quinta-feira, 17 de maio de 2018


A Suzuki confirmou o acordo para extensão de contrato com Alex Rins até o fim de 2020.

O espanhol de 22 anos está em sua segunda temporada na classe principal do mundial de motovelocidade depois de impressionar a todos na Moto2. Depois de um primeiro ano complicado, com lesões que o impediram e participar de todas as provas da temporada, Rins continua sofrendo com abandonos, 3 em 4 corridas em 2018, mas como paralelo o piloto de Barcelona conquistou ainda na segunda etapa do ano - na Argentina - sua melhor colocação na MotoGP após alcançar o pódio na terceira colocação.

Ainda que o número de abandonos impressione, o ritmo de Rins neste início de temporada é algo que pode e deve ser destacado. Sempre com boas largadas, o #42 vem conseguindo largar e manter um bom ritmo no início das corridas, mas acabou - na maioria dos casos - sucumbindo a erros na segunda parte das provas.

A Suzuki, voltando a brigar regularmente por pódios, assegura assim a continuação do trabalho com o jovem talento que há muito vem sendo cortejado. No entanto, do outro lado da garagem a situação ainda está totalmente aberta. Andrea Iannone não apresentou em 2017 o melhor dos desempenhos e logo foi alvo de críticas, porém o cenário pode ter mudado graças aos recentes resultados do italiano.

0 comentários:

Postar um comentário