sexta-feira, 27 de julho de 2018


Eric Granado está imparável. Mais uma vez o piloto da Honda venceu brigas diretas na pista com seus principais adversários para sair da 4º etapa com mais duas vitórias na conta. 

Partindo da primeira fila nas duas provas, Granado precisou brigar pela ponta já que um inspirado Alex Barros saiu melhor e pegou a liderança em ambas as corridas. Na primeira prova o maior piloto da história do motociclismo nacional carregou a liderança segurando os ataques de Granado e Maximiliano Gerardo, até ser ultrapassado por este último em um lindo movimento que levou o uruguaio da terceira para a primeira colocação. Granado logo respondeu e ultrapassou o piloto da Kawasaki para pegar a liderança e não mais perder. Barros, puxando pegar acompanhar Granado, acabou perdendo a frente de sua BMW e foi ao chão na volta 6. O #4 ainda conseguiu retornar a prova na 10º colocação para, depois de briga com os pilotos da classe Extreme, terminar a corrida 1 na P8. Gerardo e um extremamente consistente Pedro Sampaio completaram o pódio.

Na segunda prova Granado também teve que brigar diretamente com Gerardo e Barros, mas dessa vez conseguiu realizar os movimentos de ultrapassagem com maior facilidade e, depois de assumir a liderança ainda nas primeiras voltas, constantemente impôs voltas mais rápidas para receber a bandeirada sem maiores problemas. Barros, recuperando-se da queda na corrida 1, conseguiu se manter na liderança no início da prova, mas logo foi ultrapassado por Granado. A briga então resumiu-se pela P2, com Gerardo próximo e com ritmo melhor. No fim,  Barros conseguiu segurar as investidas do uruguaio e fechou a prova na segunda colocação, com Gerardo completando o pódio. 

Extreme

Na classe Extreme três pilotos roubaram a cena. Rodrigo Dazzi, Jeferson Friche e Davi Costa protagonizaram belíssima briga na corrida 1, com constantes mudanças de posições e a vitória na classe sendo decidida em favor de Dazzi por milésimos apenas. 

Na segunda prova tivemos um replay das brigas, e mais uma vez envolvendo os três pilotos. Assim como na prova 1, Dazzi conseguiu se manter a frente no momento certo para cruzar a linha de chegada na frente e levar as duas vitórias da classe no fim de semana. 

Resultados corrida 1:


Resultados corrida 2: