sábado, 19 de maio de 2018



Na etapa de casa Johann Zarco conseguiu fazer uma classificação absolutamente perfeita para ficar com a pole na frente de sua torcida, sua segunda pole no ano e quarta na MotoGP.

A pole de Zarco é a primeira de um piloto francês em Le Mans desde Christian Sarron em 1987. 

A volta em 1min31.185s foi boa o suficiente para deixar Márquez sem resposta. O espanhol liderou grande parte da sessão mas no fim não conseguiu bater o tempo de Zarco. Completa a primeira fila um impressionante Danilo Petrucci. Vindo do Q1, Petrucci encaixou volta em xx para ficar com a terceira colocação. 

Andrea Iannone abre a segunda fila e terá ao seu lado as duas Ducatis de fábrica, com Dovizioso em quinto e Lorenzo em sexto. 

Muito forte durante todo o fim de semana, inclusive passando direto para o Q2, Jack Miller sairá da sétima colocação, com as duas motos da equipe de fábrica da Yamaha logo na sequência, com Viñales em oitavo e Rossi em nono. Pedrosa, que teve de passar pelo Q1, fecha o top10.

A sessão foi recheada de acidentes, com Cal Crutchlow sofrendo o mais forte deles. Após forte queda o britânico não conseguiu levantar do asfalto com suas próprias forças e o Q1 terminou com bandeira vermelha para que a equipe médica pudesse entrar no traçado e socorrer o piloto. Cal foi rapidamente socorrido e levado ao hospital mais próximo. A equipe LCR Honda, através de suas redes sociais, afirmou que o piloto passa bem apesar de sofrer fortes dores na região lombar. A comissão médica da MotoGP deve emitir comunicado oficial sobre a condição de Crutchlow nas próximas horas.