segunda-feira, 16 de julho de 2018


Saindo apenas da décima colocação, o piloto da KTM conseguiu encaixar boa largada e ritmo constante para bater Joan Mir e assim vencer sua primeira corrida na classe intermediária do mundial de motovelocidade. 

Depois de boa largada, Brad Binder viu a corrida indo a seu favor quando ainda no início da prova dois dos principais concorrentes a vitória tiveram problemas. Saindo da pole Pasini mais uma vez errou, dessa vez ainda nos giros iniciais, e foi ao chão, quase levando junto Bagnaia que precisou levar sua moto até a caixa de brita para não atingir em cheio a moto de Pasini. A esta altura da corrida Luca Marini, que largou da primeira fila, assumiu a ponta da corrida com Mir e Binder perseguindo-o de perto.

Mais algumas voltas e Mir conseguiu realizar o movimento em Marini para pegar a primeira colocação, com o italiano da VR46 Academy se tornando também presa fácil para Binder que conseguiu realizar a ultrapassagem pela segunda posição sem maiores problemas. A briga pela liderança estava aberta e com 19 voltas para o fim o sul-africano ficou com a linha de dentro na entrada da penúltima curva para frear tarde e garantir a ultrapassagem pela liderança. Ainda que não tenha sido fácil, daí em diante a prova de Binder se resumiu em segurar os ataques de Mir, com o mesmo alcançando sucesso nesse objetivo graças ao seu ritmo de volta impecável, cruzando por fim a linha de chegada com 0.779s de vantagem para o espanhol. 

Ainda que tenha deixado a primeira vitória escapar, a segunda colocação conquistada no Sachsenring é o melhor resultado de Mir na temporada até aqui. No fim da corrida o piloto da Estrela Galícia ainda teve que se preocupar com a recuperação de Marini que conseguiu por fim alcançar os dois ponteiros que passaram grande parte da corrida isolados na frente, fechando a prova na terceira colocação, também seu melhor resultado na temporada.

Miguel Oliveira, que precisou batalhar por muitas posições depois de ter perdido território graças a uma largada ruim, fechou a prova na quarta colocação, com Sam Lowes completando o top5 para ser mais um piloto que conquistou nesta prova seu melhor resultado no ano. 

Após toda uma corrida de recuperação, Bagnaia, líder do campeonato, fechou na 12º, o que não impediu Oliveira de se aproximar na briga pela ponta, com a diferença entre ambos sendo agora de apenas sete pontos. Destaque negativo para Álex Márquez, terceiro colocado no campeonato e dono cinco pódios na temporada, que completou a prova apenas na 13º colocação. O brasileiro Eric Granado completou a etapa alemã na 21º posição, seu melhor resultado final no ano.