sábado, 7 de abril de 2018


O futuro do motocross está nas categorias de base. Os pilotos da equipe Honda Racing trocaram experiências com competidores das classes 50cc, 65cc e MXJr neste sábado (7), durante a segunda etapa do Campeonato Brasileiro da modalidade. O assunto foi a pista do Motódromo Pedro Coelho, em Rancho Queimado, Santa Catarina, palco das disputas. Os pilotos Jetro Salazar e Hector Assunção, da MX1, e Gustavo Pessoa e Lucas Dunka, da MX2, deram dicas valiosas sobre o circuito, marcado por terreno duro e argiloso.

“O nosso objetivo foi esclarecer as dúvidas dos jovens talentos do esporte. Quanto mais rápidos ele forem hoje, mais base e velocidade terão para disputar as categorias principais daqui a alguns anos”, disse o paranaense Cale Neto, chefe de equipe da Honda Racing. O paulista Hector Assunção, detentor de seis títulos nacionais – três deles nas categorias de base –, já esteve no lugar dos jovens pilotos.

“Eu tive a sorte do meu irmão mais velho, o Roosevelt Assunção, ser campeão brasileiro e me passar várias dicas de pilotagem. Essa troca de experiências é importantíssima para os pilotos da categoria de base. Todos que participaram da nossa conversa ficaram muito interessados e interagiram bastante com a gente, tenho certeza de que as dicas vão fazer diferença para eles”, concluiu Hector Assunção. 

Corridas neste domingo – As corridas da segunda etapa do Brasileiro de Motocross prometem fortes emoções para este domingo (8). O equatoriano Jetro Salazar fez o melhor tempo dos treinos cronometrados da MX1, realizados neste sábado, com 2,28 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, o espanhol Carlos Campano. “A pista é técnica, a cada volta forma muitos buracos e canaletas. Fizemos um bom ajuste na suspensão e a moto estava perfeita, eu me senti muito bem na pista”, contou Salazar.

O piloto acelera a motocicleta Honda CRF 450R, assim como Hector Assunção, que lidera a categoria MX1 e fez o sétimo tempo dos treinos cronometrados, mesmo após uma queda. Na classe MX2, com as motocicletas Honda CRF 250R, o paulista Gustavo Pessoa foi o segundo colocado na tomada de tempos o catarinense Lucas Dunka, o quarto. A equipe Honda Racing de Motocross conta com o patrocínio de Honda, Alpinestars, Bell, D.I.D e Mobil.

Campeonato Brasileiro de Motocross – 2ª etapa
Rancho Queimado (SC)

Treinos cronometrados
MX1
1 – Jetro Salazar – 1min38seg361 – Honda CRF 450R
2 – Carlos Campano – 1min40seg64
3 – Paulo Alberto – 1min41seg62
7 – Hector Assunção – 1min44seg33 – Honda CRF 450R

MX2
1 – Fábio Santos – 1min42seg18
2 – Gustavo Pessoa – 1min43seg27 – Honda CRF 250R
3 – Pepê Bueno – 1min43seg49
4 – Lucas Dunka – 1min43seg86 – Honda CRF 250R

Foto: Gaspar Nóbrega/Mundo Press

0 comentários:

Postar um comentário