terça-feira, 22 de maio de 2018


Poucas semanas depois de encerrada a temporada 2018 do AMA Supercross, os pilotos já voltaram a ação, desta vez no Motocross. Eli Tomac (Kawasaki) foi o grande nome da abertura, já que venceu tanto a Moto1 quanto a Moto2 na categoria 450sx. Tomac era um dos favoritos ao título da Supercross, mas uma contusão após uma queda no início da temporada fez ele perder uma corrida o que foi crucial para a não concretização das ambições dele. Segue abaixo um relato das duas provas em Hangtown.

Moto1

Christian Craig (Honda) fez o “holeshot” no início seguido de Jason Anderson (Husqvarna) e Justin Barcia (Yamaha). Ken Roczen (Honda), de volta depois de longo período de ausência devido a contusão, passou por Barcia e foi brigar contra Anderson pela vice-liderança. Marvin Musquin (KTM) se juntou aos dois na briga. Enquanto Roczen perdia rendimento, Anderson ia para cima de Craig e assumia a liderança da corrida.

Tomac, que até então estava apagado, começou a aparecer. Passou Roczen, Barcia e Musquin para chegar a terceira colocação. Mas Musquin conseguiu dar o troco e passou Craig na sequência. Tomac fez o mesmo e o piloto da Honda caiu para quarto. Na sequência Craig caiu e deu adeus a bela prova que vinha fazendo.

Musquin e Tomac seguiram avançando e passaram Anderson logo em seguida, pulando para primeiro e segundo. Barcia que vinha em terceiro fez o mesmo no giro seguinte e o piloto da Husqvarna caiu para quarto. Daí Musquin, que fazia uma prova impecável, deu uma pequena escapada de pista, suficiente para ser superado por Tomac e não mais conseguir recuperar, Desta forma o piloto da Kawasaki confirmou a vitória.

Moto2

O “holeshot” ficou com Phil Nicoletti (Suzuki), mas ainda no primeiro giro foi superado por Barcia. No terceiro giro Anderson, que também havia passado por Nicoletti, deixou Barcia para trás para assumir a ponta e atrás deles Roczen foi outro que despachou Nicoletti. O piloto da Suzuki foi facilmente engolido pelo pelotão que vinha atrás nos giros seguintes.

Musquin começou então a aparecer, passou por Barcia e Roczen para chegar a segunda colocação. Tomac que escalava o pelotão junto com Musquin, caiu, mas levantou rapidamente e perdeu apenas poucos segundos. Musquin não demorou a colar em Anderson e fazer a ultrapassagem pelo primeiro posto.


No giro seguinte foi a vez de Tomac deixar o campeão da Supercross para trás, assumindo a vice-liderança. O duelo pela vitória da Moto1 voltou a se repetir com Tomac pressionando Musquin, Desta vez o piloto da KTM não errou, mas foi superado assim mesmo por Tomac que partiu para a vitória, a segunda no final de semana.

Confira abaixo como ficou a classificação do campeonato:
1
    Eli Tomac
50
2
    Marvin Musquin
44
3
    Justin Barcia
40
4
    Jason Anderson
33
5
    Blake Baggett
32
6
    Weston Peick
30
7
    Benny Bloss
27
8
    Christian Craig
26
9
    Phil Nicoletti
24
10
    Bradley Taft
21
11
    Ken Roczen
20
12
    Kyle Chisholm
19
13
    Cody Cooper
15
14
    Dylan Merriam
14
15
    Jake Masterpool
14
16
    Kyle Cunningham
8
17
    Ben LaMay
8
18
    Brandan Leith
5
19
    Toshiki Tomita
4
20
    Brandon Scharer
3