sábado, 9 de junho de 2018


Seis corridas e seis vitórias! Este é o espetacular retrospecto de Eli Tomac (Kawasaki) no início da temporada 2018 do AMA Motocross. Na última etapa em Thunder Valley ele teve que batalhar bastante para terminar na frente em ambas as corridas, mas conseguiu com sucesso no fim e segue com 100% de aproveitamento. Abaixo o relato das provas:

Moto1

O “holeshot” ficou com Justin Barcia (Yamaha) seguido de Eli Tomac. Ainda na primeira volta Ken Roczen (Honda) superou Marvin Musquin (KTM) na briga pela quarta colocação. Já Jason Anderson (Husqvarna) não começou nada bem e completou o primeiro giro apenas na 21ª colocação. Com 10 minutos de corrida a briga pela liderança esquentou com Tomac pressionando Barcia.

Daí então a bandeira vermelha foi acionada depois de um acidente com Kyle Chisholm (Yamaha). Na nova largada o “holeshot” ficou com Blake Baggett (KTM), mas ele foi superado por Roczen logo na sequência. Barcia, que liderava antes da paralisação, estava em terceiro, mas acabou caindo.

Baggett perdeu também a posição para Tomac que assumiu assim a segunda colocação. O piloto da Kawasaki foi então para cima de Roczen com 10 minutos para o fim. Roczen conseguiu segurar a pressão por algumas voltas, mas acabou superado depois de algumas voltas e desta forma Tomac confirmou a vitória.

Moto2

Justin Barcia fez o “holeshot” seguido de Ken Roczen, Blake Baggett, Marvin Musquin e Eli Tomac. Tomac, no entanto, logo se livrou de Musquin e Baggett e foi a caça de Roczen. Por sua vez o piloto da Honda pressionava Barcia pelo primeiro posto e no fim da primeira volta chegou a passar, mas não conseguiu tangenciar corretamente e levou o troco.

Com isto Tomac se aproximou e quando o piloto da Kawasaki abriu para passar Roczen, Barcia caiu a frente deles e a moto ficou bem na trajetória de Tomac que teve que parar para evitar o choque. Com isto Roczen pulou para primeiro seguido de Baggett e Tomac caiu para terceiro. Já Barcia despencou para sétimo, atrás ainda de Musquin e Benny Bloss (KTM).

Tomac reiniciou todo o processo. Para sorte dele, Baggett cometeu um pequeno erro indo fora da pista e desta forma a segunda colocação foi fácil. Logo ele estava novamente colado em Roczen e com 11 minutos para o fim ele fez a manobra, assumiu a primeira colocação de onde não saiu até a bandeirada.