terça-feira, 22 de maio de 2018



O espanhol Albert Arenas não cruzou a linha de chegada em primeiro mas foi o vencedor da etapa de Le Mans. Em uma corrida com um fim mais do que caótico, o jovem conseguiu sobreviver as quedas e punições que atingiram os pilotos da ponta da tabela para sair da frança com a primeira vitória de sua carreira no mundial de motovelocidade. 

A prova caminhava para o fim tendo Fabio Di Giannantonio, Jorge Martin e Marco Bezzecchi como principais concorrentes a vitória. Os três pilotos foram responsáveis por trocar de posições nas três primeiras colocaões durante grande parte da prova, com Bezzecchi segurando a tão disputada liderança na parte final da etapa. Foi na penúltima volta quando Di Giannantonio tentou, e conseguiu, realizar um movimento arriscado por dentro para pegar a primeira colocação, que começou um verdadeiro show de mudanças, com o então líder Bezzecchi perdendo o controle de sua moto e indo ao chão quando tentou de forma desesperada retornar ao acelerador o mais rápido que pôde, e com Jorge Martin, que vinha na terceira colocação, sendo atingido pela moto de Bezzechhi e também indo para o chão. 

A vitória de Di Giannantonio foi triunfante, porém apenas até alguns momentos depois da bandeira quando foi confirmada a punição de três segundos para o piloto da Gresini por ter cortado a curva 9 quando faltavam seis voltas para o fim. Cabe adicionar que outros pilotos como Kornfeil  e Antonelli também sofreram punições pós corrida por corte de curva, ainda que mais brandas que a de Di Giannantonio.

No meio de todo este caos, Albert Arenas completou uma prova muito consciente e longe de erros e confusões para ficar com a improvável vitória. Andrea Migno e Marcos Ramirez aproveitaram a confusão no fim da prova para ficarem com as posições no pódio. Foi o primeiro pódio de Migno no ano, enquanto Ramirez encaixou a segunda visita seguida ao pódio já que foi terceiro colocado também na corrida anterior, realizada em Jerez. 

Depois da punição Fabio Di Giannantonio fechou a corrida na quarta colocação, com Antonelli completando o top5. Jakub Kornfeil fechou a prova na sexta colocação mesmo depois de passar/pular por cima da moto de Enea Bastianini no fechamento da penúltima volta. Nenhum dos dois pilotos ficou ferido no acidente. 

Tony Arbolino - em sua melhor corrida na temporada, Arón Canet, Tatsuki Suzuki e Jaume Masiá completaram o top10. Marco Bezzecchi e Jorge Martín não completaram a corrida depois do acidente.