sábado, 7 de abril de 2018


Jack Miller aproveitou as condições complicadas do asfalto argentino para conseguir uma pole  um tanto quanto inesperada. 

Quando o cronômetro já estava zerado e todos parabenizavam Dani Pedrosa pela sua 50º pole no mundial, Jack Miller surgiu como uma sombra, quase esquecido, e marcou a volta mais rápida da classificação em Termas de Rio Hondo, um verdadeiro show do australiano. Miller, dono de uma vitória na MotoGP - em Assen 2016, colocou os pneus slicks e aproveitou a secagem contínua da pista para cruzar a linha de chegada por último e ficar com a primeira colocação. Foi a primeira pole de Miller no certame, além de a primeira de um australiano desde Casey Stoner em Phillip Island 2012. 

Dani Pedrosa, o virtual pole até depois do cronômetro já estar zerado, teve de se contentar com a segunda colocação após a volta impressionante do piloto da Pramac Ducati. Ao lado do espanhol, fechando a primeira fila podemos encontrar Johann Zarco que conquistou sua sexta visita consecutiva à primeira fila do grid de largada. Para assumir tal posição, Zarco teve que no final bater o tempo de um impressionante Tito Rabat. Por muito pouco o piloto da Avintia Ducati não classificou na primeira fila pela primeira vez em sua carreira na MotoGP, mas de qualquer forma, a quarta colocação no grid de largada já é a melhor posição para o piloto espanhol em seus três anos na categoria.

A terceira fila será completada por Alex Rins e Marc Marquez, que saiu da sessão desapontado por ter classificado apenas na sexta colocação depois de uma série de poles nos últimos em terras argentinas, além do ritmo impressionante mostrado durante os treinos livres neste final de semana. A quarta fila será composta por Aleix Espargaró e Andrea Dovizioso, dois pilotos que vieram do Q1, e Viñales, em mais uma classificação decepcionante para a equipe de fábrica da Yamaha. Cal Crutchlow fechou o top10, com Valentino Rossi na décima primeira colocação. 

A Ducati, que sofreu durante todos os treinos livres, foi obrigada a assistir seus principais pilotos terem que passar pelo Q1 para avançar à parte principal da classificação, com apenas Dovizioso conseguindo fazê-lo de fato. Jorge Lorenzo largará apenas da 14º colocação, enquanto um confuso Danilo Petrucci sairá da 18º posição. 

Xavier Simeon, com volta em 1min50.364s, foi o melhor entre os estreantes e sairá da 17º colocação.

0 comentários:

Postar um comentário