sexta-feira, 16 de março de 2018


A Yamaha confirmou a renovação do acordo com o sete vezes campeão mundial. Novo contrato manterá Rossi na fábrica de Hamamatsu até o fim de 2020. Na MotoGP, a parceria Rossi-Yamaha já gerou 56 vitórias e 4 títulos (2004, 2005, 2008 e 2009).

Nas últimas semanas Rossi já havia afirmado publicamente a intenção de renovar o acordo, que inicialmente se encerraria no fim deste ano. Com 39 anos recém completados, e caso cumpra o novo contrato até o fim, ele se tornará um dos poucos pilotos na história recente a correr já estando na casa dos 40 anos, o último foi Colin Edwards em 2014.

"Quando eu assinei meu último contrato com a Yamaha, em março de 2016, me perguntei se esse seria o último contrato como piloto de MotoGP. Nos últimos dois anos, cheguei à conclusão de que eu quero continuar porque correr, ser um piloto de MotoGP, é algo que me faz bem, especialmente pilotando minha M1".

Nesse final de semana, no Catar, Rossi partirá para sua 23º temporada no mundial, a 19º só na classe principal. Maverick Vinãles, companheiro de Rossi na Yamaha, já havia renovado seu acordo para também permanecer na equipe até 2020.

0 comentários:

Postar um comentário