabalho realizado por Camier. O britânico parece ser o único capaz de fazer Honda CBR 1000RR andar no ritmo dos ponteiros. Largou da primeira fila e se manteve durante grande parte da corrida na segunda colocação, inclusive ganhando uma bela briga por posições com Sykes. No final, com clara degradação acentuada no pneu traseiro, não conseguiu segurar os adversários que o atacavam constantemente por uma posição no pódio. Para a Honda fica uma ponta de esperança, já que esse é o primeiro resultado de fato marcante dessa moto que estreou no certame no início da temporada passada. 

Mais uma vez as Yamahas fizeram um show particular, com seus pilotos brigando entre si em partes pontuais da corrida. No final, Sam Lowes fechou na quinta colocação, com Van der Mark em sétimo. A sexta colocação ficou com um decepcionante Sykes que, depois de largar da sua segunda colocação e até pressionar Rea nas primeiras voltas, foi perdendo ritmo e posições durante toda a corrida. A outra decepção da corrida foi Marco Melandri - vencedor das duas corridas disputadas na Austrália - que, brigando com vibração na parte traseira da moto, não conseguiu andar no ritmo do grupo principal e fechou a prova na oitava colocação. Michael Laverty (P9) e Jordi Torres - que largou da quarta colocação mas não teve ritmo para continuar no grupo da frente, fecharam o top10.

A vitória deixa Rea na segunda colocação do campeonato, apenas dois pontos atrás de Melandri. Xavi Forés é o terceiro com 49 pontos, 9 atrás do líder. 

A corrida 2 da Tailândia será disputada no domingo, as 06:00 da manhã. 


0 comentários:

Postar um comentário