sábado, 14 de julho de 2018


O nome é Sachsenring, mas pode chamar de quintal de Marc Márquez. O piloto espanhol conquistou sua nona pole nos últimos nove anos no circuito Alemão, a sexta pole seguida na classe principal.

Ainda que o histórico assustador de Márquez no Sachsenring não possa ser esquecido, haviam dúvidas quanto ao desempenho do #93 para a sessão desta manhã. Claudicante nos treinos livres, Márquez chegou a cair no TL4 e não mostrou-se tão forte durante grande parte do Q2, mas no fim surgiu com uma volta impressionante para marcar 1min20.270s no último giro e assim ficar com mais uma pole em terras alemãs. Essa visivelmente mais comemorada do que as de anos anteriores. 

A grande surpresa da classificação foi mesmo Danilo Petrucci. O italiano conseguiu, seguindo Lorenzo, encaixar uma bela volta na sua segunda ida ao traçado e só foi batido por Márquez quando o cronômetro já estava zerado. Lorenzo, que durante grande parte da sessão dividiu a liderança com Viñales, ficou com a terceira colocação para fechar a primeira fila.

Maverick Viñales abre a segunda fila na quarta colocação mas poderia estar mais acima. O piloto da Yamaha manteve-se no topo durante grande parte da sessão, mostrando uma evolução grande com relação a maioria dos desempenhos mostrados em sábados anteriores. Dovizioso compõe a segunda fila com volta em 20.444, apenas 3 milésimos atrás de Viñales, com Rossi fechando a linha na sexta colocação após fazer sessão apagada. 

Cal Crutchlow, Andrea Iannone e Alvaro Bautista formam a terceira fila. Destaque para Bautista que mais uma vez conseguiu avançar direto para o Q2, relegando nomes como Dovizioso e Zarco para o Q1. 

Pedrosa, com aposentadoria recém anunciada, não conseguiu manter o bom ritmo dos primeiros treinos livres e saíra apenas da 10º colocação, abrindo a quarta fila que também será composta por Alex Rins e Takaaki Nakagami, que pela primeira vez na carreira participou no Q2.